Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12146

Título: Sustentabilidade da atividade minerária no polo mínero industrial da microrregião de Formiga, MG
Título Alternativo: Sustainability of the minerary activity in industrial mineral pole in micro-region of Formiga, MG
Autor(es): Nogueira, Cláudia de Oliveira Gonçalves
Orientador: Borges, Luis Antônio Coimbra
Membro da banca: Santos, Aladir Horácio dos
Membro da banca: Rezende, José Luiz Pereira
Membro da banca: Borém, Rosângela Alves Tristão
Membro da banca: Guimarães, João Carlos Costa
Assunto: Minas e recursos minerais – Microrregião de Formiga-MG
Minas e recursos minerais – Arcos-MG
Calcário
Política ambiental
Sustentabilidade
Mines and mineral resources – Microrregion of Formiga, State of Minas Gerais, Brazil
Mines and mineral resources – Arcos, State of Minas Gerais, Brazil
Limestone
Environmental policy
Sustainability
Data de Defesa: 16-Set-2016
Data de publicação: 2-Jan-2017
Referência: NOGUEIRA, C. de O. G. Sustentabilidade da atividade minerária no polo mínero industrial da microrregião de Formiga, MG. 2016. 135 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: A Microrregião de Formiga- MG se destaca no cenário econômico estadual como grande produtora de calcário agrícola e também de produtos originados da mineração do calcário. Sabendo da importância dos produtos advindos da mineração e também da importância da mineração no cenário econômico regional, torna-se necessário realizar estudos para que a atividade se torne sustentável e gere produtos cuja característica ambiental seja desejável. O presente estudo visa caracterizar e analisar a atividade de mineração de calcário na microrregião de Formiga, mais exatamente nos municípios de Arcos, Pains e Córrego Fundo. O estudo foi dividido em quatro capítulos a saber: o primeiro capítulo procurou caracterizar a mineração de calcários e analisar seus impactos socioambientais (Artigo I); na sequência foi usada a metodologia do Barômetro da Sustentabilidade na busca de avaliar a sustentabilidade do município de Arcos, escolhido por apresentar maior número de indústrias de mineração (Artigo II); o terceiro capítulo faz uma proposta de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) usando a metodologia SWOT; o quarto capítulo finaliza o estudo propondo estratégias para o restabelecimento da biodiversidade, função ecológica e estrutura do solo em áreas de mineração de calcário. Para testar a hipótese inicial, de acordo com o objetivo do capítulo I, foram levantadas as principais atividades dentro do processo minerário, correlacionando seus impactos ambientais mais significativos. Pontualmente, a mineração na Microrregião de Formiga, evoluiu da década de 1970 até hoje, com potencial de exploração a longo prazo, visto que na região encontram-se muitas jazidas a serem exploradas. Esta exploração futura deve se dar de forma planejada, a fim de mitigar impactos e resolver os passivos ambientais. A mineração de calcário, apesar de empregar considerável parcela da população, gera irrisória contrapartida, pois traz impactos socioambientais significativos e baixa arrecadação com o CFEM. A segunda hipótese é tratada no segundo capítulo e usa o Barômetro da Sustentabilidade (BS) para avaliar a sustentabilidade do município de Arcos e sua relação com a presença da mineração de calcário. A combinação dos índices do bem-estar humano e o do bem-estar ambiental mostrou que o município de Arcos é potencialmente sustentável no subsistema que trata o bem-estar ambiental e intermediária no subsistema que trata o bemestar humano, embora muito próxima da condição insustentável. O terceiro capítulo propõe o planejamento estratégico para os municípios e trata da terceira hipótese que discute a dependência econômica dos municípios de uma só atividade produtiva para seu desenvolvimento mostrando que essa dependência pode ser um entrave para que esses possam seguir uma trajetória de desenvolvimento e sustentabilidade.
Abstract: The Micro-region Formiga- MG stands out in state economic scenario as a major producer of agricultural lime and products of mining limestone. Knowing the importance of products coming from the mining and the importance of mining in the regional economic environment is necessary to carry out studies to become sustainable activity and generate products whose environmental characteristic is desirable. This study aims to characterize and analyze the limestone mining activity in the micro-region of Formiga, more precisely in the municipalities of Arcos, Pains and Corrego Fundo. The study was divided into four chapters: the first chapter sought to characterize the mining of limestone and analyze their social and environmental impacts (Article I). Following the Sustainability Barometer methodology was used to assess the sustainability of Arcos, chosen due to its higher number of mining industries (Article II).The third chapter makes a proposal for the Strategic Environmental Assessment (SEA) using the SWOT methodology. The fourth chapter concludes the study proposing strategies for the restoration of biodiversity, ecological function and structure of the soil in limestone mining areas. To test the initial hypothesis, according to the purpose of Chapter I, the main activities were raised in the mining process, correlating their most significant environmental impacts. Punctually, mining in Formiga micro-region, evolved from the 1970s to today, with the long-term exploration potential, whereas in the region there are many fields to be explored. This future exploration should be done in a planned manner in order to mitigate impacts and resolve environmental liabilities. The mining of limestone, despite employing considerable portion of the population, generates counterpart derisory, because it brings significant environmental impacts and lower revenue with CFEM. The second hypothesis (second chapter) use the Barometer of Sustainability (BS) to assess the sustainability of Arcos and its relation to the presence of limestone mining. The combination of the indices of human welfare and environmental well-being showed that Arcos municipality is potentially sustainable in the subsystem that is the environmental well-being and intermediate in the human well-being subsystem, although very close to the unsustainable condition. The third chapter proposes strategic planning for municipalities and stands for the third hypothesis, discussing the economic dependence of municipalities at one productive activity for its development showing that this dependency can be a barrier so that they can follow a path of development and sustainability.
Informações adicionais: Arquivo retido a pedido da autora até outubro de 2017.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12146
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback