Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12194

Title: Indicadores físicos, químicos e biológicos da qualidade do solo em sistemas agroflorestais agroecológicos na área de preservação ambiental Serra da Mantiqueira, MG
Other Titles: Physical, chemical and biological inicadors of soil quality in agroforestry in APA Serra da Mantiqueira, MG
???metadata.dc.creator???: Camargo, Flora Ferreira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Venturin, Nelson
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: Froufe, Luís Cláudio Maranhão
???metadata.dc.contributor.referee1???: Macedo, Renato Luiz Grisi
???metadata.dc.contributor.referee2???: Silva, Marx Leandro Neves
???metadata.dc.contributor.referee3???: Bonetti Filho, Ronald Zanetti
Keywords: Sistemas agroflorestais – Mantiqueira, Serra da
Solos – Mantiqueira, Serra da – Análise
Solos – Qualidade
Agroforestry systems – Mantiqueira Mountain Range, Brazil
Soils – Mantiqueira Mountain Range, Brazil – Analysis
Soils – Quality
???metadata.dc.date.submitted???: 27-Jun-2016
Issue Date: 24-Jan-2017
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Citation: CAMARGO, F. F. Indicadores físicos, químicos e biológicos da qualidade do solo em sistemas agroflorestais agroecológicos na área de preservação ambiental Serra da Mantiqueira, MG. 2016. 241 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: A Área de Preservação Ambiental (APA) Serra da Mantiqueira compreende um ecossistema considerado prioritário para a conservação da biodiversidade econstantemente ameaçado pela pressão antrópica. A inserção dos sistemas agroflorestais (SAFs) agroecológicos em unidades agrícolas vem melhorando os meios de subsistência, reduzindo a pressão sobre os ecossistemas protegidos e integrando a conservação da paisagem. Contudo ainda há escassez de informações a respeito desses modelos. Objetivou-se avaliar a qualidade do solo desse modelo na região a fim de constituir ferramenta que possa auxiliar na tomada de decisão para sua implantação pelos agricultores.. Foram conduzidos dois estudos independentes: um que procurou caracterizar esse modelo como unidade produtiva de referência, visando contribuir para sua difusão na região; e outro em que foram avaliadas as alterações nos atributos dos solos desses sistemas. Foram avaliados dois SAFs com três e seis anos de implantação, comparando-os com cultivo de oliveira, pastagem e área e regeneração natural dominada por samambaias, tendo como sistema de referência a floresta nativa, por fim foram gerados índices para estimativa da qualidade do solo dessas áreas, construídos pelo método desenvolvido por Velásquez, Lavelle e Andrade (2007). Para os atributos, foram realizadas análises de rotina e para as correlações entre estes e os sistemas de manejo foram utilizadas técnicas multivariadas. Com base nos resultados dos atributos físicos, os SAFs apresentaram boa qualidade do solo em relação ao sistema de referência, notadamente, a densidade do solo e a estabilidade de agregados. Para os atributos químicos, pode-se inferir que o nível de fertilidade referente ao teor de matéria orgânica nos SAFs aproxima-se do sistema de referência indicando os benefícios do manejo agroecológico em questão. A análise de agrupamento relacionada aos atributos químicos e físicos do solo indicou uma tendência desses sistemas em atingir a sustentabilidade. O SAF com seis anos propiciou condições mais próximas do ambiente de referência para a colonização de grupos da fauna edáfica que apresentaram maior capacidade de transformação e resiliência dentro desse sistema. O maior índice de qualidade do solo foi apresentado pela floresta nativa seguido pelo SAF com seis anos. Portanto podese concluir que os SAFs têm capacidade de aumentar a qualidade do solo nessa região aproximando-se da condição de referência ao longo do tempo. O manejo e implantação deste modelo de SAF demonstraram potencial para restauração da qualidade do solo, podendo substituir, como modelo de produção sustentável, as áreas dominadas por Pteridium na APA Serra da Mantiqueira.
Abstract: Serra da Mantiqueira is a protected area that comprises an ecosystem considered a priority for biodiversity conservation and is constantly threatened by human activity. The adoption of Agroforestry Systems has improved livelihood, reduced the pressure on protected ecosystems and integrated landscape conservation. However, there is still lack of information regarding these models. Our objective was to assess soil quality of Agroforestry systems in this region in order to build a tool to support decision making when farmers want to convert their production. We conducted two independent studies: one to characterize this model as a reference productive unit, in order to incentivize its adoption in the region; and another to assess the changes in soil attributes in these systems. We evaluated two agroforestry systems three- and six-year old, compared them to Olive tree plantations, pastures and an area under natural regeneration dominated by ferns, having a native forest as the reference ecosystem. Then, we calculated indices to estimate soil quality, using the method developed by Velásquez et al. (2007). We performed routine soil analyzes and tested for correlations between attributes and each management system using multivariate analyzes. Our results showed that the agroforestry systems had good soil quality compared to the reference ecosystem, notably soil density and aggregate stability. Regarding the chemical attributes, we can infer that fertility level related to organic matter content in the agroforestry systems is similar to the reference ecosystem, indicating the benefits of agroecological management. The grouping analyzes related to the chemical and physical properties of soils indicated these systems tend to achieve sustainability. The six-year old agroforestry system was closer to the reference ecosystem and may have appropriate conditions for colonization by soil fauna that presented higher transformation capacity and resilience within these systems. The native forest showed the highest index for soil quality, followed by the six-year old agroforestry system. Therefore, we conclude that the agroforestry systems have the capacity to improve soil quality in this region, approaching the conditions in the reference ecosystem along time. The management and implementation of this agroforestry model showed to have potential for soil quality restora tion and could substitute, as a sustainable production alternative, the areas dominated by Pteridium in Serra da Mantiqueira.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12194
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Indicadores físicos, químicos e biológicos da qualidade do solo em sistemas agroflorestais....pdf2.22 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback