Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12196
Título: Seleção de progênies de cafeeiro visando a resistência durável à ferrugem e características agronômicas
Título(s) alternativo(s): Selection of coffee progenies aiming at durable resistance to rust and agronomic traits
Autor : Dias, Rafael Antônio Almeida
Lattes: http://lattes.cnpq.br/3171135298766104
Primeiro orientador: Mendes, Antônio Nazareno Guimarães
Primeiro coorientador: Botelho, Cesar Elias
Primeiro membro da banca: Guimarães, Rubens José
Segundo membro da banca: Cunha, Rodrigo Luz da
Palavras-chave: Café – Melhoramento genético
Café – Doenças e pragas
Café – Ferrugem
Coffee – Breeding
Coffee – Diseases and pests
Coffee – Rust
Data da publicação: 25-Jan-2017
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: DIAS, R. A. A. Seleção de progênies de cafeeiro visando a resistência durável à ferrugem e características agronômicas. 2016. 63 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Objetivou-se com o presente trabalho selecionar progênies de cafeeiro visando ao avanço de seleção para posterior obtenção de cultivares resistentes à ferrugem do cafeeiro e com características agronômicas superiores às cultivares tradicionais. O experimento foi instalado, no campo experimental da EPAMIG, em Patrocínio, MG, compreendendo 25 progênies oriundas do cruzamento entre cultivares do grupo Icatu com materiais genéticos dos grupos Catuaí Amarelo IAC 62 e IAC 17, Catuaí Vermelho IAC 99, Rubi e progênies segregantes originadas de retrocruzamentos de Catuaí com Mundo Novo, identificadas como IAC 5002 e IAC 5010, além de um cruzamento de Acaiá com Catuaí Amarelo IAC 17. Como testemunhas foram utilizadas duas progênies em geração avançada e promissoras para resistência à ferrugem, derivadas de cruzamentos entre os grupos Catimor e Icatu, que resultaram na obtenção da cultivar Aranãs. As progênies encontram-se em geração F3 e foram obtidas pelo Programa de Melhoramento Genético do cafeeiro conduzido em Minas Gerais, coordenado pela EPAMIG e que conta com a colaboração das universidades UFV e UFLA. Foi utilizado o delineamento de blocos casualizados, com três repetições, totalizando 75 parcelas, sendo cada parcela constituída por dez plantas. O espaçamento utilizado foi de 3,5 m nas entrelinhas e 0,8 m entre plantas. Foram avaliadas as características: produtividade em sacas de café beneficiado ha-1, vigor vegetativo, porcentagem de grãos retidos em peneira 17 e acima, peneira 10 e fundo e incidência e severidade de ferrugem. A partir dos dados da produtividade, vigor vegetativo e porcentagem de grãos retidos em peneira 17 e acima, peneira 10 e fundo, efetuou-se a análise adotando-se o modelo linear misto e, para incidência e severidade de ferrugem, foi feita a análise de variância dos dados e, quando houve diferença significativa, as médias foram comparadas pelo teste de Scott Knott a 5% de probabilidade. Foram realizadas, também ,estimativas dos ganhos com a seleção, por meio do ganho de seleção direta para cada característica em comparação com a soma de postos. As progênies 13 (Icatu V. IAC 4040 x IAC 5002) e progênie três (Icatu A. IAC 2944 x IAC 5002) foram promissoras, para o avanço de geração, por estarem entre as cinco progênies mais produtivas, as cinco progênies selecionadas pela soma de postos e entre as progênies que apresentaram menor incidência de ferrugem. O ganho de seleção obtido com a seleção direta foi superior aos ganhos obtidos pela soma de postos.
Abstract: This study had the objective of selecting coffee progenies aiming at advancing the selection for obtaining cultivars resistant to coffee rust and with agronomic traits superior to traditional cultivars. The experiment was installed at the EPAMIG experimental field in Patrocinio, Minas Gerais, Brazil, consisting of 25 progenies derived from the cross between cultivars from the Icatu and genetic materials from groups Catuai Amarelo IAC 62 and IAC 17, Catuai Vermelho IAC 99, Rubi and segregating progenies originated from the retrocrossing of Catuai with Mundo Novo, identified as IAC 5002 and IAC 5010, as well as a cross between Acaia and Catuai Amarelo IAC 17. We used as witness two progenies in advanced generation, promising for the resistance to rust, origina ted from the cross between Catimor and Icatu groups, which resulted in cultivar Aranas. The progenies meet in generation F3 and were obtained by the coffee Breeding Program conducted in Minas Gerais, Brazil, and coordinated by EPAMIG, with the collaboration of the Universidade Federal de Viçosa (UFV) and Universidade Federal de Lavras (UFLA). We used a randomized blocks design, with three replicates, totalizing 75 plots, with 10 plants each. The spacing used was of 3.5 m between lines and 0.8 m between plants. We evaluated characteristics: productivity in processed coffee bags ha-1, plant vigor, percentage of grains retained in sieve 17 and above, sieve 10 and bottom, adopting the mixed linear model analysis. For rust incidence and severity we performed analysis of variance, comparing the means by the Scott Knott test at 5% of significance when presenting significant difference. We also conducted selection gain estimates by means of direct selection for each trait when compared with the sum of positions. Progenies 13 (Icatu V. IAC 4040 x IAC 5002), and progeny 3 (Icatu A. IAC 2944 x IAC 5002), were promising for the generation advancement, for positioning among the five most productive progenies. the five progenies selected by the sum of positions, and the progenies presenting lower rust incidence. The selection gain obtained with the direct selection was superior to the gains obtained by the sum of the positions.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12196
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.