Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12205

Título: Especies de Fusarium associadas ao sorgo no Brasil: diversidade, patogenicidade e potencial toxigênico
Título Alternativo: Fusarium species associated with sorghum: diversity, pathogenicity and toxigenic potential
Autor(es): Guimarães, Elaine Aparecida
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9172805777744589
Orientador: Pfenning, Ludwig Heinrich
Coorientador: Silva, Dagma Dionísia da
Membro da banca: Medeiros, Flávio Henrique Vasconcelos de
Membro da banca: Batista, Luís Roberto
Membro da banca: Cardoso, Patrícia Gomes
Membro da banca: Silva, Dagma Dionísia da
Assunto: Sorgo – Doenças e pragas
Fungos fitopatogênicos
Micotoxinas
Podridão do colmo
Sorghum – Diseases and pests
Phytopathogenic fungi
Mycotoxins
Stalk rot
Fusarium fujikuroi species complex (FFSC)
Data de Defesa: 8-Jul-2016
Data de publicação: 26-Jan-2017
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: GUIMARÃES, E. A. Especies de Fusarium associadas ao sorgo no Brasil: diversidade, patogenicidade e potencial toxigênico. 2016. 97 p. Tese (Doutorado em Microbiologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: Espécies do complexo Fusarium fujikuroi (FFSC) podem ser encontradas em sorgo, milheto e milho como endófitos, patógenos ou produzindo micotoxinas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a diversidade de espécies do FFSC, que ocorrem em associação com o sorgo no Brasil e avaliar seu potencial toxigênico e patogênico. No capítulo 1 foi feita uma revisão de literatura sobre o sorgo, o FFSC, as doenças causadas por espécies do FFSC e asmicotoxinas produzidas por elas. No capítulo 2, isolados provenientes de grãos de sorgo de diferentes regiões do Brasil foram avaliados por meio de análises filogenéticas da região fator de elongação-1α (Tef-1α), teste de compatibilidade sexual, marcadores morfológicos, produção in vitro de micotoxinas (fumonisinas B1, B2 e moniliformina) e testes de patogenicidade em colmosde sorgo, milheto e milho. A análise filogenética do gene Tef-1α, mostrou a presença das espécies F. andiyazi, F. proliferatum, F. thapsinum e F. verticillioides. Os marcadores morfológicos avaliados confirmam a identidade dos isolados. Entre os isolados de F. proliferatume F. thapsinumfoi observada a produção de altos níveis de FB1 e moniliformina, enquanto a produção de FB2 ocorreu apenas eventualmente. Isolados de F. verticillioides produziram altos níveis de FB1 e FB2 e diferenciaram de F. proliferatume F. thapsinumpela produção de baixos níveis de moniliformina. Entre os isolados de F. andiyazi avaliados, uma alta variação na quantidade de micotoxinas foi observada. Metade dos isolados produziu fumonisinas e moniliformina em baixos e altos níveis, enquanto a outra metade não produziu toxinas. A filogenia indica quemais de uma população ou mesmo espécie pode estar presente no Brasil. Isolados selecionados das quatro espécies induziram sintomas de podridão de colmo em cultivares de sorgo, milho e milheto. F. thapsinum e F. andiyazi se mostraram mais agressivos ao sorgo, enquanto F. verticillioides e F. proliferatum foram mais agressivos ao milho. No capítulo 3, um estudo em campo foi conduzido para expandir o conhecimento sobre a habilidade das quatro espéciesde Fusarium de colonizar grãos de sorgo e produzir fumonisinas, além de conhecer os danos provocados por essas espécies quanto à produtividade de grãos e a germinação de sementes. Panículas de três cultivares de sorgo foram inoculadas com isolados das quatro espécies no período da safrinha (2015) e da safra (2015/2016). Foram realizadas análises da incidência de Fusariumnos grãos, teste de germinação de sementes, avaliação da produtividade e detecção de fumonisinas. As três cultivares de sorgo analisadas foram susceptíveis à colonização pelas espécies de Fusarium avaliadas, sendo que o cultivar BRS 308 apresentou maiores médias de incidência. Os isolados foram capazes de produzir fumonisinas em diferentes concentrações, sendo a espécie F. proliferatuma que produziu maiores teores de fumonisinas em todos as cultivares analisados. A produtividade das plantas e a taxa de germinação das sementes também foram afetadas. No capítulo 4 são apresentados resultados sobre F. andiyazi,que não foram incluídos nos capítulos 2 e 3 e que serão utilizados na elaboração de outrapublicação. Concluiu-se que as espécies de Fusarium podem afetar a produção de sorgo no Brasil. Portanto, a incidência de espécies deve ser cuidadosamente monitorada para garantia da qualidade e segurança de sorgo produzido no país.
Abstract: Species of the Fusarium fujikuroi species complex (FFSC) can be found in association with sorghum, millet and corn as endophytes, pathogens or mycotoxin producers. The aim of this study was to evaluate the diversity of species in the FFSC which occur in association with sorghum in Brazil and to evaluate the toxigenic and pathogenic potential. Inchapter 1, a literature review was conducted regarding sorghum, the diseases caused by species of the FFSC and mycotoxin production. In chapter 2, isolates from sorghum grains from different regions of Brazil were evaluated by phylogenetic analysis of the gene region elongation factor 1- α region (Tef-1 α ), sexual compatibility tests, morphological markers, in vitroproduction of mycotoxins fumonisin B1, B2 and moniliformin, and pathogenicity tests in sorghum, millet and corn stalks. The phylogenetic analysis of the Tef-1αgene showed the presence of F. andiyazi, F. proliferatum, F. thapsinum and F. verticillioides. The morphological markers confirmed the identity of the isolates. Among the isolates of F. proliferatum and F. thapsinum, the production of high levels of FB1 and moniliformin was observed, while the production of FB2 occurred only occasionally. F. verticillioides isolates produced higher levels of FB1and FB2 and differentiated themselves from F. proliferatum and F. thapsinum through the production of low levels of moniliformin. A high variation in theamount of mycotoxins was observed among F. andiyazi isolates. Half of the isolates produced fumonisin and moniliformin at low and high levels, while the other half did not produce toxins. The phylogeny indicates diversity within F. andiyazi, suggesting that more than one population or species may be present in Brazil. Isolates selected from the four species induced stem rot symptoms in sorghum, maize and millet cultivars. F. thapsinumand F. andiyaziwere more aggressive to sorghum, while F. verticillioidesand F. proliferatumwere more aggressive to corn. In chapter 3, a field study was conducted to evaluate the ability of the four species of Fusarium to colonize sorghum grains and produce fumonisin. The damage caused by these species to grain yield and seed germination was also assessed. Panicles of three sorghum cultivars were inoculated with isolates of the four species in the off-season period (2015) and in the harvest period (2015/2016). Analyses of the incidence of Fusariumin the grains, a seed germination test, an evaluation of productivity and the detection of fumonisin were performed. The three analyzed sorghum cultivars were susceptible to colonization by Fusarium species, and the BRS 308 showed a higher average of incidence. The isolates were able to produce fumonisins in different concentrations, and F. proliferatum produced higher levels of fumonisins in all cultivars analyzed. The productivity of the plants and the germination of seeds were also affected. Chapter 4 presents more results obtained on F. andiyazithat were not included in chapters 2 and 3 and will be used in the preparation of another publication. It was concluded that the species of Fusariumcan affect sorghum production in Brazil. Therefore, the incidence of these species should be carefully monitored for quality assurance and for the safety of the sorghum produced in the country.
Informações adicionais: Arquivo retido, a pedido da autora, até dezembro de 2017.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12205
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DBI - Microbiologia Agrícola - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback