Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEX - Departamento de Ciências Exatas >
DEX - Programa de Pós-graduação >
DEX - Estatística e Experimentação Agropecuária - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12290

Título: Tree diversity in Minas Gerais, Brazil
Título Alternativo: Diversidade arbórea em Minas Gerais, Brasil
Autor(es): Terra, Marcela de Castro Nunes Santos
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9848031991949790
Orientador: Santos, Rubens Manoel dos
Coorientador: Steege, Hans ter
Membro da banca: Ferraz Filho, Antonio Carlos
Membro da banca: Morel, Jean Daniel
Membro da banca: Magnago, Luiz Fernando Silva
Membro da banca: Garcia, Paulo Oswaldo
Assunto: Macroecologia
Mata Atântica
Cerrado
Caatinga
Gradientes ambientais
Macroecology
Atlantic Forest
Environmental gradients
Data de Defesa: 14-Dez-2016
Data de publicação: 14-Fev-2017
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: TERRA, M. de C. N. S. Tree diversity in Minas Gerais, Brazil. 2017. 128 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O Estado de Minas Gerais (MG), o quarto maior Estado da Federação, com tamanho comparável ao de países como França e Espanha, abriga grande heterogeneidade ambiental e, consequentemente, grande diversidade arbórea. A presente tese está organizada em três capítulos. O primeiro corresponde à apresentação geral e revisão de literatura sobre as principais questões ecológicas que embasam este trabalho. O segundo e o terceiro capítulos são artigos científicos que abordam a diversidade arbórea do Estado de MG, nos quais foram utilizadas 158 áreas amostrais de vegetação, incluindo diferentes fitofisionomias dos três diferentes domínios vegetacionais encontrados no Estado, a saber: Cerrado, Mata Atlântica e Caatinga. No primeiro artigo, intitulado “Dominance and Diversity of Trees in the State of Minas Gerais, Brazil”, foram trabalhadas algumas questões básicas, porém negligenciadas, envolvendo diversidade arbórea no Estado de Minas Gerais: Q uantas árvores e quantas espécies arbóreas existem no Estado de MG? Quanto foi perdido até agora? A resposta a estas questões foi obtida por meio do protocolo de estimativas baseado na criação de um grid de 6.634 células de 0,1 grau e os estimadores Fisher’s alpha e Fisher’s log-series. Foram estimados valores de 24,5 x 10 9 árvores e entre 3592 e 3743espécies arbóreas. Além disso, obteve-se que 68, 54% e 4,03% foram perdidos, respectivamente, quando comparados à estimativa de número de árvores e espécies. Os resultados permitiram a obtenção de mapas de distribuição-abundância para as espécies. O segundo artigo, intitulado “Water availability drives gradients of tree diversity, structure and functional traits in the Atlantic-Cerrado-Caatinga transition, Brazil” aborda como gradientes, em características da vegetação como composição de espécies em diferentes níveis taxonômicos, diversidade de espécies, densidade, área basal, massa de sementes e densidade da madeira, respondem aos gradientes ambientais de clima e solo. Utilizou-se PCA para inferir sobre gradientes ambientais, onde foram detectados quatro gradientes principais, a saber: sazonalidade da precipitação, amplitude térmica, fertilidade do solo e umidade do solo. Os gradientes em vegetação, marcadamente gradientes de composição e diversidade responderam a sazonalidade de precipitação e umidade do solo. Concluiu-se que disponibilidade hídrica é o principal determinante das feições de vegetação considerada. Contudo, destaca-se a importância dos resultados apresentados para subsidiar iniciativas de conservação e para a compreensão ecológica de áreas transacionais de vegetação.
Abstract: Minas Gerais State (MG), the fourth largest Brazilian State, with size comparable to countries such as France and Spain, harbors a great environmental heterogeneity and consequently tree diversity. The current thesis was structured into three chapters. The first one consists of an overall description and literature review on the main ecological points underlying this study. The second and third chapters are scientific papers on tree diversity in MG. We used 158 vegetation sample areas, including different phytophysiognomies of the following three vegetation domains found in MG: Cerrado, Atlantic Forest and Caatinga. The first paper, entitled “Tree Dominance and Diversity in Minas Gerais, Brazil”, approaches some basic but neglected questions regarding MG tree diversity: how many trees and tree species are there in MG? How much of such diversity has been lost? We used a grid of 6,634 cells (0.1 degree) and Fisher’s alpha and Fisher’s log-series to run the estimates. We found that there are currently 24.5 x 10 9 trees and something between 3,592 and 3,743 tree species in MG. Besides, we’ve found 68.54% and 4.03% to be lost when compared to the estimate original numberss. These results enable us to create abundance-distributions maps and, for instance, find out the most abundant tree species in MG: Qualea grandiflora. The second paper, entitled “Water availability drives gradients of tree diversity, structure and functional traits in the Atlantic-Cerrado-Caatinga transition, Brazil”, approaches how vegetation features such as species composition in different taxonomic levels, diversity, stem density, basal area, seed mass and wood density are correlated with environmental gradients in terms of soil and climate. PCA axes were used as proxies to infer about environmental gradients, and four major gradientes were detected as representatives of precipitation seasonality, temperature range, soil fertility and soil moisture. Regarding vegetation, the tree species composition and diversity, were closely related to precipitation seasonality and soil moisture. Thus, the availability of water was found to be the main determining factor for vegetation features under study. Therefore, these results may be important in the implementation of initiatives for vegetation conservation in the State, and for ecological comprehension of vegetation transitional areas.
Informações adicionais: Arquivo retido, a pedido da autora, até janeiro de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12290
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: eng
Aparece nas coleções: DEX - Estatística e Experimentação Agropecuária - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback