Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1237

Title: Entre o campo e o habitus: os significados atribuídos ao conatus por herdeiros de uma empresa familiar
???metadata.dc.creator???: Castro, Carolina Lescura de Carvalho
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Cappelle, Mônica Carvalho Alves
???metadata.dc.contributor.referee1???: Rosa, Alexandre Reis
Mafra, Flavia Luciana Naves
Lima, Juvêncio Braga de
Brito, Mozar José de
???metadata.dc.description.concentration???: Organizações, Gestão e Sociedade
Keywords: Empresa familiar
Campo
Habitus
Conatus
Herdeiro
Organização familiar
Sucessão empresarial familiar
Princípio empresarial e familiar
Aspecto sociológico
Identificação
Field
Family company
Heir
???metadata.dc.date.submitted???: 5-Apr-2013
Issue Date: 22-Oct-2013
Citation: CASTRO, C. L. de C. Entre o campo e o habitus: os significados atribuídos ao conatus por herdeiros de uma empresa familiar. 2013. 280 p. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
???metadata.dc.description.resumo???: Os estudos sobre empresas familiares são recentes, especialmente, no contexto brasileiro. Um dos assuntos amplamente investigados por estudiosos da área é a temática de sucessão, pois esse processo é determinante para garantir a longevidade desses empreendimentos. Contudo, vale mencionar que as investigações se concentraram em compreender a dimensão lógica, cedendo pouca atenção aos aspectos emocionais e afetivos, próprios da dimensão familiar. Essas evidências motivaram a construção de uma pesquisa associando a teoria de empresa familiar com a abordagem teórico-metodológica de Pierre Bourdieu. Portanto, nesta tese buscou-se responder ao seguinte problema: Quais são os significados que os herdeiros, de um grupo organizacional familiar atribuem ao conatus da família? O conatus pode ser compreendido como um projeto cultivado pela família, que deve ser perpetuado para as futuras gerações. Assim, entende-se a sucessão como um processo no qual a maneira como o herdeiro interpreta o projeto familiar pode determinar o seu desejo de dar continuidade, ou não, ao legado da família. Para tanto, objetivou-se nesta tese investigar a relação entre campo e habitus, compreendendo a sua influência na construção do significado, atribuído por herdeiros de um grupo organizacional familiar, ao conatus da família. A unidade investigada foi um grupo organizacional familiar que atua no ramo alimentício, situado no estado do Rio de Janeiro. Neste trabalho adotou-se a abordagem qualitativa, usando como estratégia de pesquisa o estudo de caso. As análises foram realizadas por meio da técnica de análise de conteúdo. Para atender o objetivo central deste trabalho, inicialmente, foi resgatada a história do grupo organizacional familiar. Apresentando as lutas existentes entre os agentes, por meio da posse dos diferentes tipos de capital, foi possível apreender a dinâmica do campo investigado. Os resultados evidenciaram que o habitus dos herdeiros investigados é fruto da socialização familiar/organizacional. Por meio da relação entre campo e habitus, foi possível apreender como os atores pesquisados interpretam o conatus emergindo, por meio da análise de conteúdo, as seguintes categorias: A organização como totalidade; O encantamento ao conatus; A frustração com o projeto e; A sensação de estranhamento. Este trabalho teve o intuito de contribuir com o campo científico das empresas familiares, apresentando um novo olhar para a compreensão dessas organizações. A aplicação de uma abordagem sociológica trouxe uma maior compreensão da dimensão familiar, possibilitando constatar o quanto a família é capaz de influenciar na gestão e até mesmo na longevidade desses empreendimentos.
The studies on family companies are recent, especially in the Brazilian context. One of the themes largely studied by scholars of this area is the succession, for this process is decisive in guaranteeing the longevity of these enterprises. However, it is worth mentioning that the investigations concentrated in understanding the logical dimension, giving little attention to the emotional and affective aspects, suitable to familiar dimensions. These evidences motivated the construction of a new research associating the family company theory with the Pierre Bourdieu methodological theory approach. Therefore, this thesis sought to answer the following problem: Which are the meaning that the heir of an organizational family group attribute to the family conatus? The conatus may be understood as a project cultivated by the family, which must be perpetuated to the future generations. Thus, we understand succession as a process in which the manner that the heir interprets the family project may determine his desire of giving continuity or not to the family‟s legacy. For this purpose, the objective of this thesis was to investigate the relation between the field and the habitus, comprehending its influence in the construction of the meaning, attributed by heirs of a family organizations group, to the conatus of the family. The investigated unit was family organizational group which acts in the food industry, situated in the State of Rio de Janeiro. This work adopted a qualitative approach, using the case study as a research strategy. The analyses were performed through the content analysis technique. In order to meet the work‟s central objective, we initially recovered the history of the family organizational group. Presenting the existent struggles between the agents, by possessing the different types of capital, it was possible to learn the dynamics of the investigated field. The results showed that the habitus of the investigated heirs is fruit of the family/organization socialization. By means of the relation between the field and the habitus, it was possible to learn how the researched actors interpret the conatus emerging, through the content analysis, the following categories: The organization as totality; The enchanting to the conatus; The frustration with the project and; The sensation of strangeness. This work had the intent of contributing to the scientific field of the family companies, presenting a new view for understanding these organizations. The application of a sociological approach brought a larger understanding of the family dimension, allowing the determination of how much the family is capable of influencing the management and even the longevity of the enterprises.
Description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Administração, área de concentração em Organizações, Gestão e Sociedade, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1237
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAE - Administração - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Entre o campo e o habitus os significados atribuídos ao conatus por herdeiros de uma empresa familiar.pdf1.95 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback