Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12421
Título : Efeitos dos rejeitos da indústria de zinco na anatomia e crescimento de plantas jovens de Salix humboldtiana Willd: (salgueiro)
Autor: Gomes, Marcelo Pedrosa
Marques, Teresa Cristina Lara Lanza de Sá e Melo
Nogueira, Mariana de Oliveira Gonçalves
Silva, Guilherme Henrique
Castro, Evaristo Mauro de
Soares, Ângela Maria
Palavras-chave: Plasticidade anatômica
Salgueiro - Crescimento
Metais pesados - Poluição
Salix humboldtiana Willd
Anatomic plasticity
Willow - Growth
Heavy Metals - Pollution
Publicador: Instituto de Botânica
Data da publicação: Mar-2011
Referência: GOMES, M. P. et al. Efeitos dos rejeitos da indústria de zinco na anatomia e crescimento de plantas jovens de Salix humboldtiana Willd: (salgueiro). Hoehnea, São Paulo, v. 38, n. 1, p. 135-142, 2011.
Resumo : (Efeitos dos rejeitos da indústria de zinco na anatomia e crescimento de plantas jovens de Salix humboldtiana Willd. (salgueiro)). A poluição por metais pesados, gerada principalmente pelas atividades de mineração e industrial, exige estudos que possibilitem a recuperação de áreas contaminadas. Foram estudadas respostas de crescimento e características anatômicas de plantas jovens de salgueiro cultivadas em solo multicontaminado por metais pesados. As plantas foram cultivadas em três níveis de misturas de solo contaminado: 0%; 15% e 30% (v/v), durante 60 dias. No maior nível de contaminação foi observado menor produção de matéria seca das raízes e da parte aérea e menor crescimento das raízes. Nesta condição, as raízes apresentaram maior espessura da epiderme, exoderme e endoderme e menor número de elementos condutores de xilema. As folhas apresentaram modificações no número de elementos condutores de xilema, na densidade e diâmetro dos estômatos, e na espessura da epiderme, endoderme, colênquima e do mesofilo
Abstract: (Effects of tailings from zinc industry in the anatomy and growth of young plants of Salix humboldtiana Willd. (willow)). The heavy metal pollution caused mainly by mining and industrial activities requires studies for the recovery of contaminated areas. Thus, we studied growth and anatomical characteristics responses of young willow plants grown in heavy metal multicontaminated soil. Plants were grown in three mixture levels of contaminated soil: 0%, 15% and 30% (v/v) for 60 days. At the highest level of contamination was noted a less dry matter production of roots and shoots and reduced root growth. Accordingly, the roots exhibited epidermis, exodermis and endodermis thicker, and a smaller number of conducting elements of xylem. Leaves showed changes in the number of conducting elements of xylem diameter and density of stomata, and epidermis, endodermis, collenchyma and mesophyll cell thickness
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12421
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Artigos publicados em periódicos



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons