Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12434
Título: Microencapsulação por Spray drying de ácido benzoico e óleo essencial de tomilho
Autor : Marques, Gerson Reginaldo
Primeiro orientador: Borges, Soraia Vilela
Primeiro coorientador: Botrel, Diego Alvarenga
Segundo coorientador: Fernandes, Regiane Victória de Barros
Primeiro membro da banca: Botrel, Diego Alvarenga
Segundo membro da banca: Costa , Joyce Maria Gomes da
Terceiro membro da banca: Prado, Mônica Elisabeth Torres
Quarto membro da banca: Bertolucci, Suzan Kelly Vilela
Palavras-chave: Ácido benzoico
Óleo essencial
Microencapsulação
Isoterma
Morfologia
Benzoic acid
Essential oil
Microencapsulation
Isotherm
Morphology
Data da publicação: 7-Mar-2017
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: MARQUES, G. R. Microencapsulação por Spray drying de ácido benzoico e óleo essencial de tomilho. 2017. 132 p. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2016.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi verificar a influência das condições de secagem e materiais encapsulantes nas características físicas e físico-químicas das micropartículas de ácido benzoico e óleo essencial de tomilho. Na microencapsulação de ácido benzoico utilizou-se delineamento composto central rotacional (DCCR), tendo como variáveis independentes: temperatura de entrada do ar de secagem (145 °C – 180 °C) e concentração de ácido benzoico (2% - 10% (m/m)). A temperatura de secagem e a concentração de ácido benzoico influenciaram significativamente os parâmetros físicos e morfológicos das micropartículas. Os parâmetros da secagem por atomização de ácido benzoico indicou que a temperatura de 169 ºC e a concentração de 6% (m/m) de ácido benzoico foram as melhores condições do processo para a obtenção de ácido benzoico microencapsulado, utilizando-se como matriz encapsulante o amido modificado e a maltodextrina. Um segundo experimento foi aplicado utilizando um delineamento inteiramente casualizado com três repetições, sendo os tratamentos amido modificado (AM), maltodextrina (M) e blenda de amido modificado e maltodextrina (AM/M). A aplicação da mistura desses materiais encapsulantes (AM/M) resultou em uma alta eficiência de encapsulação (82,65 g/100 g). A morfologia do tratamento AM/M apresentou micropartícula parcialmente rugosa, e os tratamentos AM e M resultaram em uma formação de maior quantidade de micropartículas quebradiças. Já o diâmetro da micropartícula desse pó AM/M resultou em um valor de 19,15µm e o span o que indica uma boa homogeneidade das micropartículas variou de 1,94 a 2,15. A isoterma apresentou comportamento do Tipo III para o tratamento AM/M e o modelo matemático de GAB foi o que melhor ajustou aos dados experimentais para o comportamento de sorção de umidade da micropartícula. A viscosidade da emulsão de óleo essencial de tomilho foi avaliada para todos os tratamentos (IP - Isolado proteico; IPM - Isolado proteico e maltodextrina; IPM1Q - Isolado proteico, maltodextrina e 1% de quitosana e IPM2Q - Isolado proteico, maltodextrina e 2% de quitosana) pelo ajuste do modelo Herschel Bulkley. Um terceiro experimento foi feito para avaliar o material IP em diferentes misturas de encapsulantes (IPM, IPM1C e IPM2C). Na microencapsulação do óleo essencial de tomilho o tratamento com IPM apresentou melhores características para o produto resultante: 9,24 g/100 g para higroscopicidade, 60,62 g/100 g para solubilidade e a sua morfologia apresentou superfícies esféricas. Verificou-se que a eficiência do processo de microencapsulação do tratamento IPM apresentou alta retenção de óleo (29,50%), quando comparado com os tratamentos IP de (28,62%) e IPM1Q (23,75%). Os estudos de avaliação dos componentes principais indicaram, que o timol caracterizou-se como o constituinte majoritário do óleo essencial de tomilho, com teores acima de 40% da área normalizada, sendo essa importante caracteristica para exercer atividade antioxidante.
Abstract: The objective of this work was to verify the influence of the drying conditions and encapsulating materials over the physical and physical-chemical characteristics of the microparticles of benzoic acid and thyme essential oil. In the microencapsulation of benzoic acid, we used a central rotational composite design, using the independent variables: drying air entry temperature (145 oC – 180oC) and concentration of the benzoic acid (2% - 10% (m/m)). The drying temperature and concentration of benzoic acid significantly influenced the physical and morphological parameters of the microparticles. The parameters for atomization drying of benzoic acid indicated that the temperature of 169oC and the concentration of 6% (m/m) of benzoic acid were the best processing conditions for obtaining microencapsulated benzoic acid, using as encapsulating matrix modified starch and maltodextrin. A second experiment was conducted using a completely randomized design with three replicated, with the treatments modified starch (MS), maltodextrin (M) and a mixture of modified starch and maltodextrin (MS/M). The application of the mixture of these encapsulating materials (MS/M) resulted in high encapsulating efficiency (82.65 g/100g). The morphology of the MS/M treatment presented partially rough microparticle, and treatments MS and M resulted in the formation of a larger amount of brittle microparticles. The diameter of the microparticle of the MS/M powder resulted in a value of 19.15 µm and the span, which indicates good homogeneity of the microparticles ranged from 1.94 to 2.15. The isotherm presented Type III behavior for the MS/M treatment and the GAB mathematical model was the best adjusted to the experimental data for microparticle moisture sorption behavior. The viscosity of the thyme essential oil emulsion was evaluated in all treatments (WPI – Whey protein isolate; WPIM – Whey protein isolate and maltodextrin; WPIM1C – Whey protein isolate, maltodextrin and 1% chitosan and WPIM2C – Whey protein isolate, maltodextrin and 2% chitosan) using the Herschel Bulkley model. A third experiment was done to evaluate the WIP material in different blends of encapsulants (WIPM, WIPM1C and WIPM2C).In the microencapsulation of the thyme essential oil, the treatment with WIPM presented better characteristics for the resulting product: 9.24 g/100g for hygroscopicity, 60.62 g/100g for solubility and its morphology presented spherical surfaces. We verified that the efficiency of the microencapsulation process of treatment WIPM presented high oil retention (29.50%), when compared to treatment WIP (28.62%) and WIPM1Q (23.75%). The evaluation studied for the principal components indicated that thymol was characterized as major constituent of the thyme essential oil, with contents above 40% of the normalized area, being this important characteristic to exert antioxidant activity.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido do autor, até fevereiro de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12434
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.