Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DQI - Departamento de Química >
DQI - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12463

Título: Atividade das glicosidases na presença de chá verde e de chá preto
Título Alternativo: Activity of glycosidases in the presence of green tea and black tea
Autor(es): Pereira, L. L. S.
Souza, S. P.
Silva, M. C.
Carvalho, G. A.
Santos, C. D.
Corrêa, A. D.
Abreu, C. M. P.
Assunto: Camellia sinensis
Inibição enzimática
Hiperglicemia
Obesidade
Enzymatic inhibition
Hyperglycemia
Obesity
Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Data de publicação: Out-2010
Referência: PEREIRA, L. L. S. et al. Atividade das glicosidases na presença de chá verde e de chá preto. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 12, n. 4, p. 516-518, out. 2010.
Resumo: Várias plantas têm sido consideradas produtos terapêuticos, dentre elas destacam-se os chás verde e preto, popularmente utilizados para controle da hiperglicemia e obesidade. Objetivou-se neste trabalho avaliar o potencial inibitório sobre as enzimas α-amilase, α e β-glicosidases e o teor de compostos fenólicos do chá verde e do chá preto. O teor de compostos fenólicos encontrados foram de 80,8 ± 0,43 mg g-1 no chá preto e 32,0 ± 0,12 mg g-1 no chá verde. O chá verde e o chá preto, em condições de consumo, inibiram as enzimas em estudo, porém, após a simulação do fluido gástrico o inibidor presente no chá verde perdeu a ação. O chá preto deixou de inibir a α-amilase e apresentou inibição inalterada para α e β-glicosidases. Tais resultados sugerem que o chá preto pode ser auxiliar em dietas de restrição de carboidratos.
Abstract: Several plants have been considered therapeutic products, including green and black tea, popularly used to control hyperglycemia and obesity. This study aimed to evaluate the inhibitory potential of the enzymes α-amylase, α and β-glycosidases, as well as the content of phenolic compounds in green tea and black tea. The concentrations of phenolic compounds found were 80.8 ± 0.43 mg g-1 in black tea and 32.0 ± 0.12 mg g-1 in green tea. Under the tested conditions of use, green and black tea inhibited the enzyme under study. However, after simulation of the gastric fluid, the inhibitor present in green tea lost its action. Black tea no longer inhibited a-amylase and showed unaltered inhibition for α and β-glycosidases. These results suggest that black tea can be helpful in diets restricting carbohydrates.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12463
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DQI - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Atividade das glicosidases na presença de chá verde e de chá preto.pdf94,66 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback