Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DQI - Departamento de Química >
DQI - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12507

Título: Inibição de enzimas digestivas por extratos de pó comercial de Hoodia gordonii utilizado no tratamento da obesidade
Título Alternativo: Inhibition of digestive enzymes by commercial powder extracts of Hoodia gordonii
Autor(es): Pereira, Chrystian Araújo
Pereira, Luciana Lopes Silva
Corrêa, Angelita Duarte
Chagas, Pricila M. Batista
Souza, Stefânia Pricilla de
Santos, Custódio Donizete dos
Assunto: Obesidade - Tratamento
Inibição enzimática
Glicosidase
Enzyme inhibition
Glycosidase
Obesity - Treatment
Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Data de publicação: Jul-2011
Referência: PEREIRA, C. A. et al. Inibição de enzimas digestivas por extratos de pó comercial de Hoodia gordonii utilizado no tratamento da obesidade. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 9, n. 3, p. 265-269, jul. 2011.
Resumo: Evidências etnofarmacológicas sustentam o efeito inibidor do apetite e emagrecedor da Hoodia gordonii (Apocynaceae) nativa do continente africano e comercializada no mundo todo para o tratamento da obesidade. Porém, tais efeitos foram demonstrados apenas pelo seu princípio ativo, o glicosídeo P57. Não há estudos relacionados à presença de inibidores enzimáticos em amostras comerciais da planta, que podem participar ou mesmo serem responsáveis pelos efeitos propostos. O objetivo deste trabalho foi realizar ensaios de inibição de enzimas digestivas com amostras comerciais do pó de H. gordonii (PHG). Foram realizadas análises de inibição das enzimas α-amilase, α e β-glicosidases, lipase e tripsina na presença e ausência de um fluído gástrico simulado. Foram detectadas inibições (expressas em unidades de enzima inibida, UEI) apenas das α e β glicosidases, com diferenças entre as amostras. Para α-glicosidase, a inibição foi maior na presença (50,5 e 29,8) que na ausência (10,4 e 16,7) do fluido gástrico para as amostras HA e HB, respectivamente. Já para β-glicosidase, a inibição só foi detectada (25,5 e 12,9) na ausência do fluído gástrico, para ambas as amostras. Os resultados indicam que as amostras de PHG são capazes de inibir somente as enzimas digestivas α e β-glicosidases, em níveis considerados satisfatórios segundo a literatura, especialmente para a primeira. A presença dessa atividade inibitória pode explicar, portanto, parte do efeito emagrecedor dos PHG, até então atribuído somente à ação do glicosídeo ativo P57. Apesar dos ensaios de inibição terem mostrado qualitativamente as mesmas respostas para as duas amostras, quantitativamente diferenças são encontradas, levantando questionamentos quanto à padronização dos extratos comerciais.
Abstract: Ethnopharmacological evidence supporting the inhibitory effect of appetite and weight loss Hoodia gordonii (Apocynaceae) native to Africa and sold worldwide for the treatment of obesity. However, such effects have been demonstrated only by its active ingredient, the glycoside P57. There are no studies related to the presence of compounds such as enzyme inhibitors, in commercial samples of the plant, which may participate or even be responsible for the proposed effects. The objective of this study was to test the inhibition of digestive enzymes with commercial samples of H. gordonii powder (PHG). Analysis was performed, inhibition of the enzymes α-amylase, α and β-glycosidases, lipase and trypsin in the presence and absence of a simulated gastric fluid. Inhibitions were detected (expressed in units of enzyme inhibited, UEI) only the α and β glucosidases, with differences between samples. For α-glycosidase inhibition was greater in the presence (50.5 and 29.8) in the absence (10.4 and 16.7) of gastric fluid samples for HA and HB, respectively. As for β-glycosidase inhibition was not detected (25.5 and 12.9) in the absence of gastric fluid, for both samples. The results indicate that the samples PHG are only able to inhibit the digestive enzymes α and β glycosides in satisfactory levels according to the literature, especially for the first one. The presence of this inhibitory activity may therefore explain part of the slimming effect of the PHG, attributed so far only the action of the active glycoside P57. Despite the inhibition assays have shown the same answers qualitatively for the two samples, quantitative differences are found, raising questions about the standardization of commercial extracts.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12507
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DQI - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Inibição de enzimas digestivas por extratos de pó comercial de Hoodia gordonii utilizado no tratamento da obesidade.pdf436,18 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback