Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12647
Título: Mineração em unidades de conservação no estado de Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Mining in conservation units in the Minas Gerais state
Autor : Mendes, Clara Boechat de Lacerda
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5304641167768570
Primeiro orientador: Borges, Luís Antônio Coimbra
Primeiro membro da banca: Santos, Anderson Alves
Segundo membro da banca: Salvio, Geraldo Majela Moraes
Terceiro membro da banca: Rezende, José Luiz Pereira
Palavras-chave: Atividade minerária
Sistema de informações geográficas
Florestas - Conservação
SNUC
Mining activity
Geographic information system
Forests - Conservation
Data da publicação: 4-Abr-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: MENDES, C. B. de L. Mineração em unidades de conservação no estado de Minas Gerais. 2017. 129 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: Minas Gerais apresenta, em seu território, três biomas, com significativa biodiversidade, porém, eles se encontram em alto grau de degradação. Para a proteção das áreas remanescentes de vegetação foram criadas Unidades de Conservação (UC). Devido às características físicas e geológicas favoráveis, este estado vem se destacando entre os maiores produtores minerais do país e a mineração ameaça e pressiona áreas protegidas e seu entorno. Ao passo que a exploração mineral proporciona crescimento econômico, provoca diversos impactos socioambientais. O objetivo, nesta pesquisa, foi analisar as características dos processos de mineração sobrepostos às unidades de conservação localizadas no estado de Minas Gerais e a legislação pertinente sobre a temática, apresentando as ameaças e as pressões sofridas pelas UC e suas áreas de entorno. Os dados espaciais dos perímetros das unidades de conservação federais e estaduais e dos processos minerários do estado foram adquiridos nos sites oficiais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), respectivamente. Para simular as zonas de amortecimento foi considerado um raio de 2 km do limite das UC. Utilizando-se ferramentas do Sistema de Informações Geográficas, fez-se o cruzamento das camadas, resultando na identificação dos processos sobrepostos nas UC e suas áreas de entorno. Dos 41.165 processos minerários presentes em Minas Gerais, 657 incidem em UC federais e 1.852 em UC estaduais. No caso das zonas de amortecimento simuladas, 324 processos de mineração incidem nas federais e 1.192 nas estaduais. A condição das unidades de conservação e seu entorno presentes em Minas Gerais, no que diz respeito às ameaças e às pressões referentes à mineração, é alarmante. No geral, encontram-se mais vulneráveis o grupo de Uso Sustentável e o bioma Mata Atlântica. O panorama e as discussões apresentados neste trabalho evidenciam que a política e a legislação mineral não respeitam o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), colocando, mais uma vez, a questão econômica frente à ambiental e comprometendo não só os objetivos de conservação associados à criação de áreas protegidas, como também os produtos e os serviços essenciais à vida, provenientes dos ecossistemas naturais.
Abstract: Minas Gerais has in its territory three biomes, presenting significant biodiversity, but they are under intense pressure and degradation. To increase protection of the vegetation remaining areas, Conservation Units (UC) were created. Due to physical and geological favorable conditions, this Brazilian state has been standing out among the country's largest mineral producers. As a result, mining threatens and puts pressures on protected areas and their environment. Mineral exploration provides economic growth, thus causing socialenvironmental impacts. Therefore, the objective of this research was to analyze the characteristics of the mining processes overlapping the Conservation Units located in Minas Gerais state and the legislation on the subject, and thus to present the threats and pressures suffered by the UC and its surrounding areas. The Spatial data the Conservation Units and mining processes were obtained from the official sites of the Chico Mendes Institute for Biodiversity Conservation (ICMBio), State Forestry Institute (IEF) and the National Department of Mineral Production (DNPM); to simulate the Damping Zones a radius of 2 km from the boundary of the UC was considered. Using Geographic Information System tools, the layers were analyzed, resulting in the identification of the overlapping mining processes in the UC and their surrounding areas. Of the 41,165 mining processes present in Minas Gerais, 657 are in federal UC and 1,852 in state UC. In the case of simulated Damping Zones, 324 mining processes are affect in the Federal and 1192 in the State UC. The condition of the Minas Gerais Conservation Units and their environment, with respect to the threats and pressures related to mining is alarming. In general, the Sustainable Use Units are more vulnerable in the Atlantic Forest biome. The panorama and the discussions presented in this study show that the mineral policy and legislation do not respect the National Conservation Unit System (SNUC), putting the economic issue against the environmental one more time; compromising not only the conservation objectives associated with the creation of protected areas, but also the products and services essential to life from natural ecosystems.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido da autora, até março de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12647
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.