Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1266

Título: Retardamento da secagem e qualidade fisiológica de sementes de milho
Autor(es): Castro, Matheus Bornelli de
Orientador: Guimarães, Renato Mendes
Membro da banca: Rosa, Sttela Dellyzete Veiga Franco da
Fraga, Antônio Carlos
Guimarães, Rubens José
Contado, José Luís
Área de concentração: Produção Vegetal
Assunto: Zea mays L.
Viabilidade
Vigor
Proteína resistente ao calor
Atividade enzimática
Ultraestrutura
Atividade respiratória
Umidade
Viability
Heat resistant protein
Enzymatic activity
Ultrastructure
Respiratory activity
Data de Defesa: 20-Ago-2013
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: CASTRO, M. B. de. Retardamento da secagem e qualidade fisiológica de sementes de milho. 2013. 74 p. Tese (Doutorado em Produção Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: Corn seeds harvested in ears with high moisture content must be dryed quickly before the processing. However, generally there is a delay in the drying due to the overload of the plant. During this period under bad conditions, the seeds have an increase in the speed of deterioration, and a decrease in the germination and vigor. In front of this, it was aimed to evaluate the physiological quality of corn seeds of inbred line GNS25 submitted to drying delay. The ears were harvest with 48.0, 40.5, 34.2, 29.4, and 23.5% moisture content and submitted to drying delay for 0, 6, 12, 24,36, and 48 hours, under 20, 40, and 60 °C. The following tests and determinations were realized: seed moisture content, germination, emergence, emergence speed index, cold test, electrophoresis analyses of heat resistant protein, superoxide dismutase, catalase, peroxidase, alcohol dehydrogenase, malate dehydrogenase, and esterase, ultrastructural analysis and respiratory activity. For the electrophoresis and respiratory activity were used three moisture contents (48.0, 34.2, and 23.5%), four drying delay periods (0, 6, 24, and 48 h) under 20 and 60 °C (treatments chosen due to represent extreme conditions). It was evaluated the ultrastructure of embryo axis of corn seeds through electron scanning microscopy of the following treatments: 48%-0 and 48%-48 h- 60 °C, 34,2%-0 and 34,2%-48 h-60 °C; 23,5%-0 and 23,5%-48 h-60 °C. It was concluded that there is no changes on seeds viability when the drying delay happens at 20 and 40 °C for until 48 h, with moisture content below 40.5%. With 48% moisture content there are changes of seed viability, with increase until 12 h and decrease after this period. At least under soft temperatures (20 and 40 °C), there are decrease of seed vigor. The drying delay under 60 °C causes high decrease of germination and vigor in all situations. In general, in the most humid points, there are low isozyme activity and low expression of heat resistant protein, reflecting in the low vigor of seeds, mainly when submitted to high temperature. With the electron micrographs is possible to follow the damages caused by the most extreme treatments (48 h at 60 °C) in the cell membranes of embryo axis, presenting rupture and overflow of cytoplasmic content. The respiratory activity is higher in seeds harvested with high moisture content, due to advances in the deterioration process.
Sementes de milho colhidas em espiga com altos teores de água devem ser rapidamente submetidas ao processo de secagem antes do beneficiamento. Entretanto, geralmente há um retardamento na secagem ocasionado pela sobrecarga da usina de beneficiamento. Nesse período, sementes mal acondicionadas, têm a velocidade de deterioração aumentada, com consequente queda de germinação e vigor. Diante disso, objetivou-se avaliar a qualidade fisiológica das sementes de milho da linhagem GNS25 submetidas ao retardamento da secagem. As sementes foram colhidas com 48,0; 40,5; 34,2; 29,4 e 23,5% de umidade e submetidas ao retardamento da secagem por 0, 6, 12, 24, 36 e 48 horas, sob as temperaturas de 20, 40 e 60 °C. Foram realizados os seguintes testes e determinações: teor de água, germinação, emergência, índice de velocidade de emergência, teste de frio, análise eletroforética de proteínas resistentes ao calor e das enzimas superóxido dismutase, catalase, peroxidase, álcool desidrogenase, malato desidrogenase e esterase, análise ultraestrutural e atividade respiratória. Para as análises isoenzimáticas e atividade respiratória, foram utilizados três pontos de umidade (48,0; 34,2 e 23,5%), quatro tempos de espera para secagem (0, 6, 24 e 48h) sob 20 e 60 °C (tratamentos escolhidos por representarem pontos extremos do experimento). Avaliou-se a ultraestrutura do eixo embrionário de sementes de milho por meio de microscopia eletrônica de varredura dos seguintes tratamentos: 48%-0 e 48%-48 h-60 ºC; 34,2%-0 e 34,2%-48 h-60 °C; 23,5%-0 e 23,5%-48 h-60 °C. Conclui-se que não há alteração na viabilidade das sementes quando o atraso na secagem se dá a temperaturas de 20 e 40 ºC por até 48 horas, com umidade de colheita abaixo de 40,5%. No ponto de colheita mais úmido (48%) ocorrem alterações na viabilidade das sementes, com incremento até 12 horas e declínio após esse período. Mesmo em temperaturas brandas (20 e 40 ºC), há declínio do vigor das sementes. O retardamento da secagem sob 60 ºC provoca queda acentuada na germinação e no vigor em todas as situações. Em geral, nos pontos de colheita mais úmidos, há menor atividade enzimática e expressão de proteínas resistentes ao calor, o que reflete no menor vigor das sementes, principalmente quando submetidas às altas temperaturas. Em eletromicrografias, é possível acompanhar os danos causados pelo tratamento mais extremo (48 horas a 60 ºC) nas membranas das células do eixo embrionário, com ruptura e extravasamento do conteúdo citoplasmático. A atividade respiratória é maior em sementes colhidas mais úmidas, por estarem em processo de deterioração mais avançado.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, área de concentração em Produção Vegetal, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1266
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE Retardamento da secagem e qualidade fisiológica de sementes de milho.pdf5,3 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback