Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12668

Título: Cultura afro-brasileira: uma relação entre conhecimento e poder como subsidio a formação de professores de ciências e biologia
Autor(es): Gonçalves, Laise Vieira
Andrade, Mariana Nayara Bonilha de
Magacho, Larissa Nobre
Nascimento Junior, Antonio Fernandes
Assunto: Formação de professores
Cultura afro-brasileira
Publicador: Universidade Estadual de Campinas
Data de publicação: 2014
Referência: GONÇALVES, L. V. et al. Cultura afro-brasileira: uma relação entre conhecimento e poder como subsidio a formação de professores de ciências e biologia. Revista do Edicc, Campinas, v. 2, n. 2, 2014. Não paginado.
Resumo: A cultura afro-brasileira ocupou um espaço de submissão à cultura hegemônica de portugueses e seus herdeiros desde o primeiro escravo chegado ao Brasil até a constituição de 1988. No entanto, seu papel na construção de uma identidade brasileira não é menos relevante que a cultura dominante. O estudo sobre esta cultura possibilita uma construção de uma perspectiva multicultural na escola, rompendo com o modelo eurocêntrico na educação brasileira. Portanto, no âmbito do currículo e da formação docente, considerar o caráter multicultural desta sociedade implica respeitar, valorizar, incorporar e desafiar as identidades plurais em políticas e práticas curriculares. Neste contexto, foi organizado um minicurso intitulado “Aspectos da cultura afro-brasileira na formação de professores”. O espaço teve o intuito de aproximar o professor das discussões referente á esta temática, contribuindo com a sua formação não só cultural, mas também social. O minicurso foi realizado no Museu de História Natural – MHN da Universidade Federal de Lavras, sendo dividido em três dias. Contou com a participação de 30 pessoas, sendo elas professores em formação inicial e continuada. Foram utilizados como recursos pedagógicos filmes, vídeos, fotos de acervo pessoal, slides e debates. Primeiramente, foi retratada a realidade atual para os afro-brasileiros, que ainda é excludente. Posteriormente, debateram-se pontos de resistência, como os quilombos. Por fim, buscou-se trazer as condições históricas da presença dos afrodescendentes no Brasil. O minicurso foi filmado e analisado. Os relatos dos participantes indicaram que os debates e reflexões foram significativos, contribuindo para uma compreensão da cultura afro-brasileira, sua relação com o contexto escolar e a formação de professores. Além disso, as metodologias utilizadas auxiliaram para uma compreensão mais crítica e reflexiva desta temática.
URI: http://revistas.iel.unicamp.br/index.php/edicc/article/view/4102
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12668
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Não há arquivos associados para este Item.

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback