Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Artigos publicados em periódicos >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12814

Título: Efeito do sistema de produção de leite sobre a estabilidade enzoótica para Anaplasma marginale e Babesia bovis em bezerras na região do Campo das Vertentes de Minas Gerais, Brasil
Título Alternativo: Effect of milk production system on the enzootic stability to Anaplasma marginale and Babesia bovis in calves in the Campo das Vertentes region of Minas Gerais state, Brazil
Autor(es): Carvalho, André Henrique Oliveira
Silva Júnior, Fidelis Antônio
Daher, Débora Oliveira
Rocha, Christiane Maria Barcellos Magalhães
Guimarães, Antônio Marcos
Assunto: Babesiose
Anaplasmose
Bovinos leiteiros
Reação de imunofluorescência indireta
Tristeza parasitária bovina
Babesiosis
Anaplasmosis
Dairy cattle
Indirect fluorescent antibody test
Tick fever
Publicador: Universidade Estadual de Londrina
Data de publicação: Jan-2012
Referência: CARVALHO, A. H. O. et al. Efeito do sistema de produção de leite sobre a estabilidade enzoótica para Anaplasma marginale e Babesia bovis em bezerras na região do Campo das Vertentes de Minas Gerais, Brasil. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 33, n. 1, p. 323-332, jan./mar. 2012.
Resumo: Foi realizado um estudo observacional do tipo transversal, com o objetivo de determinar a frequência de anticorpos anti-A. marginale e B. bovis em 337 bezerras com idade entre quatro a 12 meses, oriundas de dez propriedades produtoras de leite B e igual número de fazendas de leite cru refrigerado (leite C), na região do Campo das Vertentes de Minas Gerais, no período de setembro de 2008 a agosto de 2009. Foram realizados esfregaços sanguíneos, sorologia por meio da reação de imunofluorescência indireta (RIFI), determinado o volume globular e riquetsemia, e os escores clínicos das bezerras infectadas por A. marginale. Nas propriedades de leite B (LB), a frequência média global de bezerras soropositivas para A. marginale e B. bovis foi de 94,47% (166/176) e 89,20% (157/176), respectivamente. Nas fazendas de leite cru refrigerado (LCR), a frequência média global de bezerras soropositivas para A. marginale foi de 92,59% (149/161) e para B. bovis de 86,30% (139/161), não havendo diferença (p > 0,05) na frequência de animais infectados para ambos hemoparasitos entre os dois sistemas de produção de leite. Entretanto, houve diferença (p < 0,05) nos níveis de riquetsemia entre as bezerras provenientes de propriedades com diferentes tipos de produção leiteira, onde os animais de fazendas de LB tiveram uma maior porcentagem de hemácias infectadas por A. marginale. Neste estudo, houve um predomínio de bezerras com escore clínico 1 (infecção subclínica por A. marginale), com a frequência média global igual (p > 0,05) entre os animais de propriedades de LB e LCR. Os resultados deste estudo indicam que, na região do Campo das Vertentes de Minas Gerais, o sistema de produção não interfere na estabilidade enzoótica para A. marginale e B. bovis em bezerras provenientes de fazendas produtoras de Leite B ou leite cru refrigerado, com baixo risco de ocorrência de anaplasmose e/ou babesiose em animais adultos.
Abstract: We conducted a cross-sectional observational study, in order to determine the frequency of anti-A. marginale and anti-B. bovis antibodies in calves from four to 12 months of age from ten farms that producing B type milk and an equal number that produce raw milk refrigerated, located in the Campo das Vertentes region of Minas Gerais state, in the period September 2008 to August 2009. Blood smears were performed, serologic testing by indirect immunofluorescence technique (IFAT), given the packed cell volume, rickettsemia, and the clinical scores of animals infected by A. marginale. In the farms that produce B type milk, the overall average frequency of seropositive calves was 94.47% (166/176) and 89.20% (157/176) for A. marginale and B. bovis, respectively. Already on the farms that produce raw milk refrigerated, the overall average frequency of A. marginale was 92.59% (149/161) and for B. bovis from 86.30% (139/161), and there was no significant difference (p > 0.05) in the frequency of calves infected for both hemoparasitic between the two systems of milk production. Statistically significant (p < 0.05) levels of rickettsemia among calves from farms with different types of milk production, where calves from properties that produce B type milk had a higher percentage of erythrocytes infected with A. marginale. In this study there was a predominance of calves with clinical score 1 (subclinical infection by A. marginale), with the overall average frequency equal (p > 0.05) among calves from properties that produce B type milk and raw milk refrigerated. The results of this study indicate that, in the Campos das Vertentes region of Minas Gerais, the production system does not interfere with the enzootic stability for A. marginale and B. bovis in calves from dairy farms B milk or raw milk refrigerated, with low probability of anaplasmosis and/or babesiosis in adults animals
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12814
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DMV - Artigos publicados em periódicos

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ARTIGO_Efeito do sistema de produção de leite sobre a estabilidade enzoótica para Anaplasma marginale e Babesia bovis em bezerras na região do Campo das Vertentes de Minas Gerais, Brasil.pdf304,79 kBAdobe PDFVer/abrir

Este item está licenciado com Licença Creative Commons
Creative Commons

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback