Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DZO - Departamento de Zootecnia >
DZO - Programa de Pós-graduação >
DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12982

Título: Partição da digestão e escape ruminal de ácidos graxos de cadeia longa em novilhos suplementados com óleo de soja, vitamina E e selênio orgânico
Título Alternativo: Rumen and intestinal digestibility, long chain fatty acid flow in young bulls fed diets containing soybean oil, vitamin E and organic selenium.
Autor(es): Ferreira, Adriano Vinícius de Paiva
Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4499965Z6
Orientador: Ladeira, Ladeira
Membro da banca: Pereira, Marcos Neves
Membro da banca: Machado Neto, Otávio Rodrigues
Assunto: Ácido linoleico conjugado
Biohidrogenação
Eficiência microbiana ruminal
Lipídeos
Conjugated linoleic acid
Biohydrogenation
Rumen microbial efficiency
Lipids
Data de Defesa: 15-Set-2016
Data de publicação: 12-Mai-2017
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: FERREIRA, A. V. de P. Partição da digestão e escape ruminal de ácidos graxos de cadeia longa em novilhos suplementados com óleo de soja, vitamina E e selênio orgânico. 2017. 82 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, 2016.
Resumo: Neste trabalho, objetivou-se avaliar o consumo, a digestibilidade no trato digestivo total, os parâmetros ruminais, a degradabilidade da MS e o escape ruminal de AGCL em novilhos suplementados com 6% de óleo de soja (OS), selênio orgânico (Se) e vitamina E (V). Foram utilizados cinco animais canulados no rúmen, distribuídos em um delineamento em quadrado latino 5×5. As dietas foram formuladas para ganho de peso de 1,3 kg/dia e os níveis de suplementação de V e Se foram, respectivamente, 1.500 UI/dia e 5 g/dia via cânula ruminal. Os tratamentos foram: SLA (sem lipídeo adicional); OS (6% de OS); OS+V (6% de OS + V); OS+Se (6% de OS + Se); OS+Se+V (6% de OS + Se + V).A suplementação com OS diminuiu o consumo de MS (P=0,02), MS em relação ao peso vivo (g/kg PV; P<0,01), MO (P=0,05), PB (P=0,02), FDN (P=0,01), cinzas (P=0,05) e CNF (P<0,01). Porém, maior consumo de EE foi verificado para essas dietas (P<0,01). As dietas OS diminuíram a digestibilidade total da MS (P=0,05), MO (P=0,05),CNF (P=0,04) e digestibilidade total da FDN (P<0,01). E aumentou a digestibilidade total do EE (P<0,01;). A fração B e a degradabilidade potencial da silagem de milho e do capim napier foram maiores para a dieta SLA em relação às outras dietas (P≤0,01). Os valores médios de pHruminal tenderam aumentar com a suplementação de lipídeos, (P=0,06), e os valores máximos foram maiores para essas dietas. Entretanto, o pH caiu após a alimentação dos animais (P< 0,01). As dietas não afetaram a eficiência de síntese de proteína microbiana, no entanto a adição de óleo diminuiu a excreção de N microbiano (P=0,01). A concentração de N-NH3 não foi afetada pelas dietas experimentais, porém foi influenciada pelo tempo após a alimentação matinal dos animais. A suplementação com lipídeo tendeu a diminuir a relação acetato:proprionato (P=0,08), e o Se nas dietas com óleo aumentou as concentrações dos principais AGVs no rúmen. As dietas OS diminuíram a contagem de protozoários totais (p<0,01), e alterou a maioria dos AGCL que passou do rúmen para o omaso, diminuindo os ácidos C12;0, C14:0, C15:0, C16:0 (P<0,01), C17:0 (P=0,02), C18:0 (P<0,01), C18:2 cis 9,12 (P=0,01), aumentando o C18:1 trans-9 (P=0,02) e o C18:2 trans-10 cis-12 (P<0,01). A adição de óleo diminuiu a concentração de AGPI em relação à dieta SLA, porém, a suplementação de Se tendeu aumentar a concentração destes (P=0,07) e do acido linoleico (C18:2cis 9,12; P=0,07).
Abstract: In this work, the consumption, the digestibility aimed to value in the total digestive treatment, you chew the parameters, the degradabilidade of the MS and the leak ruminal of AGCL in young bulls supplemented with 6 % of oil of soy (THEM), organic selenium (If) and vitamin E (V). Five animals were used canulados in the rumen, distributed in a delineation in Latin square 5×5. The diets were formulated for profit of 1,3 kg / day weight and the levels of suplementação of V and 1.500 went away, respectively, Ouch / day and 5 g/dia was seeing cânularuminal. The treatments were: SLA (without lipídeo additional); (6 % of THEM); OS+V (6 % of THEM + V); OS+Se (6 % of THEM + If); OS+Se+V (6 % of THEM + If + V). The suplementação with THEM reduced the consumption of MS (P=0,02), MS regarding the lively weight (g/kg PV; P <0,01), MILLSTONE (P=0,05), PB (P=0,02), FDN (P=0,01), ashes (P=0,05) and CNF (P <0,01). However, bigger consumption of EE was checked for these diets (P <0,01). The diets reduced THEM the total digestibility of the MS (P=0,05), MILLSTONE (P=0,05), CNF (P=0,04) and total digestibility of the FDN (P <0,01). And it increased the total digestibility of the EE (P <0,01;) . The fraction B and the potential degradabilidade of the ensilage of corn and of the grass napier they were bigger for the diet SLA regarding other diets (P≤0,01). The middle values of pH ruminal tended to increase with the suplementação of lipídeos, (P=0,06), and the very values were bigger for these diets. Meantime, the pH fell after the food of the animals (P <0,01). The diets did not affect the efficiency of synthesis of microbial protein, however the addition of oil reduced the excretion of N microbial (P=0,01). The concentration of N-NH3 was not affected by the experimental diets, however it was influenced by the time after the morning food of the animals. The suplementação with lipídeo had a tendency to reduce the relation acetato:proprionato (P=0,08), and it If in the diets with oil it increased the concentrations of main AGVs in the rumen. The diets reduced THEM the counting of protozoários totals (p <0,01), and it altered most of the AGCL that passed of the rumen for the omaso, reducing the acids C12; 0, C14:0, C15:0, C16:0 (P <0,01), C17:0 (P=0,02), C18:0 (P <0,01), C18:2 cis 9,12 (P=0,01), increasing the C18:1 trans-9 (P=0,02) and the C18:2 trans-10 cis-12 (P <0,01). The oil addition reduced the concentration of AGPI regarding the diet SLA, however, the suplementação of one tended to increase the concentration of these (P=0,07) and of the acid linoleico (C18:2 cis 9,12; P=0,07).
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/12982
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções: DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Partição da digestão e escape ruminal de ácidos graxos de cadeia longa em novilhos suplementados com óleo de soja,.pdf876,6 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback