Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13115

Title: Aspectos fisiológicos de plantas de abacaxi (Ananas comosus L. Merril) sob cultivo hidropônico e convencional associado ao estudo molecular do florescimento
Other Titles: Physiological aspects of pineapple plants (Ananas comosus L. Merril) under hydroponic and conventional cultivation conditions associated to the molecular study of flowering
???metadata.dc.creator???: Gurgel, Géssica Bezerra
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Chalfun Júnior, Antonio
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: Chalfun, Nilton Nagib Jorge
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ságio, Solange Aparecida
???metadata.dc.contributor.referee2???: Caldeiras Júnior, Cecílio Frois
Keywords: Abacaxi – Mudas
Indução floral
Inibição floral
Pineapple – Seedlings
Floral induction
Floral inhibition
Ananas comosus
???metadata.dc.date.submitted???: 22-Feb-2017
Issue Date: 2-Jun-2017
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: GURGEL, G. B. Aspectos fisiológicos de plantas de abacaxi (L. Merril) sob cultivo hidropônico e convencional associado ao estudo molecular do florescimento. 2017. 92 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fisiologia Vegetal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: O abacaxizeiro (Ananas comosus var. comosus) é uma espécie que possui vários entraves para sua produção, tais como demorado ciclo da cultura, baixa produção de mudas via fase propagativa, desuniformidade no florescimento natural e aparecimento de doenças como a fusariose. Assim, o uso da técnica de propagação in vitro se torna importante para produção de fontes vegetais em larga escala e com melhor qualidade fitossanitária. Porém, essas plantas devem passar por um processo de adaptação ao meio externo (aclimatização) para conseguirem sobreviver quando levadas para campo. O objetivo do primeiro trabalho foi determinar se as plantas não aclimatizadas conseguem sobreviver em condições hidropônicas e campo e comparar essas com as plantas aclimatizadas em cultivo hidropônico e campo. Neste trabalho, verificou-se que plantas não aclimatizadas conseguem sobreviver e se desenvolver em condição hidropônica, mas não conseguem em campo, as plantas em condição hidropônica não diferem do desenvolvimento de parte aérea das plantas em campo, mas possuem crescimento radicular superior. O uso de mudas melhores pode gerar plantas com potencial para se desenvolverem e florescerem mais rápido, apesar de que o processo de florescimento no abacaxi, assim como em outras espécies, ainda não é bem compreendido. Assim, o objetivo do segundo trabalho foi investigar a porcentagem de florescimento e atuação de genes relacionados à indução do florescimento como os genes da rota de produção do etileno AcACS2 e AcACO1, além do gene integrador do florescimento AcFT, sob influência de 1-MCP (inibidor de ação do etileno) e Ethrel® (estimulador do florescimento) e seu efeito combinado um após 12 h da aplicação do outro. Nesse experimento, observou-se que o uso do 1-MCP, quando aplicado só, estimula o florescimento e, quando usado após o Ethrel®, atrasa o florescimento, mas não diminui a porcentagem de florescimento. O gene que foi diferencialmente expresso na folha de abacaxi até 24 h dos tratamentos em relação ao controle foi o AcACO1.
Abstract: The production of pineapple (Ananas comosus var. comosus) presents many obstacles, such as delayed culture cycle, low seedling production via propagative phase, non-uniformity in its natural flowering and the emergence of diseases, such as fusariosis. Thus, the in vitro propagation technique gains importance for large-scale production of plant sources with better phytosanitary quality. However, these plants must undergo an adaptation process (acclimatization) in order to survive when taken to the field. The objective of the first paper was to determine if non-acclimatized plants can survive under hydroponic and field conditions, and to compare these to acclimatized plants in hydroponic and field cultivation. We verified that non-acclimatized plants can develop under hydroponic conditions, but not under field conditions; and that the development of the aerial part of plants under hydroponic conditions does not differ from that of plants in the field, but present superior root support. The use of better seedlings can generate plants with potential for quicker development and flowering, despite little understanding of the flowering process of pineapples as well as in other species. Therefore, the second work aimed at investigating the percentage of flowering, performance of genes related to the induction to flowering, such as genes from the ethylene production route, AcACS2 and AcACO1, as well as the flowering integrating gene AcFT, under the influence of 1-MCP (inhibitor for ethylene performance) and Ethrel® (flowering stimulator), as well as its combined effect over 12 hours of the application of the other. In this experiment, the use of 1-MCP, when applied alone, stimulated flowering and, when used after the Ethrel®, flowering was delayed. However, this does not decrease the percentage of flowering. The AcACO1 gene was little expressed in the pineapple leaf up to 24 hours after treatments when compared to the control.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13115
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Aspectos fisiológicos de plantas de abacaxi...sob cultivo hidropônico....pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback