Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCF - Departamento de Ciências Florestais >
DCF - Programa de Pós-graduação >
DCF - Engenharia de Biomateriais – Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13139

Title: Desenvolvimento de revestimentos biopoliméricos de amido e de quitosana para grãos de café cru
Other Titles: Development of starch and chitosan biopolymeric coatings for green coffee
???metadata.dc.creator???: Ferreira, Laura Fonseca
???metadata.dc.creator.Lattes???: http://lattes.cnpq.br/1442853274110963
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Dias, Marali Vilela
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: Figueiredo, Luisa Pereira
???metadata.dc.contributor.advisor-co2???: Martins, Maria Alice
???metadata.dc.contributor.referee1???: Dias, Marali Vilela
???metadata.dc.contributor.referee2???: Botrel, Diego Alvarenga
???metadata.dc.contributor.referee3???: Rodrigues, Cassiano
Keywords: Café – Armazenamento
Amido – Biopolímero
Quitosana – Biopolímero
Coffee – Storage
Starch – Biopolymer
Chitosan – Biopolymer
???metadata.dc.date.submitted???: 20-Mar-2017
Issue Date: 2-Jun-2017
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Citation: FERREIRA, L. F. Desenvolvimento de revestimentos biopoliméricos de amido e de quitosana para grãos de café cru. 2017. 79 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Biomateriais)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: O armazenamento dos grãos de café cru é um ponto importante no processamento do café, pois, nessa etapa, deve-se preservar o café com todas as características de qualidade, durante períodos de até 1 ano, garantindo estoque competitivo no período entressafras. Objetivou-se com este trabalho desenvolver revestimentos poliméricos para grãos de café cru como uma alternativa para prolongar a preservação de qualidade. O experimento foi dividido em duas etapas. Na primeira, objetivou-se encontrar o tratamento que menos modificasse as características de teor de água e cor dos grãos de café cru e também qualidade sensorial da bebida. Nessa etapa, foram testados os biopolímeros amido e quitosana, o tempo de pré-secagem em estufa a 100 °C (1 e 3 horas) e o número de imersões dos grãos de café nas suspensões poliméricas (1 e 2). Na segunda etapa, usaram-se diferentes energias de agitação ultrassônica para incorporação do α-tocoferol (TOC) nas suspensões poliméricas e avaliou-se o tamanho de partícula e índice de polidispersividade (IPD) nessas suspenções. A ação antioxidante, hidrofobicidade e energia de superfície também foram avaliadas nos filmes obtidos a partir das suspensões poliméricas. Posteriormente, foram avaliados a permeabilidade ao vapor de água (PVA) e as características mecânicas de filmes de quitosana incorporados com α-tocoferol e argila bentonita (BNT). Como resultados da primeira etapa, o tratamento com amido, três horas de pré-secagem e uma imersão dos grãos foi o que apresentou melhor desempenho. Ambos os biopolímeros amido e de quitosana se mostraram adequados para a aplicação, uma vez que não alteraram as características sensoriais da bebida. As suspensões poliméricas de TOC com amido e com quitosana apresentaram tamanho de partículas médio de 255 nm e 462 nm, respectivamente e apresentaram boa estabilidade em relação ao IPD. As energias superficiais dos biopolímeros não apresentaram estatisticamente diferença significativa (p<0,05) entre si e a energia superficial dos grãos de café cru também não diferiu da energia superficial dos biopolímeros, o que indica boa interação entre as suspenções poliméricas e os grãos de café durante a aplicação do revestimento. O tratamento com maior efeito antioxidante foi o compósito de quitosana e TOC obtido com energia de agitação de 960 J.mL-1, apresentando 50,3% de ação antioxidante. A incorporação de BNT no filme selecionado, diminuiu a PVA e a deformação na punctura, recomendando-se o uso desse tratamento para revestir grãos de café cru pela ação antioxidante, com uma menor permeabilidade ao vapor de água.
Abstract: The storage of green coffee is an important item for coffee processing, given that, in this stage, the coffee must be preserved with all its quality characteristics until 1 year, guaranteeing a competitive stock in the interim harvest period. With this work, we aimed at developing polymeric coatings for green coffee as an alternative to prolonging the preservation of its quality. The experiment was divided into two stages. The first had the objective of finding the treatment that least modified that characteristics of water content and color of the raw coffee grains as well as the sensorial quality of the beverage. In this stage, starch and chitosan biopolymers were tested in pre-drying time in oven at 100oC of 1 or 3 hours, and number of immersions of the green coffee in the polymeric suspensions of 1 or 2. In the second stage, different ultrasonic agitation energies were used for incorporating α-tocopherol (TOC) in the polymeric suspensions, evaluating particle size and the polydispersity index (PDI) of these suspensions. The antioxidant action, hydrophobicity and surface energy were also evaluated in the films obtained from the polymeric suspensions. Posteriorly, water vapor permeability (WVP) and the mechanical characteristics of the chitosan films incorporated with α-tocopherol and bentonite clay (BNT) were evaluated. As a result of the first stage, the starch film with 3 hours of pre-drying and one immersion of the grains presented the best performance. Both biopolymers were adequate for application, given that they did not modify the sensorial characteristics of the beverage. The TOC polymeric suspensions with starch and chitosan presented average particle sizes of 255 nm and 462 nm, respectively, and presented good stability in relation to the PDI. The surface energies of the biopolymers presented no significant difference (p<0.05) between each other. The surface energy of the grains also presented no difference from the energy of the surface of the biopolymers, which indicated good interaction between the polymeric suspensions and coffee grain during the application of the coating. The treatment with the greatest antioxidant effect was the chitosan composite and TOC obtained with agitation energy of 960 J.mL-1, presenting 50.3% of antioxidant action. The incorporation of BNT to the selected film decreased WVP and the deformation at the puncture. We recommend the use of this treatment to coat green coffee by antioxidant activity and a lower water vapor permeability.
Description: Arquivo retido, a pedido da autora, até dezembro de 2017.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13139
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia de Biomateriais – Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback