Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13199
metadata.teses.dc.title: Tratamento pré-germinativo de sementes florestais com peróxido de hidrogênio
metadata.teses.dc.title.alternative: Pre-germinative treatment of forest seeds with hydrogen peroxide
metadata.teses.dc.creator: Oliveira Júnior, Luiz Carlos de
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/3021233046605203
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: José, Anderson Cleiton
metadata.teses.dc.contributor.advisor2: Faria, José Márcio Rocha
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Faria, José Márcio Rocha
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Silva, Edvaldo Aparecido Amaral da
metadata.teses.dc.subject: Sementes – Fisiologia
Peróxido de hidrogênio
Seeds – Physiology
Hydrogen peroxide
metadata.teses.dc.date.issued: 7-Jun-2017
metadata.teses.dc.description.sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
metadata.teses.dc.identifier.citation: OLIVEIRA JUNIOR, L. C. de. Tratamento pré-germinativo de sementes florestais com peróxido de hidrogênio. 2017. 71 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
metadata.teses.dc.description.resumo: Objetivou-se estudar a resposta fisiológica de sementes de ipê-amarelo, candeia e lobeira pré-embebidas em soluções de peróxido de hidrogênio. Sementes de ipê-amarelo foram embebidas nas concentrações 0, 10, 40 e 100 mM, por 24 e 48 horas. Sementes de candeia e lobeira foram embebidas nas concentrações de 0, 10, 20, 30, 40, 100 e 150 mM, por 5, 24 e 48 horas para candeia e por 48 horas para lobeira. Sementes de ipê-amarelo foram embebidas em soluções de peróxido de hidrogênio, nas concentrações 0, 10, 20, 30, 40 e 100 mM, por 48 horas, para estresse térmico e, nas concentrações de 0, 10, 40 e 100 mM, para estresse hídrico. Sementes de candeia foram embebidas em soluções nas concentrações de 0, 10, 40 e 100 mM, por 5 horas. Para a germinação das sementes de ipê-amarelo, foram utilizadas temperaturas de 15°C e 25°C e, para as sementes de candeia, as temperaturas de 10 °C e 35°C. Sementes de ipê-amarelo, após pré-embebição em soluções de H2O2, foram colocadas para germinar em soluções de PEG nos potenciais de 0, -0,2 e -0,9 MPa. Os tratamentos não interferem na germinação de ipê-amarelo, entretanto doses menores (10 mM) afetam a velocidade (IVG) e uniformidade de germinação (U 75,25). O tratamento melhora a germinação de sementes de candeia, quando o tempo de incubação é de 5h, nas concentrações entre 20 e 40 mM. Doses maiores (100 e 150 mM) apresentam efeito tóxico. Em condições de estresse térmico, o tratamento não afeta a germinação, porém melhora a uniformidade na dose de 40 mM. O tratamento com peróxido de hidrogênio não interfere na germinação de sementes de candeia, em estresse térmico, porém aumenta a uniformidade na concentração de 40 mM.
metadata.teses.dc.description.abstract: The objective of this study was to investigate the physiological response of ipê-amarelo, candeia and lobeira seeds pre-soaked in solutions of hydrogen peroxide.. Ipê-amarelo seeds were soaked in solutions at concentrations 0, 10, 40 and 100 mM, for 24 and 48 hours. Candeia and lobeira seeds were soaked in solutions at concentrations of 0, 10, 20, 30, 40, 100 and 150 mM, for 5, 24 and 48 hours for candeia and for 48 hours for lobeira. Seeds of ipê-amarelo were embedded in 0, 10, 20, 30, 40 and 100 mM concentrations of hydrogen peroxide solutions for 48 hours for the study of germination under thermal stress and at concentrations of 0, 10, 40 and 100 mM for the study of germination in water stress. Candeia seeds were soaked in solutions at concentrations of 0, 10, 40 and 100 mM, for 5 hours. For the germination of ipê-amarelo seeds, temperatures of 15 ° C and 25 ° C were used and for candeia seeds the temperatures of 10 ° C and 35 ° C. Ipê-amarelo seeds, after pre-soaking in H2O2 solutions were placed to germinate in solutions of PEG in potentials of 0, -0.2 and -0.9 MPa. The treatments do not affect the germination of ipê-amarelo. However, smaller doses (10 mM) affect the speed (IVG) and uniformity of germination (U 75,25). The treatment improves candeia seed germination when the incubation time is 5 h at concentrations between 20 and 40 mM. Larger doses (100 and 150 mM) have a toxic effect. Under thermal stress conditions, the treatment does not affect germination, but improves uniformity at the dose of 40 mM. The treatment with hydrogen peroxide does not interfere in the germination of candeia seeds in thermal stress, but increases the uniformity in the concentration of 40 mM.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13199
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DCF - Engenharia Florestal - Mestrado (Dissertações)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.