Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13279

Title: Quantificação de inóculo e variabilidade de Sclerotinia sclerotiorum em sementes de soja e feijão
Other Titles: Quantification of inoculo and variability of Sclerotinia sclerotiorum in soybean and bean seeds
???metadata.dc.creator???: França, Sueny Kelly Santos de
???metadata.dc.creator.Lattes???: http://lattes.cnpq.br/3985684148444907
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Machado, José da Cruz
???metadata.dc.contributor.referee1???: Siqueira, Carolina da Silva
???metadata.dc.contributor.referee2???: Souza, Elaine Aparecida de
???metadata.dc.contributor.referee3???: Guimarães, Renato Mendes
???metadata.dc.contributor.referee4???: Abreu, Mario Sobral de
Keywords: Sclerotinia sclerotiorum
Potencial de inóculo
Patologia de sementes
Lotes de sementes
Sementes - Variabilidade genética
Potential for inoculum
Pathology of seeds
Lots of seeds
Seeds - Genetic variability
???metadata.dc.date.submitted???: 28-Apr-2017
Issue Date: 29-Jun-2017
???metadata.dc.description.sponsorship???: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Citation: FRANÇA, S. K. S. de. Quantificação de inóculo e variabilidade de Sclerotinia sclerotiorum em sementes de soja e feijão. 2017. 81 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitopatologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: O agente causal do mofo branco (Sclerotinia sclerotiorum) é considerado um dos patógenos mais importantes no mundo, distribuído em todas as regiões produtoras, sejam temperadas, subtropicais ou tropicais. Este pode causar doença em mais de 200 gêneros de plantas, incluindo 408 espécies de hospedeiros. O fungo pode ser transmitido pelas sementes por meio de micélio dormente ou através de escleródios misturados às sementes, estes são estruturas de resistência de difícil erradicação depois de introduzido em uma área. Este trabalho teve como objetivo avaliar a interação de S. sclerotiorum com sementes de soja e feijão em quatro diferentes potenciais de inóculo (P24 -24h, P48 -48h, P72-72h e P96-96h) e a sua qualidade por meio da germinação, vigor, sanidade, além de verificar a localização do patógeno e a quantificação do inóculo nas partes das sementes inoculadas artificialmente e avaliadas pela técnica de PCR em tempo real, validando o termo potencial de inóculo; e detectar e dimensionar a variabilidade genética de isolados de S. sclerotiorum procedentes de sementes de diferentes lotes de feijão e entre diferentes sementes provenientes de um mesmo lote oriundos de localidades do estado de Minas Gerais. Em relação à qualidade e os efeitos do fungo em sementes das espécies em estudo foram utilizados quatro potenciais de inóculo do patógeno nas duas culturas (soja e feijão), sendo avaliados: germinação, condutividade elétrica, incidência do fungo pelo método do neon, índice de velocidade de emergência (IVE), estande inicial, estande final e matéria seca e análise molecular por meio do PCR em tempo real para sementes inteiras e dissecadas em tegumento e embrião. Pelos resultados observados, pôde-se constatar que houve correlação entre os potencias de inóculo e as variáveis analisadas tanto para soja, quanto para feijão, pois no maior potencial (P96) foi possível observar danos mais severos nas sementes e consequentemente nas plantas emergidas. Já pelas análises de qPCR, observou-se que a concentração de DNA do fungo nas sementes foi crescente de acordo com o aumento do potencial de inóculo e localizado nas partes que compõem a semente. Com relação à variabilidade, 103 isolados de S. sclerotiorum coletados de sementes de feijão foram caracterizados por meio da coloração de colônia, produção de escleródios, índice de velocidade de crescimento micelial em meio neon (IVCMN), grupos de compatibilidade micelial (GCMs) e marcadores Rep-PCR (REP, ERIC e BOX). Os isolados de S. sclerotiorum avaliados apresentaram ampla variabilidade genética de acordo com as características avaliadas. A coloração de colônia adulta predominante entre os isolados foi bege, representando mais de 70% dos isolados. O IVCMN e a produção de escleródios tiveram crescimento máximo acima de 40 mm/dia e sua produção máxima de escleródios foi de 90,66 por placa. Pela análise de GCM, os isolados agruparam-se em nove clusters. Os primers REP, ERIC e BOX separaram as populações em seis clusters, cujos resultados da AMOVA confirmaram que a maior variabilidade de S. sclerotiorum encontrada foi dentro de lotes de sementes de feijão.
Abstract: The causal agent of white mold (Sclerotinia sclerotiorum) is considered one of the most important pathogens in the world, distributed in all producing regions, whether temperate, subtropical or tropical. This can cause disease in more than 200 plant genera, including 408 species of hosts. The pathogens can be transmitted through the seeds by means of dormant mycelium or through sclerotia mixed seeds, these are structures of resistance difficult to eradicate after being introduced into the area. The objective of this work was to evaluate the interaction of S. sclerotiorum with soybean and bean seeds in four different inoculum potentials (P24 -24h, P48-48h, P72-72h and P96-96h) and their quality by means of germination, vigor, sanity, besides verifying the location of the pathogen and the quantification of the inoculum in the parts of the seeds inoculated artificially and evaluated by the real time PCR technique, validating the term inoculum potential; and to detect and size the genetic variability of S. sclerotiorum isolates from different bean lots and from different seeds from the same lot from Minas Gerais state. In relation to the quality and effects of the fungus on seeds of the species under study, four potentials of pathogen inoculum in the two cultures (soybean and beans) were used, being evaluated: germination, electrical conductivity, fungus incidence by the neon method, (IVE), initial booth, final stand and dry matter, and molecular analysis by means of real-time PCR for whole seeds and dissected in integument and embryo. From the observed results, it was possible to verify that there was a correlation between the inoculum potencies and the variables analyzed for soybeans and beans, since in the higher potential (P96) it was possible to observe more severe damage in the seeds and consequently in the emerged plants. By the analysis of qPCR, it was observed that the DNA concentration of the fungus in the seeds was increasing according to the increase of inoculum potential and located in the parts that make up the seed. Regarding the variability, 103 isolates of S. sclerotiorum collected from bean seeds were characterized by colony staining, sclerotia production, mycelial growth rate index in neon medium (IVCMN), mycelial compatibility groups (GCMs) and Rep-PCR markers (REP, ERIC and BOX). The isolates of S. sclerotiorum evaluated showed broad genetic variability according to the evaluated characteristics. The predominant adult colony staining among the isolates was beige, representing more than 70% of the isolates. IVCMN and the production of sclerotia, had maximum growth above 40 mm/day and their maximum production of sclerotia was 90.66 per plaque. By GCM analysis, the isolates were grouped into nine clusters. The REP, ERIC and BOX primes separated the populations into six clusters whose AMOVA results confirmed that the greatest variability of S. sclerotiorum found was within bean seed lots.
Description: Arquivo retido, a pedido da autora, até junho de 2018.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13279
Publisher: Universidade Federal de Lavras
???metadata.dc.language???: por
Appears in Collections:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback