Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13287
Título: Resposta ao esqueletamento de progênies de Coffea arabica L.: produtividade e qualidade
Título(s) alternativo(s): Response to the skeling of progenies of Coffea arabica L.: productivity and quality
Autor : Nadeleti, Denis Henrique Silva
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8110465721748594
Primeiro orientador: Carvalho, Gladyston Rodrigues
Primeiro coorientador: Botelho, César Elias
Segundo coorientador: Mendonça, José Marcos Angélico de
Primeiro membro da banca: Guimarães, Rubens José
Segundo membro da banca: Cunha, Rodrigo Luz da
Terceiro membro da banca: Botelho, César Elias
Palavras-chave: Café - Melhoramento genético
Cafeeiro - Poda
Híbrido de timor
Coffee - Breeding
Coffee - Pruning
Timor hybrid
Data da publicação: 5-Jul-2017
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: NADALETI, D. H. S. Resposta ao esqueletamento de progênies de Coffea arabica L.: produtividade e qualidade. 2017. 54 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2017.
Resumo: A utilização de cultivares resistentes à ferrugem tem sido uma importante estratégia no controle dessa doença, sendo que em condições propícias ao seu desenvolvimento, a ferrugem pode causar danos significativos à cultura, principalmente na redução da produtividade. A poda tipo esqueletamento é amplamente utilizada para renovação de lavouras, com a eliminação de tecidos improdutivos das plantas, favorecendo altas produtividades. O sistema “Safra Zero” passou a ser adotado a fim de manter o porte da lavoura e eliminar as colheitas em ano de safra baixa, preconizando ciclos de poda após anos de safra alta. Nesse contexto objetivou-se selecionar progênies de Coffea arabica L. que sejam responsivas ao esqueletamento, apresentem um elevado potencial de qualidade de bebida, assim como outras características agronômicas de interesse. Foram avaliadas 18 progênies em geração F 5 , sendo oito do grupo Catucaí (cruzamento de cultivares do grupo Catuaí com cafeeiros do germoplasma Icatu) e dez descendentes de Híbrido de Timor (Catuaí Vermelho e Amarelo com Híbrido de Timor), assim como duas cultivares comerciais como testemunhas (Tupí IAC 1669-33 e Obatã IAC 1669-20). O experimento foi conduzido na área experimental da Universidade Federal de Lavras, sendo podado em agosto de 2014. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados (DBC) com três repetições, sendo 20 tratamentos (18 progênies e 2 cultivares comerciais) totalizando 60 parcelas experimentais. Cada parcela foi constituída por 15 plantas. Foram avaliadas as seguintes características: vigor vegetativo, incidência de ferrugem (%), produtividade (sacas ha -1 ), frutos chochos (%), peneiras 16 e acima e 17 e acima (%), grãos tipo moca (%) do “café por derriça total”, bem como aspecto, peneiras 16 e acima e 17 e acima (%), grãos tipo moca (%) e avaliação sensorial (prova de xícara) do café “maduro natural”. Para as análises estatísticas utilizou-se o software „Sisvar‟ versão 5.6, sendo os dados submetidos à análise de variância (ANOVA) e quando detectadas diferenças significativas pelo teste F foi aplicado o teste de Scott-Knott ao nível de 5% de probabilidade. As progênies 9 (H516-2-1-1-18-1-1), 12 (H516-2-1-1-18-1-4), 16 (H419-3-4-5-2-1-3), 18 (H419-3-4-5-2-1-5) e a cultivar Tupí IAC 1669-33 foram responsivas ao esqueletamento, superando a máxima produtividade alcançada antes da poda, no primeiro ano após a poda, e apresentando uma produtividade média do biênio no sistema “Safra Zero” superior à produtividade média de seis safras anteriores a poda. Com exceção das progênies de Catucaí Amarelo 24/137, todos os genótipos estudados apresentaram potencial para produção de cafés especiais. A progênie 15 (H419-3-4-5-2-1-2) e a cultivar Obatã IAC 1669-20 (testemunha) condicionaram uma bebida classificada como excelente, destacando-se dos demais genótipos.
Abstract: The use of resistant cultivars to rust has been an important strategy in the control of this disease, and under favorable conditions to its development, rust can cause significant damage to the crop, mainly in the productivity reduction. Framewok pruning (cutting of all plagiotropic branches at 20-30 cm from the orthotropic branch) is widely used to renovate crops, eliminating unproductive plant tissue and favoring high productivity. The "Safra Zero" system began to be adopted in order to maintain the crop size and eliminate the crops in a low harvest year, recommending pruning cycles after years of high harvest. In this context, the objective was to select Coffea arabica L. progenies which are responsive to framewok pruning, present a high drinking quality potential, as well as other agronomic characteristics of interest. Eighteen progenies in the F 5 generation were evaluated, eight of them from the Catucaí group (crosses of Catuaí cultivars with coffee plants from Icatu germplasm) and ten descendants of Timor Hybrid (Red and Yellow Catuaí with Timor Hybrid), as well as two commercial cultivars as control (TupíIAC 1669-33 and ObatãIAC 1669-20). The experiment was conducted in the experimental area at the Federal University of Lavras, and pruned in August 2014. The experimental design was a randomized complete block (DBC) with three replications, with 20 treatments (18 progenies and 2 commercial cultivars) totaling 60 experimental plots. Each plot consisted of 15 plants. The following characteristics were evaluated: vegetative vigor, rust incidence (%), productivity (sack ha -1 ), fruits with empty locule (%), sieves 16 and above and 17 and above (%), grains type oval (%), coffee by total harvest, as well as aspect, sieves 16 and above and 17 and above (%), grains type oval (%) and sensory evaluation (cup test) of "natural ripe" coffee. For the statistical analyzes, the software 'Sisvar' version 5.6 was used, and the data submitted to variance analysis (ANOVA), and when significant differences were detected by the F test, the Scott-Knott test was applied at the 5% probability level. Progenies 9 (H516-2-1-1-18-1-1), 12 (H516-2-1-1-18-1-4), 16 (H419-3-4-5-2-1-3), 18 (H419-3-4-5-2-1-5) and the cultivar Tupí IAC 1669-33 were responsive to framewok pruning, exceeding the maximum productivity achieved before pruning, in the first year after pruning, and presenting a average productivity of the biennium in the "Safra Zero" system higher than the average productivity of six harvests prior to pruning. With the exception of the progenies Yellow Catucaí 24/137, all the genotypes studied presented potential for the production of special coffees. Progeny 15 (H419-3-4-5-2-1-2) and the cultivar Obatã IAC 1669-20 (control) conditioned a drink classified as excellent, standing out from the other genotypes.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13287
Publicador: Universidade Federal de Lavras
Idioma: por
Aparece nas coleções:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Resposta ao esqueletamento de progênies de Coffea arabica L. - produtividade e qualidade.pdf958,58 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.