Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13667
Título: EFICIÊNCIA ECONÔMICA DA CAFEICULTURA NO SUL DE MINAS GERAIS: UMA APLICAÇÃO DA FRONTEIRA DE PRODUÇÃO
ECONOMIC EFFICIENCY OF COFFEE IN THE SOUTH OF MINAS GERAIS: ONE APPLICATION OF PRODUCTION FRONTIER
Autores: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG
Palavras-chave: 
Café; custos de produção; função fronteira; eficiência técnica; eficiência alocativa
cafeicultura; Ciências Sociais Aplicadas
Coffee; production costs; frontier function; technical efficiency; allocative efficiency
Data do documento: 1-Ago-2017
Editor: 
Descrição: Por meio deste estudo, buscou-se avaliar a eficiência econômica da alocação dos recursos produtivos da cafeicultura no sulde Minas Gerais. Os municípios pesquisados estão entre os maiores produtores do sul do estado: Alfenas, Guaxupé, São Sebastiãodo Paraíso, Varginha e Três Pontas, totalizando 46 propriedades de café. Este estudo baseia-se nos princípios da teoria da produçãoe do custo e utiliza o modelo de fronteira estocástica para a mensuração e a estimativa da função de produção. Os coeficientes técnicosreferem-se aos anos agrícolas 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009, que foram ajustados para a safra 2008/2009. Em média, oscafeicultores apresentam eficiência econômica de 70,3%. Considerou-se o produtor de café economicamente eficiente aquele em quea medida de eficiência econômica (EE) fosse igual ou maior que 90,0%, sendo o percentual de cafeicultores que atingiram esse escoremínimo de eficiência de 28,2%. Os resultados indicaram uso ineficiente dos recursos produtivos na maioria dos casos, tanto técnicaquanto economicamente.
Through this study, we sought to evaluate the economic efficiency of the allocation of productive resources of coffee inthe south of Minas Gerais. The cities surveyed are among the largest producers in the south of this state: Alfenas, Guaxupé, SãoSebastião do Paraíso, Varginha and Tres Pontas, totaling 46 coffee plantations. This study is based on the principles of the theory ofproduction and cost, using the stochastic production frontier model to measure and estimate the production function. The technicalcoefficients refer to the agricultural years 2006/2007, 2007/2008 and 2008/2009, which were adjusted for the 2008/2009 harvest. Onaverage, farmers have an economic efficiency of 70.3%. Coffee producers were considered cost efficient when the measure ofeconomic efficiency (EE) was equal to or greater than 90.0%. The percentage of farmers who have achieved this minimum score ofefficiency stands at 28.2%. The results indicate inefficient use of productive resources in most cases, both technically and economically
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/13667
Outros identificadores: http://www.coffeescience.ufla.br/index.php/Coffeescience/article/view/310
Aparece nas coleções:Coffee Science

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.