Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1432
Título: Relações interorganizacionais e pesquisa científica: um estudo de caso sobre as instituições que compõem o consórcio das universidades federais do sul-sudeste de Minas Gerais
Autor: Freitas, Rodrigo Cassimiro
Oliveira, Nivaldo
Ferrugini, Lílian
Castro, Cleber Carvalho de
Palavras-chave: Relações inteorganizacionais
Pesquisa científica
Consórcio das Universidades Federais do Sul-sudeste de Minas Gerais
Teoria de redes
Data da publicação: 2013
Referência: FREITAS, R. C. et al. Relações interorganizacionais e pesquisa científica: um estudo de caso sobre as instituições que compõem o consórcio das universidades federais do sul-sudeste de Minas Gerais. In: SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO, 16., 2012, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA-USP, 2013.
Resumo: Esse estudo tem como objetivo orientador identificar como (em que medida) as Universidades Federais consorciadas no sul-sudeste de Minas Gerais exploram as potencialidades de alianças estratégicas com a finalidade de expandir a quantidade de publicações científicas nas mais diversas áreas do conhecimento. Essa pesquisa consiste em um estudo de caso de natureza quanti-qualitativa, que representa uma investigação empírica de abordagem sociométrica com o estabelecimento do consórcio. Para estruturar e analisar a rede, foram efetuadas pesquisas avançadas na Base de Dados Scopus. Para o cálculo das medidas de análise utilizou-se dois softwares: Ucinet® (BORGATTI; EVERETT; FREEMAN, 2002) para entrada e manipulação dos dados e o NetDraw® (BORGATTI, 2002) para ilustrar os relacionamentos em redes. As redes têm se tornado um campo repleto de possibilidades de estudo e têm recebido significativa atenção nas últimas décadas. Em outras palavras, redes consistem em compartilhamento de valores e objetivos comuns entre pessoas e/ou organizações. (MIZRUCHI, 2006). Os consórcios podem ser compreendidos como redes de organizações delimitadas por relacionamentos de cooperação voltados para o desenvolvimento de capacidades coletivas ou compartilhamento de infraestrutura (BARNEY; HESTERLY, 2004). Apesar do consórcio entre essas instituições não ter obtido investimentos financeiros visíveis, até o presente momento, os dados demonstram que o suposto compartilhamento de infraestrutura e informações foi suficiente para provocar resultados positivos tanto do ponto de vista quantitativo nas publicações científicas, que praticamente duplicaram, quanto do ponto de vista qualitativo que obteve ampliação das categorias ao desconcentrar as produções científicas. As implicações desse estudo de caso colaboram ao solidificar empiricamente como as relações interorganizacionais em redes na tipologia de alianças estratégicas e modelo de consórcios podem resultar em impactos positivos tanto quantitativa quanto qualitativamente. Para esse trabalho foram escolhidas as produções acadêmicas no pilar da pesquisa, que revelaram que o consórcio para a realidade das instituições pesquisadas representou resultados significativamente positivos.
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:BU - Trabalhos apresentados em eventos
DAE - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TRABALHO APRESENTADO EM EVENTO_Relações Interorganizacionais e Pesquisa Científica.pdfRelações Interorganizacionais e Pesquisa Científica780,93 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons