Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15162
Título : Influência da escala de produção no impacto econômico da mastite em rebanhos bovinos leiteiros
Título(s) alternativo(s): Influence of production scale in the economic impact of mastitis in dairy cattle herds
Autor: Demeu, Fabiana Alves
Lopes, Marcos Aurélio
Rocha, Christiane Maria Barcellos Magalhães da
Costa, Geraldo Márcio da
Santos, Glauber dos
Franco Neto, Agnelo
Palavras-chave: Bovinocultura leiteira
Sanidade animal
Bovinos - Mastite
Mastite bovina - Impacto econômico
Dairy Cattle
Animal health
Cattle - Mastitis
Bovine mastitis - Economic impact
Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Data da publicação: Mar-2015
Referência: DEMEU, F. A. et al. Influência da escala de produção no impacto econômico da mastite em rebanhos bovinos leiteiros. Ceres, Viçosa, MG, v. 62, n. 2, p. 167-174, mar./abr. 2015.
Resumo : Os objetivos desta pesquisa foram analisar e quantificar a influência da escala de produção no impacto econômico da mastite em rebanhos bovinos leiteiros. A pesquisa foi realizada, por meio de simulação, no sistema computacional CU$TO MASTITE, com rebanhos leiteiros de 50, 100 e 150 vacas em lactação. Foram consideradas como de prevenção as despesas com monitoramento (cultura e antibiograma, CCST e CCSI), pré e pós dipping, vacinação, tratamento de vacas secas e manutenção de ordenhadeira. Como medidas curativas, consideraram-se os tratamentos com casos clínicos, cuja percentagem foi de 7% das vacas em lactação. O impacto da mastite foi estimado como sendo o total de perdas, acrescido das despesas com prevenção e tratamento de casos clínicos. O aumento da escala de produção resultou em menor impacto econômico da mastite por vaca em lactação. Quando se analisou o efeito da escala de produção, os maiores responsáveis pelo impacto econômico foram, em ordem decrescente, as perdas com descarte de leite, o tratamento curativo de animais acometidos clinicamente e a redução da produção de leite. As despesas com tratamento preventivo representaram, no máximo, 11,7% do impacto econô- mico, o que demonstra vantagens em investir nessa prática, que irá contribuir significativamente para diminuição do impacto econômico da mastite.
Abstract: The objectives of this work were to analyze and to quantify the influence of the production scale on the economic impact of mastitis in dairy cattle herds. The study was conducted through a simulation in the computer system ‘CU$TO MASTITE’ (‘MASTITIS CO$T’), considering dairy cattle with 50; 100 and 150 lactating cows. Monitoring expenses (culture and antibiogram, CCST and CCSI), pre and post dipping, vaccination, treatment of dry cows and milking maintenance, were considered as prevention. The treatments with clinical cases, which had a 7% percentage of lactating cows were considered as curative measures. The impact of mastitis was estimated as the total of losses plus expenses with prevention and the treatments of clinical cases. The increase of the production scale resulted in a lower economic impact of mastitis per lactating cow. When the effect of the production scale was analyzed, the losses with milk disposal, curative treatment of clinically affectedanimals and a decrease in milk production were the factors that most affected the economic impact, in a descending order. Expenses with preventive treatment accounted for, at maximum, 11.7% of the economic impact, which demonstrates advantages of investing on that practice because it will contribute significantly for the reduction of the economic impact caused by mastitis.
URI: http://www.scielo.br/pdf/rceres/v62n2/0034-737X-rceres-62-02-00167.pdf
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/15162
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DMV - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.