Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1517
Título: Caracterização multitemporal das planícies de inundação dos rios Grande e Aiuruoca através da aplicação de técnicas de sensoriamento remoto e SIG
Título(s) alternativo(s): Multitemporal characterization of floodplains along the rivers Grande e Aiuruoca using remote sensing and GIS
Autor : Lima, Ludimilla Portela Zambaldi
Primeiro orientador: Carvalho, Luis Marcelo Tavares de
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Louzada, Júlio
Primeiro membro da banca: Volpato, Margarete Marin Lordelo
Pompeu, Paulo dos Santos
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas
Palavras-chave: Lagoa marginal
Análise orientada a objeto
Mistura espectral
Marginal lagoon
Object based image analysis
Spectral mixture modeling
Data da publicação: 2013
Agência(s) de fomento: FURNAS - Projeto de Lagoas Marginais
Referência: LIMA, L. P. Z. Caracterização multitemporal das planícies de inundação dos rios Grande e Aiuruoca através da aplicação de técnicas de sensoriamento remoto e SIG. 2010. 113 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Planícies de inundação são ambientes transicionais formados ao longo dos rios a partir da presença de áreas alagáveis adjacentes, importantes na manutenção da biodiversidade de espécies de peixes por possuírem características fundamentais ao ciclo de vida destas espécies. Baseados no comportamento sazonal destes ambientes são formadas as lagoas marginais, que são ambientes temporários ou permanentes dependentes da conectividade aos rios, que disponibilizam condições adequadas ao recrutamento de espécies de peixes. O estudo surgiu a partir da importância das planícies de inundação e lagoas marginais na manutenção da biodiversidade e da grande extensão destes sistemas, utilizando técnicas de sensoriamento remoto e sistema de informações geográficas no mapeamento e caracterização temporal dos sistemas de planícies de inundação nos rios Grande e Aiuruoca, nos anos de 2000, 2001, 2006, 2007, 2008 e 2009. Técnicas de processamento de imagens de sensoriamento remoto foram utilizadas para delimitar as planícies de inundação, quantificando a área inundada para todas as imagens representativas dos períodos de cheia e seca. As mesmas imagens foram utilizadas na demarcação de lagoas marginais através da aplicação de atributos espectrais e espaciais aplicados à análise orientada a objeto. As áreas do entorno dos rios Grande e Aiuruoca foram classificadas quanto ao uso do solo, quantificando para todo o período avaliado as classes de vegetação, campo ou pasto, água e solo exposto. Os resultados apontaram diferença no tamanho da planície de inundação, na área coberta pelas lagoas para cada trecho do rio Grande e Aiuruoca e na conectividade nas épocas de cheia e seca em sistemas que sofrem influência de reservatórios comparativamente aos que não possuem a vazão controlada por empreendimentos hidrelétricos. A aplicação de técnicas de sensoriamento remoto no diagnóstico temporal das áreas de planícies de inundação permitiu inferir sobre a dinâmica deste sistema em diferentes períodos hidrológicos.Análises espaciais e temporais em escalas regionais aliadas aos conceitos biológicos permitem identificar padrões ecológicos dos sistemas auxiliando na identificação de áreas a serem manejadas e conservadas visando à manutenção da biodiversidade.
Abstract: Floodplains are transitional environments adjacent to rivers where seasonal inundations frequently occur. They are important for maintaining fish biodiversity due to fundamental influences on the life cycle of a number of species. Within these environments, temporary and permanent marginal lagoons are formed depending on the inundation frequency and on their connectivity to rivers, which provide adequate conditions for the recruitment of species of fish. This study was motivated by a lack of information about flood plains and marginal lagoons along the rivers Grande and Aiuruoca, in Minas Gerais, Brazil, and by the necessity of understanding temporal inundation patterns. Remote sensing image processing was used to quantify the inundated area during the dry and rainy seasons of 2000, 2001, 2006, 2007, 2008 e 2009. These images were also used within a geographical object based image analysis approach to delineate temporary and permanent marginal lagoons. Multitemporal land cover maps were produced in order to quantify changes in vegetation classes, water, and bare soil. Results showed that the size of floodplains and the connectivity during dry and rainy seasons between marginal lagoons and rivers varied for different parts of the rivers Grande and Aiuruoca. These variation patterns were correlated to the water flow control exerted by hydroelectric reservoirs in the region. The application of remote sensing techniques for temporal characterization of floodplains enabled inferences about the dynamics of these systems on different hydrologic periods. Regional scale spatial and temporal analyses allied to biological aspects allow the identification of ecological patterns and provide the basis for planning management and conservation strategies focused on biodiversity maintenance.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, área de concentração em Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agrossistemas, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1517
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.