Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEG - Departamento de Engenharia >
DEG - Programa de Pós-graduação >
DEG - Engenharia Agrícola - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1576

Título: Assessing and modeling responses of broiler chicks in the first three weeks of line subjected to thermal challenge of different intensities and durations
Título Alternativo: Avaliação e modelagem de respostas de frangos de corte nas três primeiras semanas de vida submetidos a diferentes intensidades e durações de estresse térmico
Autor(es): Ferraz, Patrícia Ferreira Ponciano
Orientador: Yanagi Junior, Tadayuki
Coorientador(es): Campos, Alessandro Torres
Lima, Renato Ribeiro de
Membro da banca: Campos, Alessandro Torres
Tinôco, Ilda de Fátima Ferreira
Xin, Hongwei
Gates, Richard Stephen
Área de concentração: Engenharia Agrícola
Assunto: Pintinhos - Conforto térmico
Pintinhos - Estresse térmico
Túnel de vento climatizado
Thermal comfort
Thermal stress
Chicks
Wind tunnel
Data de Defesa: 4-Nov-2013
Data de publicação: 14-Jan-2014
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig)
Referência: FERRAZ, P. F. P. Assessing and modeling responses of broiler chicks in the first three weeks of line subjected to thermal challenge of different intensities and durations. 2013. 120 p. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: Dentre os desafios que envolvem a avicultura de corte, destaca-se o ambiente térmico, uma vez que condições térmicas inadequadas resultam em redução do bem-estar das aves, comprometendo o desempenho produtivo. Diante do exposto, objetivou-se com o presente trabalho avaliar o desempenho produtivo (massa corporal, consumo de ração, consumo de água), fisiológico (temperatura cloacal) e comportamental de frangos de corte da linhagem Cobb, de 2 a 21 dias de vida submetidos a diferentes temperaturas do ar (27, 30, 33 e 36° C) por diferentes períodos (de 1 a 4 dias), a partir do segundo dia de vida. Após os dias de estresse, as aves foram submetidas novamente à sua temperatura de conforto. O experimento foi conduzido em quatro etapas, utilizando quatro túneis de vento climatizados com recirculação e renovação parcial do ar. Utilizou-se 210 frangos de corte machos e fêmeas do 1° ao 22° dia de vida que receberam água e ração comercial ad libitum. Análise de variância foi usada para estudar o efeito das condições térmicas e durações do estresse sobre as variáveis relacionadas ao desempenho produtivo e fisiológico citados previamente. Modelos matemáticos baseados em inteligência artificial (Redes Neurais Artificiais e Redes Neuro-Fuzzy) foram desenvolvidos e validados para predição da massa corporal de frangos de corte (g). Ademais, análises comportamentais dos animais submetidos à condições de estresse térmico foram realizadas por meio do método de agrupamento hierárquico aglomerativo. Dentre as duas modelagens testadas, as Redes Neurais Artificiais mostraram-se mais adequadas para se predizer a massa corporal de pintinhos, apresentando um R² de 0,9993 e erro padrão de 4,62 g. Quatro modelos empíricos para a estimação da massa corporal, consumo de ração, consumo de água e temperatura cloacal foram ajustados e apresentaram R² de 0,998; 0,980; 0,984 e 0,784, respectivamente, indicando boa precisão na estimação. Ressalta-se que o efeito fatorial da temperatura do ar, idade das aves e duração do estresse foi significativo apenas para a variável temperatura cloacal, sendo que, para as demais variáveis, verificou-se apenas a interação dupla das duas primeiras fontes de variação. Além disso, observou-se efeito residual, aos seis dias de idade, da duração do estresse sobre a temperatura cloacal. Os comportamentos dos animais foram agrupados por dendogramas em que se classificou a similaridade destes dados. Dessa forma, observou-se o comportamento similar de aves a 27 e 30° C de permanecerem agrupadas e ou isoladas e a 30 e 33° C em permanecerem nos bebedouros e ou comedouros.
Among the challenges involving the poultry industry, the thermal environment stands out, since unsuitable thermal environmental conditions decrease welfare of the birds and can negatively impact the productive performance. Thus, the aim of this research was to evaluate the productive (body mass, feed intake, water intake), physiological (cloacal temperature) and behavioral responses of Cobb broilers, 2-21 days old, to different temperatures (27, 30, 33 and 36°C) for different durations (from 1 to 4 days), starting on the second day of life. After the thermal stress challenge, birds were returned to the age-dependent thermoneutral temperature (32-35 °C). The experiment was conducted in four steps, using four environmentally-controlled wind tunnels. Two hundred and ten (210) male and female broilers at 1 to 22 days of age were used in the experiment, during which feed and water were provided ad libitum. Analysis of variance was used to assess the effect of thermal conditions and duration of thermal challenge on the response variables. Mathematical models based on artificial intelligence (Artificial Neural Network and Neuro-Fuzzy Networks) were developed and validated for predicting body mass of the broilers. Behavioral analysis of the birds subjected to the thermal challenges was performed using the hierarchy clustering method. Among the two tested modeling methods, Artificial Neural Network was more suitable for predicting body mass of chicks with an R² of 0.9993 and a standard error of 4.62 g. Four empirical models for the estimation of body mass, feed intake, water intake and cloacal temperature were developed, with coefficient of determination (R²) of 0.998, 0.980, 0.984 and 0.784, respectively, indicating good fit in the estimation. It is noteworthy that the factorial effects of air temperature, bird age and duration of thermal challenge was significant only for cloacal temperature. For body mass, feed intake and body intake, it was possible to verify only double interaction (air temperature and bird age). Furthermore, there is a residual effect, at six days of age, for duration of heat stress on the cloacal temperature. The behaviors of the birds were grouped utilizing dendograms in which the similarity of these data was qualified. Thus, the birds subjected to 27 and 30°C presented a similar, spending similar period of time huddling or spreading-apart. On the other hand, the birds at 30°C and 33°C spent a similar period of time at the drinkers and/or the feeders.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, área de concentração em Engenharia Agrícola, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1576
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: en
Aparece nas coleções: DEG - Engenharia Agrícola - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Assessing and modeling responses.pdf980,04 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback