Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1657
Título: Epidemiologia da resinose do coqueiro e sensibilidade de Thielaviopsis paradoxa a óleos essenciais
Título(s) alternativo(s): Stem bleeding epidemiology of the coconut and sensitivity of essential oils Thielaviopsis paradoxa
Autor : Carvalho, Rejane Rodrigues da Costa e
Primeiro orientador: Souza, Paulo Estevão de
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Warwick, Dulce Regina Nunes
Primeiro membro da banca: Machado, José da Cruz
Pozza, Edson Ampélio
Alves, Eduardo
Área de concentração: Fitopatologia
Palavras-chave: Controle alternativo
Padrão espacial
Análise temporal
Alternative control
Spatial pattern
Temporal analysis
Data da publicação: 2014
Referência: CARVALHO, R. R. da C. e. Epidemiologia da resinose do coqueiro e sensibilidade de Thielaviopsis paradoxa a óleos essenciais. 2011. 82 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitopatologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: A resinose do coqueiro causada pelo fungo Thielaviopsis paradoxa constitui uma importante doença do coqueiro no estado de Sergipe. O objetivo do presente trabalho foi: estudar o papel do coleóptero Rhynchophorus palmarum na transmissibilidade de T. paradoxa e avaliar a sobrevivência do patógeno no vetor na ausência de novas fontes de infecção; caracterizar o progresso temporal e a distribuição espacial da resinose no campo; avaliar o uso de óleos essenciais e suas principais subfrações no controle in vitro do patógeno. Foram coletados 80 coleópteros adultos, 40 machos e 40 fêmeas em dois cultivos de coco do Estado de Sergipe: Neópolis (continha focos de resinose) e Itaporanga D´Ajuda (sem focos de resinose), que foram divididos em dois lotes iguais. Primeiramente foi realizado um estudo microbiológico da superfície e do tubo digestivo de R. palmarum coletados em duas regiões produtoras de coco do Estado de Sergipe: uma com resinose e outra sem focos da doença, além do estudo da sobrevivência de T. paradoxa em R. palmarum. Houve crescimento micelial de T. paradoxa em 96,3% e 77,5% dos isolamentos realizados a partir do tubo digestivo e da parte externa respectivamente dos insetos coletados na região com focos da doença. Os isolamentos realizados a partir dos insetos coletados na região sem resinose não apresentaram crescimento micelial. Houve uma perda na sobrevivência do patógeno dentro do besouro após 7 dias, na ausência de nova fonte de infecção. Os estudos epidemiológicos foram realizados em um pomar comercial no município de Neópolis, Sergipe, onde foram selecionados 3 talhões com 729 plantas cada. As plantas foram avaliadas a cada dois meses quanto à incidência da doença. Na análise temporal, o modelo Linear foi o que melhor se ajustou aos dados de incidência da resinose, representando bem a dinâmica temporal da doença durante o período experimental. O padrão espacial da resinose no campo é agregado. Foi avaliado o efeito dos óleos essenciais de Lippia sidoides, Lippia gracilis e de seus principais componentes químicos no controle in vitro de T. paradoxa, sendo que o crescimento micelial e o número de conídios dos patógenos foram inibidos pelo óleo essencial de L. sidoides em todas as concentrações utilizadas (0,2; 0,5; 1,0 e 3,0μL m-1). O crescimento micelial e a produção de conídios de T. paradoxa foram totalmente inibidos quando da utilização do timol nas concentrações de 0,3 e 0,5μL m-1. Os resultados sugerem que o timol, componente majoritário do óleo extraído de L. sidoides, poderia ser utilizado como um potencial fungicida natural no controle da resinose do coqueiro.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área de concentração em Fitopatologia, para obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1657
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Epidemiologia da resinose do coqueiro e sensibilidade de Thielaviopsis paradoxa a óleos essenciais.pdf429,68 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.