Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCS - Departamento de Ciência do Solo >
DCS - Programa de Pós-graduação >
DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1659

Título: Simbioses de fungos micorrízicos arbusculares e de rizóbio com leguminosas em solo contaminado com arsênio
Título Alternativo: Symbiosis of arbuscular mycorrhizal fungi and rhizobia with legumes on arsenic contaminated soil
Autor(es): Rangel, Wesley de Melo
Orientador: Moreira, Fátima Maria de Souza
Coorientador(es): Soares, Cláudio Roberto Fonsêca Sousa
Membro da banca: Muzzi, Maria Rita Scotti
Área de concentração: Microbiologia e Bioquímica do Solo
Assunto: Micorriza
Nitrogênio - Fixação
Fitorremediação
Mycorrhizas
Nitrogen - Fixation
Phytoremediation
Data de Defesa: 2-Ago-2011
Data de publicação: 2014
Referência: RANGEL, W. de M. Simbioses de fungos micorrízicos arbusculares e de rizóbio com leguminosas em solo contaminado com arsênio. 2011. 121 p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: A revegetação de solos brasileiros contaminados com arsênio, em associação com a microbiota edáfica, é dificultada pela falta de informações sobre espécies vegetais em associação com a microbiota edáfica tolerantes ao As. Sendo assim, a seleção de espécies vegetais e microbianas tolerantes ao As é o primeiro passo para um processo eficiente de revegetação de solos e substratos brasileiros contaminados com este metalóide. Portanto, os objetivos deste trabalho foram avaliar a contribuição da simbiose de FMAs e o potencial fitorremediador de quatro espécies leguminosas, em associação com BFNNL, caracterizar e verificar a tolerância de BFNNL isoladas de nódulos de Stizolobium aterrimum e Crotalaria spectabilis crescidas em área de mineração de Au, contaminada com elevados teores de As. Avaliou-se a simbiose dos isolados de FMAs Acaulospora morrowieae, Acaulospora sp., Glomus etunicatum e Gigaspora gigantea em Acacia magium, Crotalaria juncea, Enterolobium contortisiliquum e Stizolobium aterrimum, ambas espécies vegetais inoculadas com seus respectivos inoculantes bacterianos recomendados e aprovados pelo MAPA. Avaliou-se também a tolerância in vitro de bactérias fixadoras de N isoladas de nódulos de Stizolobium aterrimum e Crotalaria spectabilis crescidas em área de mineração, contaminada com As. Conclui-se que a simbiose entre FMAs e leguminosas mostra-se como uma ferramenta a ser utilizada em projetos de recuperação de áreas contaminadas com As. A inoculação com FMAs melhorou a relação P:As e reduziu os teores de As na planta, reduzindo também a translocação do As para a parte aérea. A inoculação com FMAs reduziu a atividade da APX, principalmente para Acacia mangium e Crotalaria juncea, promovendo um efeito fitoprotetor. Quanto à tolerância dos isolados de nódulos de Stizolobium aterrimum e Crotalaria spectabilis verificou-se uma elevada tolerância, sendo encontrados isolados com tolerância a até 200 mmol L-1 As. A tolerância mostrou estar relacionada com algumas características culturais tais como rápido crescimento, acidificação do meio de cultura e produção de exopolissacarídeo, havendo relação também com a resistência a vários antibióticos.
Abstract: The revegetation of Brazilian soils contaminated with arsenic, in association with the edaphic microbiota, is hampered by lack of information of plant species in association with the As tolerant edaphic microbiota. Therefore, the selection of plant and As tolerant microbial species is the first step for an efficient process of revegetation of the brazilian soils and for the contaminated substrates with this metalloid. Therefore, the objectives of this study were to evaluate the contribution of the arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) symbioses and the phytoremediator potential of four leguminous species, associated with rhizobia and characterize and analyze the tolerance of rhizobia isolated from nodules of Stizolobium aterrimum and Crotalaria spectabilis grown in the Au mining area contaminated with high levels of As. Acaulospora morrowieae, Acaulospora sp., Glomus etunicatum and Gigaspora gigantea were inoculated in Acacia magium, Crotalaria juncea, Enterolobium contortisiliquum and Stizolobium aterrimum. These plant species were inoculated with their respective recommended bacterial inoculants. We also evaluated the As tolerance of the N-fixing bacteria isolated from nodules of Crotalaria spectabilis and Stizolobium aterrimum grown in the mining area contaminated with As. The inoculation with AMF enhanced the P:As ratio and reduced the levels of As in the plants reducing the translocation to the shoot. Inoculation with AMF reduced the APX activity in Acacia mangium and Crotalaria juncea, specially, with a phytoprotector effect. The tolerance of bacteria isolated from nodules of Crotalaria spectabilis and Stizolobium aterrimum showed high tolerance to As concentrations (≤ 200 mmol L-1), this tolerance was related to some cultural characteristics such as, fast growth, acidification of the growth culture medium, exopolysaccharide production, and resistance to various antibiotics. We can conclude that the symbioses between legumes and AMF could be used in remediation projects of contaminated areas with As.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo, área de concentração em Microbiologia e Bioquímica do Solo, para obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1659
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCS - Ciência do Solo - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Simbioses de fungos micorrízicos arbusculares e de rizóbio com leguminosas em solo contaminado com arsênio.pdf443,35 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback