Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1736

Título: Variação morfológica e populacional de Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) no extremo sul do Brasil
Autor(es): Silveira, Melise Lucas
Orientador: Bager, Alex
Membro da banca: Faria, Lucas del Bianco
Ferreira Júnior, Paulo Dias
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Paisagens Fragmentadas e Agroecossistemas
Assunto: Tartaruga de água-doce - Anomalia
Tartaruga de água-doce - Variação morfológica
Impacto antrópico
Anomalie
Anthropic impact
Freshwater turtle
Morphological variation
Data de Defesa: 15-Jul-2013
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SILVEIRA, M. L. Variação morfológica e populacional de Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) no extremo sul do Brasil. 2013. 88 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: A presente dissertação, intitulada “Variação Morfológica e populacional de Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) no extremo sul do Brasil”, encontra-se organizada em dois artigos. O primeiro artigo, intitulado “Variação geográfica na morfologia e estrutura populacional de Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) no extremo sul do Brasil” e o segundo artigo, com o título: “Irregularidades no padrão de escudos de Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae): ontogenia e variação espacial”. Este estudo contribuiu para a caracterização das populações de Trachemys dorbigni do sul do Rio Grande do Sul, assim como a caracterização da ecomorfologia apresentada pela espécie e a presença de irregularidades no casco. De acordo com o esperado, as populações apresentaram variação morfológica e variação em suas estruturas populacionais entre as localidades amostradas. A variação morfológica não foi correlacionada com a distância geográfica. Foram encontrados fêmeas e machos significativamente maiores em locais legalmente protegidos, dentro de uma Unidade de Conservação. A variação na estrutura populacional (razão sexual) foi explicada pela presença de impacto antrópico. Em relação à escutelação observou-se uma diferença significativa entre as taxas de irregularidade de fêmeas provenientes de diferentes localidades, assim como também foram encontradas diferenças entre os sexos. As alterações na escutelação de T. dorbigni, de acordo com os resultados encontrados, provavelmente não influenciam na sobrevivência de seus indivíduos. A poluição do corpo d’água (eg.pesticidas) possivelmente não é a responsável isolada pela ocorrência de alterações nos escudos, pois tanto indivíduos de locais poluídos como os de preservados não apresentaram diferenças significativas nas taxas de irregularidades.
This dissertation, entitled "Morphological variation and population in Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) in southern Brazil" is organized in two articles. The first article, entitled "Geographic variation in morphology and population structure in Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) in southern Brazil" and the second article, entitled: "Irregularities in the pattern of shells inTrachemys dorbigni (Testudines, Emydidae): age variation and spatial". This study contributes to the characterization of populations of T. dorbigniin southern Rio Grande do Sul, as well as the characterization of ecomorphology presented by species and presence of irregularities in the shell. In accordance with expectations, the populations showed morphological variation and variation in their population structures between the sampling sites. The morphological variation was not correlated with geographic distance. We found females and males significantly higher in places legally protected within a conservation area. The variation in population structure (sex ratio) was explained by the presence of anthropogenic impact. Regarding scutation observed a significant difference between the rates of irregularity of females from different locations, as well as find differences between the sexes. Changes in scutationof T. dorbigni, according to the results probably do not affect the survival of individuals. The pollution of the water body (eg.pesticides) possibly is not alone respoonsible for the occurrence of changes in the shells, because both individuals as preserved polluted sites showed no significant differences in rates of irregularities.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada, área de concentração em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais em Paisagens Fragmentadas e Agroecossistemas, para a obtenção de título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1736
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO Variação morfológica e populacional de Trachemys dorbigni (Testudines, Emydidae) no extremo sul do Brasil.pdf766,06 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback