Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Botânica Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1794

Title: Viabilidade celular, índice mitótico e ultraestrutura de calos de Byrsonima verbascifolia (L.) DC. (Malpighiaceae)
???metadata.dc.creator???: Chiavegatto, Raquel Bezerra
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Techio, Vânia Helena
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Castro, Ana Hortência Fonsêca
???metadata.dc.contributor.referee1???: Silva, Geraldo Alves da
Paiva, Renato
???metadata.dc.description.concentration???: Sistemática Vegetal
Keywords: Cerrado
Embriogênese somática
Metabólito secundário
Murici-cascudo
Somatic embryogenesis
Second metabolities
Murici-cascudo
???metadata.dc.date.submitted???: 20-Feb-2014
Issue Date: 2014
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Citation: CHIAVEGATTO, R. B. Viabilidade celular, índice mitótico e ultraestrutura de calos de Byrsonima verbascifolia (L.) DC. (Malpighiaceae). 2014. 88 p. Dissertação (Mestrado em Botânica Aplicada - Sistemática Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: Byrsonima verbascifolia L. (DC.), conhecida popularmente por murici-cascudo, é uma espécie do Cerrado pertencente à família Malpighiaceae, que apresenta propriedades antioxidante e cicatrizante. Devido à presença de um pirênio indeiscente e de um tegumento extremamente lignificado, B. verbascifolia tem baixa taxa de germinação e a cultura de tecidos é uma técnica utilizada para a sua propagação. O objetivo desse estudo foi avaliar a viabilidade celular, o índice mitótico, a ultraestrutura e a histoquímica dos calos de B. verbascifolia em cada fase da cinética de crescimento para seleção de células com maior capacidade embriogênica. Os calos foram induzidos a partir de explantes foliares de 0,25 cm2 de área e inoculados em meio MS, com 4,52µM de 2,4-D e 4,44µM de BAP. A cinética de crescimento dos calos foi obtida a partir de pesagens do material inoculado fresco e seco, a partir do 10° dia da inoculação, até ser atingida a fase de declínio, em intervalos de 10 dias. As amostras de calos frescos, obtidas ao longo da cinética de crescimento foram monitoradas através das análises da viabilidade celular, utilizando o método da dupla coloração FDA-IP, índice mitótico, usando o DAPI, as análises ultraestruturais, por meio da microscopia eletrônica de varredura e transmissão, e teste de histoquímica, pelos testes com o lugol e azul de toluidina. Foram obtidos calos friáveis, cuja cinética de crescimento apresentou quatro fases distintas, lag (até o 30° dia), exponencial (31° ao 70° dia), linear (71° ao 100° dia) e declínio (101 ao 120°), representada pela equação de regressão y = -9E-06x3 + 0,0015x2 - 0,0466x + 0,443 (R² = 0,9391). A máxima viabilidade celular foi observada aos 20 dias da fase lag e 40 dias da fase exponencial. O maior índice mitótico foi observado aos 20 dias da fase lag e aos 50 dias da fase exponencial. De acordo com as análises ultraestruturais entre o período de 20 a 30 dias foram observados células com características meristemáticas, como o formato isodiamétrico, justapostas, com pequenos vacúolos, parede celular delgada e presença de amiloplastídeos, comprovada pelos testes de histoquímica. Os calos aos 120 dias apresentaram as menores porcentagens de células viáveis e índice mitótico, sendo formado, predominantemente por células alongadas. A viabilidade celular, índice mitótico e a morfologia das células dão respaldo a cinética de crescimento das células de B. verbascifolia, mostrando que o subcultivo, bem como o momento ideal para iniciar a suspensão celular dos calos de B. verbascifolia devem ser realizados até os 70 dias após a inoculação, no qual apresentaram alta viabilidade celular, índice mitótico de células isodiamétricas com características embriogênicas, sendo possível selecionar células com maior capacidade embriogênica.
Byrsonima verbascifolia L. (DC.), popularly known as murici-cascudo, is a species of the Cerrado belonging to the Malpighiaceae family which has antioxidant and healing properties. Due to the presence of a indehiscent pyrene and a highly lignified tegument, B.verbascifolia have low germination rate and tissue culture is a technique used for their propagation. The aim of this study was to evaluate cell viability, mitotic index, the ultrastructure and histochemistry of the callus of B.verbascifolia at each stage of the growth kinetics for selection of cells with higher embryogenic capacity. Callus was induced from leaf explants of 0,25 cm2 and grown on MS medium with 4,52 µM of 2,4-D and 4,44 µM BAP . The growth kinetics of the callus was obtained from the fresh and dry inoculum weight measurements from the 10th day after inoculation, until reaching the declining phase at intervals of 10 days. Samples of fresh callus obtained along the growth kinetics were monitored by analysis of cell viability using the method of double FDA-PI taining, mitotic index color using DAPI, ultrastructural analysis by means of scanning and transmission electron microscopy and and histochemical test, by the tests with lugol and toluidine blue. Friable callus was obtained, whose growth kinetics presented four distinct phases, lag (until 30 th day), exponential (31th to 70th day), linear (71 th to 100 th day) and decline (101th to 120 th day), represented by the regression equation y = -9E-06x3 + 0,0015x2 - 0,0466x + 0,443 (R² = 0,9391). The maximum cell viability was observed at 20 days of lag phase and at 40 days of the exponential phase. The higher mitotic index was observed at 20 days of lag phase and at 50 days of the exponential phase. According to the ultrastructural analyses of the period of 20 to 30 days, meristematic cells with characteristics such as isodiametric shape, juxtaposed, with small vacuoles, thin cell wall and the presence of amyloplasts proven by histochemical tests were observed. Callus at 120 days showed the lowest percentage of viable cells and mitotic index formed predominantly of elongated cells. Cell viability, mitotic index and cell morphology give support the kinetics B. verbascifolia cell growth, showing that subculture as well as the ideal time to start a cell suspension of callus B. verbascifolia should be performed until 70 days after inoculation in which showed high cell viability, mitotic index and prevalence of isodiametric cells with embryogenic characteristics, allowing to select cells with higher embryogenic capacity.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Botânica Aplicada, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1794
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Botânica Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Viabilidade celular, índice mitótico e ultraestrutura de calos de Byrsonima verbascifolia (L.) DC. (Malpighiaceae).pdf2.3 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback