Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1827

Título: Metodologia de inoculação, variabilidade e controle de Rhizoctonia solani na cultura da cenoura
Título Alternativo: Inoculation methodology, variability and control of Rhizoctonia solani in carrot
Autor(es): Oliveira, Amanda Cabral Corrêa de
Orientador: Souza, Paulo Estevão de
Membro da banca: Souza, Rovilson José de
Pozza, Edson Ampélio
Área de concentração: Fitopatologia
Assunto: Rhizoctonia solani
Cenoura
Inoculação
Patogenicidade
Grupos de anastomose
Hortaliça
Carrot
Inoculation
Chemical treatment
Pathogenicity
Anastomosis groups
Data de Defesa: 9-Fev-2006
Data de publicação: 30-Jul-2014
Referência: OLIVEIRA, A. C. C. de. Metodologia de inoculação, variabilidade e controle de Rhizoctonia solani na cultura da cenoura. 2006. ii, 63 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: Rhizoctonia solani é um patógeno complexo, formado por grupo relacionado, mas geneticamente isolado de espécies, agrupando-se com base na anastomose de hifas. Pode causar tombamento de plântulas em cenoura, ocasionando redução no estande inicial do plantio; como habitante do solo, é capaz de sobreviver como saprófita ou por estruturas de resistência (escleródios), sendo dificilmente detectado antes de causar perdas. Apesar da importância desse patógeno, são poucas as informações sobre a sua epidemiologia e controle para o cultivo de cenoura. Dessa forma, os objetivos, neste trabalho, foram caracterizar isolados de R. solani, ajustar a metodologia de inoculação e avaliar a eficiência de fungicidas no controle de tombamento de plântulas. Foram obtidos três isolados-campo de R. solani, dos quais um pertence ao AG4 e dois não foram compatíveis com nenhum dos isolados-testes por anastomose de hifas. A melhor forma de inoculação foi a 10% do solo na camada de 0 a 2 cm de profundidade, utilizando uma densidade de 72 mg de inóculo por quilo de solo. Os fungicidas mais eficazes foram pencicuron, no tratamento de sulco e semente, reduzindo o número de plântulas tombadas e azoxistrobim, possibilitando maior emergência de plântulas. O isolado-campo e o isolado-teste, pertencentes ao AG4, foram os mais agressivos na cultura da cenoura, à temperatura de 20ºC. São necessários estudos mais específicos para cada princípio ativo testado, objetivando doses mais específicas para o tratamento de semente e de sulco na cultura da cenoura, assim como testar a patogenicidade dos isolados de R. solani a outras temperaturas que possam causar infecção no plantio de cenoura pelo patógeno.
Rhizoctonia solani is a complex pathogen, formed by a group of related but genetically isolated species, grouping on the basis of hyphal anastomosis. They can cause damping-off of carrot seedlings resulting in a stand reduction of the initial seedling development, and, as a soil inhabitant it is able to survive as a saprophyte or as survival structures (sclerotia), being difficult to detect before causing damage. Despite the importance of this pathogen in carrot fields, few is the information about the disease epidemiology and control. Hence, the objectives of this work, were to characterize isolates of R. solani, adjust an inoculation methodology and evaluate the efficacy of fungicides in the control of seedling damping-off. Three isolates of R. solani were obtained from an infected field, where one belonged to AG4 and two isolates were not compatible by anastomosis with any other anastomosis group. The best form to inoculate was done at 10% of the soil in the top 0-2 cm layer, using a density of 72 mg of inoculum per kilo of soil. The most efficient fungicides were pencicuron in the treatment of row and seed, reducing the number of damped-off seedlings and azoxistrobin enhanced seedling emergence. The field-isolate and the tester belonging to AG4, were the more aggressive in the carrot crop at temperature of 20ºC. It is necessary more specific studies for each active ingredient tested, aiming more specific doses to seed and row treatment in carrot fields, as well as, to test pathogenicity of strains of R. solani in other temperatures that can cause infection of the studied crop by this pathogen.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1827
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Metodologia de inoculação, variabilidade e controle de Rhizoctonia solani na cultura da cenoura.pdf523,45 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback