Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1838

Título: Avaliação Per Se e em Topcross de progênies de milho
Autor(es): Cardoso, Gustavo Andrade
Orientador: Souza, João Cândido de
Membro da banca: Pereira, Messias Gonzaga
Ramalho, Magno Antonio Patto
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Assunto: Progênie endogâmica
Heterose
Correlação
Inbreeding progenies
Heterosis
Correlation
Data de Defesa: 26-Fev-2014
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: CARDOSO, G. A. Avaliação Per Se e em Topcross de progênies de milho. 2014. 60 p. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Este trabalho foi realizado com o objetivo de verificar a correlação existente entre o desempenho Per se e em Topcross bem como identificar a melhor estratégia de seleção de progênies endogâmicas em milho. Para este propósito, foram obtidos 168 Topcross de 168 progênies, oriundas de uma mesma população, com uma linhagem elite, ambos pertencentes ao programa de melhoramento da Universidade Federal de Lavras (UFLA), na safra 2011/2012. Os híbridos Topcross, juntamente com as progênies que lhe deram origem, foram avaliados no delineamento de blocos casualizados em faixa, com três repetições, em dois locais no sul de Minas Gerais, na safra 2012/2013. Os tratamentos foram avaliados quanto ao caráter produtividade de grãos. Foi estimada a heterose (%), presente em cada Topcross, a correlação entre o desempenho Per se com a heterose e a média do Topcross e os componentes de variância, herdabilidade e herdabilidade realizada. As estimativas de heterose (%) variaram de 49,29% a 68,08% na conjunta. Os Topcross apresentaram menor variação comparada às progênies Per se, fato este comprovado pela maior estimativa de variância genética e maior número de classes distintas pelo teste Scott Knott. As correlações entre o desempenho das progênies em Per se e em Topcross, foi de 0,20 na conjunta. A estimativa de herdabilidade realizada, quando foi selecionado, com base no desempenho Per se e ganho no Topcross, foi baixa, refletindo a baixa variação dos Topcross e a existência de interação entre tipos x progênies. As estimativas de herdabilidade, em todos os casos, foram superiores nas avaliações Per se. A correlação entre o desempenho Per se e em Topcross é de baixa magnitude e positiva, concluindo que é possível selecionar progênies com bom desempenho Per se e em Topcross, sendo importante a seleção Per se antes de se realizar o Topcross.
This work was conducted with the objective of verifying the correlation between the performance Per se and on Topcross as well as identify the best strategy for selecting inbred progenies in maize. For this purpose, we obtained 168 Topcross from 168 progenies derived from the same population, with an elite line, both belonging to the breeding program of the Universidade Federal de Lavras (UFLA), in the 2011/2012 harvest. The Topcross hybrids along with the progenies from which they originated, were evaluated in a randomized block design in strips, with three replicates, in two locations in southern Minas Gerais, Brazil, in the 2012/2013 harvest . The treatments were evaluated regarding grain productivity characteristic. We estimated the heterosis (%) present in each Topcross, the correlation between performance Per se with heterosis and the Topcross mean, and the variance components, heritability and realized heritability. The heterosis (%) estimations ranged from 49.29 % to 68.08 % in the joint. The Topcross showed smaller variation when compared to progenies Per se, a fact confirmed by the highest estimate of genetic variance and larger number of distinct classes by the Scott Knott test. The correlations between the performance of the progenies in Per se and in Topcross, were 0.20 in the joint. The heritability estimation performed when selection based on Per se performance and Topcross gain was low, reflecting the low Topcross variation and the existence of interaction between types x progenies. The heritability estimations, in all cases, were superior in the Per se evaluations. The correlation between performance on Topcross and Per se is of low magnitude and positive, concluding that it is possible to select progenies with good performance on Topcross and Per se, considering the importance of selecting Per se prior to performing the Topcross.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas, área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1838
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO Avaliação Per Se e em Topcross de progênies de milho.pdf329,99 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback