Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1849

Título: Tabela de vida de fertilidade de Aphidius colemani Viereck, 1912 (Hym.: Braconidae, Aphidiinae) em Aphis gossypii Glover, 1877 (Hemiptera: Aphididae)
Título Alternativo: Fertility life table of Aphidius colemani Viereck, 1912 (Hym.: Braconidae, Aphidiinae) on Aphis gossypii Glover, 1877 (Hem.: Aphididae)
Autor(es): Torres, Andrea de Fátima
Orientador: Bueno, Vanda Helena Paes
Membro da banca: Sampaio, Marcus Vinicius
Moino Junior, Alcides
Santa-Cecília, Lenira Viana Costa
Área de concentração: Entomologia
Assunto: Pepino
Afídeo
Parasitóide
Controle biológico
Mortalidade de imaturo
Desenvolvimento
Longevidade
Taxa reprodutiva
Cucumber
Aphid
Parasitoid
Biological control
Development
Immature mortality
Longevity
Fecundity
Data de Defesa: 13-Mar-2006
Data de publicação: 30-Jul-2014
Referência: TORRES, A. de F. Tabela de vida de fertilidade de Aphidius colemani Viereck, 1912 (Hym.: Braconidae, Aphidiinae) em Aphis gossypii Glover, 1877 (Hem.: Aphididae). 2006. 33 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: A determinação de tabelas de vida de fertilidade é fundamental para a compreensão da dinâmica populacional de um determinado inseto, proporcionando também as bases para o desenvolvimento de estratégias de controle de pragas. A taxa intrínseca de aumento natural de um parasitóide relacionada a seus hospedeiros tem um importante papel em programas de controle biológico. Este trabalho teve como objetivo avaliar a fertilidade e a sobrevivência do parasitóide Aphidius colemani Viereck, tendo o pulgão Aphis gossypii Glover como hospedeiro, por meio da construção da tabela de vida de fertilidade. O experimento foi conduzido em câmara climática a 22 ± 1°C, U.R. de 70 ± 10% e fotofase de 12 horas. Para a observação da mortalidade de imaturos, desenvolvimento e razão sexual de A. colemani foram utilizadas 12 fêmeas do parasitóide, acasaladas, com 24 horas de idade e 240 ninfas de A. gossypii (com três dias de idade). Na avaliação da longevidade e fertilidade foram utilizadas 15 fêmeas de A. colemani, com 24 horas de idade e uma colônia de A. gossypii por dia, até a morte da fêmea do parasitóide. O número de ninfas do pulgão oferecidas durante o ciclo de vida da fêmea do parasitóide foi de: 1° dia - 300 ninfas, 2° dia - 250 ninfas, 3° dia - 200 ninfas, 4° dia - 150 ninfas, 5º dia - 100 ninfas, e nos demais dias um número de 50 ninfas. A mortalidade de imaturos de A. colemani foi de 22,1%. O período de desenvolvimento de machos e fêmeas foi de 12,0 e 11,8 dias, respectivamente e a razão sexual de 0,6. As fêmeas de A. colemani apresentaram fecundidade média de 420 ovos e longevidade média de 5,9 dias. A taxa líquida de reprodução (Ro) foi de 194,81 fêmeas, a taxa intrínseca de aumento (rm) de 0,384 fêmeas/fêmea/dia, a razão finita de aumento (l) de 1,48 fêmeas/dia, tempo médio entre gerações (T) de 13,74 dias e o tempo de duplicação da população (TD) de 12,60 dias. O parasitóide A. colemani apresenta um alto potencial de crescimento populacional, tendo como hospedeiro A. gossypii, podendo ser um efetivo agente de controle biológico deste afídeo.
The determination of fertility life table is important to understanding the population dynamic of an insect, and for providing strategies development for pests´ control. The intrinsic rate of increase of a parasitoid related to their hosts play an important role in biological control programs. This work aimed to evaluate the fertility and the survival of the parasitoid Aphidius colemani Viereck on Aphis gossypii Glover as a host under fertility life table. The experiment was carried out in a climatic chamber at 22 ± 1ºC, RH 70 ± 10% and 12h photophase. To determine the immature mortality, the development time and the sex ratio of the parasitoid, 12 mated females of the parasitoid, 24 hours old, and 240 nymphs of A. gossypii (3 days old) were used. To evaluate the longevity and fertility of A. colemani, 15 mated females, 24 hours old, were used. Nymphs of A. gossypii were offered for each parasitoid female daily, until the female died. The numbers of nymphs were in the 1st day - 300 nymphs, 2nd day - 250 nymphs, 3rd day - 200 nymphs, 4th day - 150 nymphs, 5th day - 100 nymphs and in the other days a number of 50 nymphs. A. colemani had an immature mortality of 22.1%, a development time of males and females of 12.0 and 11.8 days, respectively, and a sex ratio of 0.6. The females of A. colemani showed fecundity of 420 eggs and average longevity of 5.9 days. The net reproduction rate (Ro) and the intrinsic rate of increase (rm) were, respectively, 194.81 and 0.384. The finite rate of increase (l) was 1.48 females per day, the mean length of a generation (T) was 13.74 days and the time to duplication the population (TD) was 12.60 days. The parasitoid A. colemani had a great potential of population growth on A. gossypii as a host and could be an effective biological control agent of this aphid.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1849
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Tabela de vida de fertilidade de Aphidius colemani Viereck, 1912 (Hym. Braconidae, Aphidiinae) em Aphis gossypii Glover, 1877 (Hemiptera Aphididae).pdf217,48 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback