Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1878
Título: Seleção recorrente em feijoeiro visando resistência à Sclerotinia sclerotiorum e respostas bioquímicas associadas à defesa contra o patógeno
Autor : Leite, Monik Evelin
Primeiro orientador: Santos, João Bosco dos
Primeiro membro da banca: Abreu, Ângela de Fátima Barbosa
Pinto, César Augusto Brasil Pereira
Bruzi, Adriano Teodoro
Pereira, Helton Santos
Área de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas
Palavras-chave: Resistência genética
Phaseolus vulgaris
Composto fenólico
Mofo branco
White mold
Genetic resistance
Pathogenesis – related proteins
Proteínas relacionadas à patogênese
Phenolic compounds
Data da publicação: 2014
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: LEITE, M. E. Seleção recorrente em feijoeiro visando resistência à Sclerotinia sclerotiorum e respostas bioquímicas associadas à defesa contra o patógeno. 2014. 153 p. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Os objetivos deste trabalho foram obter progênies de feijoeiro com maiores níveis de resistência fisiológica ao mofo branco, grãos do tipo “Carioca” e porte arbustivo, por meio da seleção recorrente; verificar a eficiência na seleção destes caracteres e se os níveis de resistência obtidos são equivalentes aos das fontes de resistência relatadas na literatura; e avaliar mecanismos bioquímicos envolvidos na resposta de defesa de genótipos de feijoeiro a esta doença. Foram intercruzadas 13 linhagens de feijoeiro com resistência parcial ao mofo branco, por meio de um dialelo no esquema cônico e foram obtidos sete ciclos de seleção recorrente. Destes ciclos, progênies das gerações S0:1, S0:2 e S0:3 dos ciclos III, IV, V, VI foram avaliadas. Também foram avaliadas de 8 a 10 melhores progênies dos sete ciclos, em dois experimentos em casa de vegetação e campo. Os caracteres avaliados foram resistência ao mofo branco pelo método do Straw test, porte, tipo de grãos e produção. A seleção recorrente possibilitou ganho na resistência ao mofo branco de aproximadamente 11% ao ano e para o caráter porte o ganho foi de 15 % ao ano. Ganho significativo também foi obtido na seleção de progênies para porte e tipo de grãos dentro de cada ciclo. A seleção recorrente foi eficiente para obtenção de progênies com alto nível de resistência ao mofo branco com grãos do tipo carioca, porte ereto e com produtividade considerável. Para avaliação bioquímica foram utilizadas quatro linhagens com diferentes níveis de resistência ao mofo branco, CNFP10772, Talismã, CNFC9506, e CNFRJ10564. Foram avaliadas atividades de enzimas de defesa e teores de fenóis solúveis totais e lignina em plantas inoculadas com o fungo Sclerotinia sclerotiorum pelo método Straw test e não inoculadas. As amostras foram coletadas em duas posições na planta e em seis tempos após a inoculação. Maiores teores de lignina e fenóis solúveis totais e maior indução da atividade da peroxidase e superóxido dismutase em plantas inoculadas na região próxima à inoculação (Posição um) indicam ativação local com posterior sinalização de mecanismos de defesa em outras regiões da planta. O genótipo com maior nível de resistência foi superior ao suscetível quanto à produção de lignina e às atividades das enzimas de defesa peroxidase, ascorbato peroxidase e superóxido dismutase. Estes resultados sugerem que a combinação destas respostas de defesa no feijoeiro pode contribuir para maior resistência da planta ao patógeno e que estas enzimas possuem potencial para uso na seleção de genótipos de feijoeiro.
The objectives of this study were to obtain common bean progenies with higher levels of physiological resistance to white mold, carioca grain type and upright habit, using recurrent selection; verify efficiency in the selection of these characters and check if the resistance levels obtained are equivalent to the sources of resistance reported in the literature; and evaluate biochemical mechanisms involved in the defense response of bean genotypes to this disease. Twelve common bean lines with partial resistance to white mold were intercrossed using a diallel in conic scheme and seven recurrent selection cycles were obtained. Of these cycles, progenies of the S0:1, S0:2 and S0:3 generations of cycles III, IV, V and VI were evaluated. From 8 to 10 of the best progenies of the seven cycles were also evaluated, in two experiments in a greenhouse and in the field. The traits evaluated were white mold resistance using Straw test method, plant architecture, grain type and grain yield. Recurrent selection allowed a selection progress of about 11 % per year to white mold resistance and of about 15 % per year to the plant architecture. Significant gain was also obtained in the selection process within each cycle. The progenies selection and recurrent selection were efficient to obtain progenies with high-level of resistance to white mold, “Carioca” grain type, upright plant and with considerable grain yield. Some biochemical mechanisms were evaluated in four genotypes with different levels of white mold resistance, CNFP10772, Talismã, CNFC9506 and CNFRJ10564. It was evaluated the activities of defense enzymes, total soluble phenols and lignin in plants inoculated and not inoculated with the fungus Sclerotinia sclerotiorum. Samples were collected at two locations in the plant and in six times after inoculation. Higher levels of lignin and total soluble phenols, and greater induction of the peroxidase and superoxide dismutase activity were detected in the region close to the inoculation (position one), indicating local activation and subsequent signaling of defense mechanisms in other regions of the plant. The genotype with the highest level of resistance was higher than susceptible for the production of lignin and activities of defense enzymes peroxidase, ascorbate peroxidase and superoxide dismutase. These results suggest that a combination of defense responses in common bean can contribute to increased plant resistance to the pathogen, and these enzymes have potential for using in selection of resistant bean genotypes.
metadata.teses.dc.description: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas, área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1878
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Genética e Melhoramento de Plantas - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Seleção recorrente em feijoeiro visando resistência à Sclerotinia.pdf813,35 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.