Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1885

Título: Obtenção de suspensão celular e regeneração de embriões somáticos de bananeira cv. prata-anã
Título Alternativo: Obtention of cellular suspension and regeneration of somatic embryos from banana plant cv. prata-anã
Autor(es): Lima, Carolina Delfim Fernandes
Orientador: Paiva, Luciano Vilela
Coorientador(es): Santos, Breno Regis
Membro da banca: Magalhães, Marcelo Murad
Barbosa, Sandro
Área de concentração: Fisiologia Vegetal
Assunto: Cultura de tecidos
Viabilidade celular
Tetrazólio
Embriogênese somática
Banana
Tissue culture
Cell viability
Tetrazolium
Somatic embryogenesis
Data de Defesa: 31-Jul-2009
Data de publicação: 31-Jul-2014
Referência: LIMA, C.D.F. Obtenção de suspensão celular e regeneração de embriões somáticos de bananeira cv. prata-anã. 2009. 69 p. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: The banana plant is a specie belonging to Musaceae family, typical of tropical and subtropical regions, showing great economical and social importance in the world, composing the basis for income and nutrition for millions of people. This research aimed to optimize the plantlet production via micropropation in vitro using the somatic embryogenesis of banana plant cv. prata-anã. The present work was divided in three parts. The first one, the objective was to characterize different embryogenic callus in different ages. The second was determine the cellular suspension growth in different culture medium. And characterize the cellular agglomerates from suspension by double coloration with Aceto-carmine and Evans-blue. Finally, was to optimize the induction process and somatic embryos regeneration until plantlet phase. The characterization was determined using callus from 3 to 10 month of cultivation by tetrazolium viability test and isodiametric cell number counting in a Neubauer chamber. In the viability test the higher absorbance was found at 7 months of cultivation and the highest percentage of cells with embryogenic characteristics was found at 6 months. In terms of time, the growth curve of suspension cells revealed no differences, when compared the two cultivation medium used. The agglomerates cultivated in these different culture medium were characterized in relation to size and coloration, being classified as type 1: dispersed cells and small agglomerates; type 2: aggregates from 50 to 1000µm with the absence of elongated cells colored by Evans-blue and type 3: aggregates from 50 to 1000µm with elongated cells colored by Evans-blue. The agglomerates from type 2 were considered the most embryogenic because demonstrated small isodiametric cells colored with Aceto-carmine. In relation to the average size of agglomerate in different medium, it was observed the predominance of type 2. The higher embryogenic potential for agglomerates was found in type 2 after 6 subcultivation in MA2 (salts MS, vitamins MA (1,0 mg/L biotine, 2,0 mg/L glycine, 100 mg/L myo-inositol, 0,5 mg/L nicotinic acid, 0,5 mg/L pyridoxine.HCl, 0,1 mg/L thiamine.HCl), 100 mg/L malt extract, 100 mg/L de glutamine, 45 g/L sucrose, 1,0 mg/L 2,4-D, pH 5.3) and 3 subcultivation in CNPMF medium (salts and vitamins MS, 1mg/L 2,4-D, 100 mg/L glutamine, 10 mg/L ascorbic acid, 44,5 g/L sucrose, pH 5.3). For the somatic embryos regeneration test, using MS medium with three combinations of IAA and BAP (2,2 e 2,2; 11,4 e 2,2; 2 e 2 µM, respectively), it was observed a higher number of cotyledonar phase (65) and higher number and plantlet size (30 and 1,9cm), respectively, in culture medium supplemented with 11,4µM of AIA and 2,2µM of BAP. Four established different cultivation medium for regeneration were used as followed: MRB (Boxtel and Berthouly, 1996), MRT (Teixeira et al., 2004), MA3 (Strosse et al., 2003) and MRM with the following modifications 1,33 µM of BAP and 2,28 µM of AAI (Morais-Lino et al., 2008). Were evaluated the size of cellular mass and the number of embryos in cotyledonary phase obtained in each medium. The higher banana plantlet regeneration rate was obtained from cellular suspension estabilished in MS medium using 11.4 µM and 2.2 µM of BAP. In relation to the established mediuns the MRT and MRB media were the most indicated for the regeneration of somatic embryos cv. prata-anã.
A bananeira é uma espécie pertencente à família Musaceae típica de regiões tropicais e subtropicais, apresentando grande importância econômica e social no mundo, uma vez que constitui fonte de renda e alimento para milhões de pessoas. Técnicas de biotecnologia associadas à cultura de tecidos e à biologia molecular auxiliam no melhoramento desta espécie com a obtenção de cultivares resistentes e agronomicamente melhoradas. Com a finalidade de otimizar a produção de plântulas via micropropagação in vitro utilizando a técnica de embriogênese somática de bananeira cv. prata-anã, o presente trabalho foi dividido em três etapas. Na primeira, o objetivo foi caracterizar calos embriogênicos em diferentes idades, a segunda, foi determinar o crescimento de suspensões celulares em diferentes meios de cultura, tipificar e caracterizar os aglomerados celulares da suspensão utilizando a dupla coloração com Carmim-Acético e Azul-de-Evans e a terceira, otimizar o processo de indução e regeneração de embriões somáticos até a fase de plântula. A caracterização foi realizada utilizando-se calos do terceiro ao décimo mês de cultivo, pelo teste de viabilidade celular com tetrazólio, sendo realizada também a contagem de células isodiamétricas com auxílio da Câmara de Neubauer. Para o teste de viabilidade a maior absorbância foi encontrada aos 7 meses de cultivo e a maior porcentagem de células com características embriogênicas foi encontrada aos 6 meses de cultivo. Com relação à curva de crescimento das células em suspensão, não houve diferença significativa entre os dois meios de cultivo em relação aos dias de subcultivo. Os aglomerados cultivados nesses diferentes meios de cultura foram tipificados com relação ao tamanho e coloração, sendo o Tipo 1 (células dispersas e pequenos aglomerados); o Tipo 2 (agregados de 50 a 1000 µm com a ausência de células alongadas coradas pelo Azul-de-Evans) e o Tipo 3 (agregados de 50 a 1000 µm com células alongadas coradas pelo Azul-de-Evans). Os aglomerados do Tipo 2 foram considerados os mais embriogênicos por apresentar células isodiamétricas, pequenas e coradas somente pelo Carmim-Acético. Com relação ao tamanho médio dos aglomerados nos diferentes meios, observou-se a predominância do Tipo 2. O maior potencial embriogênico para aglomerados do Tipo 2 foi encontrado a partir do 6º e 3º subcultivos nos meios MA2 (MS sais, vitaminas MA (1,0 mg/L biotina, 2,0 mg/L glicina, 100 mg/L mio-inositol, 0,5 mg/L ácido nicotínico, 0,5 mg/L piridoxina.HCl, 0,1 mg/L tiamina.HCl), 100 mg/L extrato de malte, 100 mg/L de glutamina, 45 g/L sacarose, 1,0 mg/L 2,4-D, pH 5.3) e CNPMF (MS sais e vitaminas, 1mg/L 2,4-D, 100 mg/L glutamina, 10 mg/L ácido ascóbico, 44,5 g/L sacarose, pH 5.3), respectivamente. Para os testes de regeneração de embriões somáticos foram realizados dois experimentos, onde no primeiro utilizou-se o meio MS com 3 combinações de AIA e BAP (2,2 e 2,2; 11,4 e 2,2; 2 e 2 µM, respectivamente). Foi observado que no meio de cultura suplementado com 11,4 µM de AIA e 2,2 µM de BAP encontrou-se o maior número de embriões na fase cotiledonar (65), maior número e tamanho de plântulas (30) e (1,9 cm), respectivamente. No segundo experimento, quando se utilizou os meios de regeneração descrito por Boxtel & Berthouly (1996) (MRB), Teixeira et al. (2004) (MRT), Strosse et al. (2003) (MA3) e Morais-Lino et al. (2008), com as seguintes modificações: 1,33 µM de BAP e 2,28 µM de AIA (MRM), observou-se que os meios MRT e MRB são os mais indicados para a regeneração de embriões somáticos para a cv. prata-anã.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1885
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Obtenção de suspensão celular e regeneração de embriões somáticos de bananeira cv. prata-anã.pdf2,03 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback