Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/193
Título : Imaginário, subjetividade e aposentadoria feminina
Autor: Marra, Adriana Ventola
Brito, Valéria da Glória Pereira
Oliveira, Maria Regina Carvalho Teixeira de
Dias, Bernadete Oliveira Sidney Viana
Palavras-chave: Aposentadoria - imaginário
Mulheres - Aposentadoria
Data da publicação: 2011
Referência: MARRA, A. V. et al. Imaginário, subjetividade e aposentadoria feminina. Brazilian Business Review, Vitória, v. 8, n. 2, p. 119-137, abr./jun. 2011.
Resumo : A aposentadoria feminina constitui um momento de reorganização da vida, que passa pela compreensão de sua dimensão simbólica e imaginária. Neste artigo, parte-se do pressuposto de que a passagem do trabalho para a aposentadoria altera o imaginário, modificando a subjetividade dessas trabalhadoras, dando origem a múltiplos sentidos acerca da quebra do vínculo com a vida profissional. Esta pesquisa foi realizada com o principal objetivo de investigar como o fenômeno da aposentadoria é interpretado no imaginário feminino. Para tanto, desenvolveu-se uma pesquisa exploratória de natureza qualitativa, na qual foram realizadas onze entrevistas padronizadas de forma aberta com mulheres que se aposentaram nos últimos dez anos, em diferentes áreas profissionais. Para algumas entrevistadas, a aposentadoria significou o regresso a um estágio de dependência e inatividade, para outras, teve o sentido de libertação do que era considerado um peso ou incômodo, sendo encarada como uma oportunidade de viver novas experiências que não foram possíveis durante a vida profissional.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/193
Idioma: other
Aparece nas coleções:DAE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Imaginário, subjetividade e aposentadoria feminina.PDF121,27 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.