Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAE - Departamento de Administração e Economia >
DAE - Programa de Pós-graduação >
DAE - Administração - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1942

Título: Agricultura familiar, extensão rural e sistemas agroflorestais: a experiência do CAV no Alto Jequitinhonha
Título Alternativo: Household farming, rural extension and agroforest systems: the CAV experience in Alto Jequitinhonh
Autor(es): Noronha, Alini Fernanda Bicalho
Orientador: Ribeiro, Aureo Eduardo Magalhães
Membro da banca: Augusto, Hélder dos Anjos
Galizoni, Flávia Maria
Área de concentração: Gestão social, ambiente e desenvolvimento
Assunto: Agricultura familiar
Extensão rural
Sistemas agroflorestais
Alto Jequitinhonha
Agroecologia
Household farming
Rural extension
Data de Defesa: 25-Abr-2008
Data de publicação: 1-Ago-2014
Referência: NORONHA, A. F. B. Agricultura familiar, extensão rural e sistemas agroflorestais: a experiência do CAV no Alto Jequitinhonha. 2008. 109 p. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
Resumo: Agroforest system (SAF) is an agricultural production technique in which woody arboreal species (fruit and/or wood bearing trees) combine with temporary croppings of annual cycle. SAFs have the capacity, along their management, to make productive degraded areas, improving their productive and ecological use. One has, then, an important tool apropriate for familiar farmers as a basis for public programs for combatting rural poverty, feeding safety, conservation of natural resources and environmental education. In Alto Vale do Jequitinhonha region, the SAF´s practice was proposed by the Centro de Agricyultura Alternativa Vicente Nica (Vicente Nica Alernative Farming Center), CAV, seeking the recovery of the intensament degraded and exploited areas, known in the place as peladores, in order to turn them into productive areas. SAF, in addition to its gains in the environmental and economic aspects constitutes as a space of technical innovation for the family and community. In this sense, its possibilities of irradiating innovating effects inside the community, both from the perspective of the farmer practicing SAF and from the perspective of the farmer not practicing SAFs, but who live in the same community: to what extent SAF manages to establish dialogues, exemplify, potentiate working progams associated with innovation or to environmental conservation. It was also aimed to investigate to what extent the accumulation of experiences lived by the monitorial farmers of SAF presents potential to influence local public programs and to build new participations with the organization nets of the twons which are constituent of it. The research was carried out in seven rural communities of the town of Turmalina, Minas Novas, Chapada do Norte, Veredinha and Leme do Prado, where there was the participation of professionals and students of the Universidade Federal de Lavras (Nucleo de Pesquisa e Apoio à Agricultura Familiar = Nucleus of Resarch and Support to Household Farming) in eight agroforest systems of production. CAV technicians and household farmers (monitors and non-monitors of CAV) in eight agroforest systems of production. Among the results, the inovation in the working methodology adopted by CAV stands out, where the monitors, with their knowledge and techniques, are actors of fundamental importance in the construction of developmental policies. The farmers are the experimenters of the SAFs techniques, giving opinions and adaptating the technique to the several socio-environmental realities of the production units. In this way, the adaptating of the technique has become more effective and the monitors transmit to their peers a lived technique, knowing in details both the benefits and difficulties of this proposal of agroecologic production. That capacitating process also gives the farmers technical condition to propose to the government agencies or to the organized civil society, the construction of developmentl programs based on the reality of the site. The work with SAF enabled the construction of spaces of laborers´ qualification, of communitarian organization, of joint reflection of new projects. The processes of production and adaptation of innoavations, as in the case of SAF, can grow and gain efficiency and embracing, their being enhanced and enriched by the support of public power or by collective learning processes and/or of organization, favoring the dialogue, the interchange and sociabilization of the experiences and knowledge of both farmers and technicians.
O sistema agroflorestal (SAF) é uma técnica de produção agrícola na qual se combinam espécies arbóreas lenhosas (frutíferas e/ou madeireiras) com cultivos temporários, de ciclo anual. Os SAFs têm a capacidade de, ao longo do seu manejo, tornar produtivas áreas degradadas, melhorando seu uso produtivo e ecológico. Tem-se então uma importante ferramenta, apropriada para agricultores familiares, como base para programas públicos de combate à pobreza rural, segurança alimentar, conservação de recursos naturais e educação ambiental. Na região do Alto Vale do Jequitinhonha, a prática do SAF foi proposta pelo Centro de Agricultura Alternativa Vicente Nica, CAV, buscando a recuperação das áreas intensamente exploradas e degradadas, conhecidas no local como peladores, a fim de reconvertê-las em áreas produtivas. O SAF, além de seus ganhos nos aspectos ambientais e econômicos, constitui-se como um espaço de inovação técnica para a família e para a comunidade. Nesse sentido, foram avaliadas as suas possibilidades de irradiar efeitos inovadores dentro da comunidade, tanto da perspectiva do agricultor praticante de SAF como da perspectiva dos agricultores não praticantes de SAFs, mas que vivem na mesma comunidade: em que medida o SAF consegue estabelecer diálogos, exemplificar, potencializar programas de trabalho associados à inovação ou à conservação ambiental? Buscou-se também investigar em que medida o acúmulo de experiências vivenciadas por agricultores monitores de SAF apresenta potencial de influenciar programas públicos locais, e para construir novas parcerias com as redes de organizações dos municípios que fazem parte. A pesquisa foi realizada em sete comunidades rurais dos municípios de Turmalina, Minas Novas, Chapada do Norte, Veredinha e Leme do Prado, onde houve participação de profissionais e estudantes da Universidade Federal de Lavras (Núcleo de Pesquisa e Apoio à Agricultura Familiar), técnicos do CAV e agricultores familiares (monitores e não monitores do CAV), em oito sistemas agroflorestais de produção. Entre os resultados, destaca-se a inovação na metodologia de trabalho adotada pelo CAV, onde os monitores, com seus saberes e técnicas, são atores de fundamental importância na construção de políticas de desenvolvimento. Os agricultores são os experimentadores das técnicas dos SAFs, opinando e adaptando a técnica às diversas realidades sócio-ambientais das unidades produtivas. Dessa maneira, a apropriação da técnica tornou-se mais eficiente, e os monitores transmitem aos seus pares uma técnica vivenciada, conhecendo em detalhes os benefícios e dificuldades dessa proposta de produção agroecológica. Esse processo de capacitação também dá aos agricultores condições técnicas de propor às agências governamentais ou da sociedade civil organizada, a construção de programas de desenvolvimento baseados na realidade do local. O trabalho com o SAF permitiu a construção de espaços de capacitação de lavradores, de organização comunitária, de reflexão conjunta de novos projetos. Os processos de produção e adaptação de inovações, como o caso do SAF, podem crescer e ganhar eficiência e abrangência, sendo intensificados e enriquecidos pelo apoio do poder público ou por processos de aprendizagem coletiva e/ou de organização, favorecendo o diálogo, o intercâmbio e a socialização das experiências e do conhecimento de agricultores e técnicos.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1942
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Agricultura Familiar, Extensão Rural e Sistemas Agroflorestais.pdf1,37 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback