Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DQI - Departamento de Química >
DQI - Programa de Pós-graduação >
DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1953

Title: Utilização de fibras de piaçava (Attalea funifera) na preparação de carvões ativados
Other Titles: Utilization of piassava fibers (Attalea funifera) for activated carbons preparation
???metadata.dc.creator???: Avelar, Fabiana Ferreira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Bianchi, Maria Lúcia
???metadata.dc.contributor.referee1???: Oliveira, Luiz Carlos Alves de
Martelli, Patrícia Benedini
???metadata.dc.description.concentration???: Agroquímica
Keywords: Carvão ativado
Fibras de piaçava
Adsorção
Contaminantes orgânicos
Metais
Activated carbon
Piassava fibers
Adsorption
Organic contaminants
Metals
???metadata.dc.date.submitted???: 1-Aug-2008
Issue Date: 1-Aug-2014
Citation: AVELAR, F. F. Utilização de fibras de piaçava (Attalea funifera) na preparação de carvões ativados. 2008. vii, 72 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2008.
???metadata.dc.description.resumo???: As fibras de piaçava, resíduo da indústria de vassouras, foram utilizadas como material precursor na preparação de carvões ativados. Foram preparados carvões ativados quimicamente com cloreto de zinco, ácido fosfórico e cloreto férrico e carvões ativados fisicamente com dióxido de carbono e vapor d´água. Os carvões obtidos foram caracterizados por adsorção/dessorção de N¬2 para cálculo da área BET, análise elementar (CHN), análise termogravimétrica (ATG), espectroscopia na região do infravermelho (FTIR) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os materiais foram testados quanto à capacidade de adsorção de contaminantes em meio aquoso: azul de metileno, vermelho reativo, fenol, íon Cr+6, íon Cu+2 e íon Zn+2. Os carvões da piaçava apresentaram alto rendimento e os materiais obtidos por ativação química tiveram maior rendimento que os ativados fisicamente. O CA ZnCl2 foi o que apresentou maior área superficial (1190 m2 g-1) e o CA H3PO4, o maior volume de poros (0,543 cm3 g-1). Pela análise de CHN, verificaram-se, após a pirólise e a ativação da piaçava, o aumento dos teores de carbono e a diminuição dos teores de oxigênio e hidrogênio. A ATG, sob fluxo de N2, mostrou que os CAs da piaçava são estáveis até, aproximadamente, 500°C, com exceção do CA FeCl3, o qual começa a se degradar a 300°C. As micrografias mostraram que as morfologias dos carvões preparados são semelhantes entre si e diferentes do material precursor (piaçava). Os espectros de infravermelho confirmaram a pirólise dos materiais. Os carvões preparados demonstraram ser bons adsorventes dos contaminantes testados. O CA ZnCl2 foi mais eficiente na adsorção do azul de metileno e do Cu+2. O CA H2O foi melhor adsorvente para o vermelho reativo e fenol, enquanto o CA CO2 foi para os íons Cr+6 e Zn+2.
The piassava fibers, piassava broom production waste, were used as a precursor to prepare activated carbons. The activated carbons were prepared by chemical activation with zinc chloride, phosphoric acid and iron chloride and by physical activation with carbon dioxide and water steam. The resulting activated carbons were characterized by N2 adsorption/desorption for calculate the BET surface area, elementary analysis (CHN), thermogravimetric analysis (TGA), infrared spectroscopy (FTIR) and scanning eletronic microscopy (SEM). The adsorption capacity of the materials were tested for water contaminants models: methylene blue, reactive red, phenol, Cr+6, Cu+2 and Zn+2 ions. The activated carbons showed high yield, the materials obtained by chemical activation exhibited higher yield than those obtained by physical activation. The CA ZnCl2 showed the largest surface area (1190 m2 g-1) whereas the CA H3PO4 showed the highest pore volume (0,543 cm3 g-1). The CHN analysis revealed that the contents of carbon were increased whereas the contents of hydrogen and oxygen were decreased after pyrolysis and activation process. The TGA in N2 showed that the activated carbons are stables up to 500°C, except CA FeCl3, which is stable up to 300°C. The SEM images showed that the carbons have similar morphologies, but they are different of the precursor. The infrared spectra showed that the materials were pirolysed. The materials are good adsorbents for the tested contaminants models. The CA ZnCl2 was more efficient in the adsorption of methylene blue and Cu+2 ion. The CA H2O was better adsorbent for reactive red and phenol, while the CA CO2 was better for Cr+6 and Zn+2 ions.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1953
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Utilização de fibras de piaçava (Attalea funifera) na preparação de carvões ativados.pdf642.64 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback