Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1957

Título: Caracterização celular e avaliação de vitamina C e fenóis totais em calos de Passiflora gibertii N. E. Brown
Título Alternativo: Cell characterization and evaluation of vitamin C and total phenolics in callus of Passiflora gibertii N. E. Brown
Autor(es): Artioli, Fabiane Aparecida
Orientador: Paiva, Renato
Coorientador(es): Barbosa, Sandro
Membro da banca: Castro, Ana Hortência Fonseca
Área de concentração: Fisiologia Vegetal
Assunto: Viabilidade celular
Indução de calos
Fenóis totais
Vitamina C
Cell viability
Callus induction
Total phenols
Vitamin C
Data de Defesa: 25-Jun-2010
Data de publicação: 1-Ago-2014
Referência: ARTIOLI, F. A. Caracterização celular e avaliação de vitamina C e fenóis totais em calos de Passiflora gibertii N. E. Brown. 2010. 94 p. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: Considering the variability for resistance to major diseases of passion fruit, medicinal properties and the potential for cell cultures and plant tissues present in the production of bioactive compounds of interest to the pharmaceutical industry, the aim of this study was perform an evaluation of vitamin C and total phenol, as well as a cellular characterization of callus obtained from leaf segments of wild passion fruit Passiflora gibertii. For this, the present work is divided into three stages. The first step consisted of callus induction in leaf segments of P. gibertii using the MS culture media, containing half the concentration of salts, 3% sucrose, 0.6% agar, pH 5.8 and concentrations of Kinetin combined with different concentrations of Picloram. The callus induction was found to be totally dependent on the combination of growth regulators, and in the absence of Picloram in the culture media did not induce callus. In the second stage of the study, the levels of vitamin C and total phenol in leaves and callus of P. gibertii was analyzed, which were obtained from four different concentrations of Kinetin and Picloram in the culture media MS. The leaves showed levels of 127.495 and 708.63 mg 100g-1 of vitamin C and total phenol, respectively. For both compounds tested, the levels were lower in callus, which showed maximum values of vitamin C in the induction period (94.756 mg 100g-1) and total phenol also in the induction period (66.213 mg.100g-1). For total phenol levels, the species Passiflora gibertii was not significant when compared with the production of this compound in other plants. As for the vitamin C content, the species Passiflora gibertii showed efficiency in the production of the vitamin compared with production in other species of passion fruit. In the last chapter, the quantification of cell viability of callus Passiflora gibertii was performed, by testing with 2,3,5-triphenyltetrazolium (TTC) and the fluorescein diacetate (FDA). For the test with the TTC, treatment 1 (4.14 µM of PIC + 0.207 µM of KIN), 49 days after the first subculture, showed maximum viability (100%), while treatment 2 (0.28 µM of PIC + 0.828 µM of KIN) had a maximum viability of 51% 42 after days from the first subculture. In both treatments, the lowest viability were observed in the last two tests. To test for viability with FDA, the first treatment showed a maximum percentage of isodiametric cells equal to 60%, and treatment 2 had a maximum viability of 46%.
Considerando a variabilidade para resistência às principais doenças do maracujazeiro, as propriedades medicinais e o potencial que culturas de células e tecidos vegetais apresentam para a produção de compostos bioativos de interesse para a indústria farmacêutica, o objetivo desse trabalho foi realizar uma avaliação de vitamina C e fenóis totais, bem como caracterizar células de calos obtidos de segmentos foliares do maracujazeiro silvestre Passiflora gibertii. Para isto, o trabalho foi dividido em 3 etapas. A primeira consistiu na indução de calos em segmentos foliares de P. gibertii, utilizando meio de cultura MS, contendo metade das concentrações de seus sais, 3% de sacarose, 0,6% de ágar, pH 5,8; com concentrações de Cinetina combinadas com diferentes concentrações de Picloram. A indução de calos mostrou-se fortemente dependente da combinação dos reguladores de crescimento, sendo que sob a ausência do Picloram no meio de cultivo não houve indução de calos. Na segunda etapa foram analisados os teores de vitamina C e fenóis totais na folhas e nos calos de P. gibertii, sendo estes obtidos de quatro diferentes concentrações de Cinetina e Picloram no meio de cultivo MS. As folhas apresentaram teores de 127,495 e 708,63 mg 100g-1 de vitamina C e fenóis, respectivamente. Para ambos os compostos analisados, os teores foram menores nos calos, os quais apresentaram valores máximos de vitamina C (94,756 mg 100g-1) e de fenóis totais (66,213 mg 100g-1) no período de indução. Para os teores de fenóis totais, Passiflora gibertii não se destacou quando comparada com a produção desse composto em outras plantas. Já para os teores de vitamina C, P. gibertii, mostrou eficiência na produção dessa substância quando comparada com a produção em outras espécies de maracujá. Na terceira etapa foi feita a quantificação da viabilidade celular dos calos de P. gibertii, pelos testes com o cloreto de 2,3,5-trifeniltetrazólio (CTT) e com o diacetato de fluoresceína (FDA). Para o teste com o CTT, o tratamento 1 (4,14 µM de PIC + 0,207 µM de CIN), após 49 dias do primeiro subcultivo, apresentou viabilidade máxima (100%), já o tratamento 2 (0,28 µM de PIC + 0,828 µM de CIN) apresentou 51% de viabilidade máxima após 42 dias do primeiro subcultivo. Em ambos tratamentos, as menores viabilidades foram observadas nas duas últimas análises. Para o teste de viabilidade com FDA, o tratamento 1 apresentou uma porcentagem máxima de células isodiamétricas (60%), e o tratamento 2 apresentou uma viabilidade máxima de 46%.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1957
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Caracterização celular e avaliação de vitamina C e fenóis totais em calos de Passiflora gibertii N. E. Brown.pdf1,83 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback