Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1975

Title: Aspectos da germinação, armazenamento de sementes, crescimento inicial e anatomia de plantas jovens de Calophyllum brasiliense Cambess
Other Titles: Aspects of germination, storage of seeds, initial growth and anatomy of young plants of Calophyllum brasiliense Cambess
???metadata.dc.creator???: Nery, Fernanda Carlota
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Alvarenga, Amauri Alves de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Alves, Eduardo
Guimarães, Renato Mendes
???metadata.dc.description.concentration???: Fisiologia Vegetal
Keywords: Calophyllum brasiliense
Germinação
Anatomia
Crescimento
Sombreamento
Germination
Storage
Anatomy
Growth
Shading
???metadata.dc.date.submitted???: 24-Feb-2006
Issue Date: 1-Aug-2014
Citation: NERY, F. C. Aspectos da germinação, armazenamento de sementes, crescimento inicial e anatomia de plantas jovens de Calophyllum brasiliense Cambess. 2006. ii, 173 p. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006
???metadata.dc.description.resumo???: Com a crescente demanda por informações sobre espécies com potencial para serem implantadas em ambientes degradados, torna-se fundamental o conhecimento fisiológico da germinação e a performance da espécie frente às condições ecofisiológicas, particularmente no que se refere aos diferentes níveis de irradiância sobre o desenvolvimento inicial e suas características anatômicas foliares. Objetivou-se, com esta pesquisa, avaliar os aspectos da germinação e armazenamento de sementes em diferentes graus de umidade, embalagens e condições de armazenamento e o efeito de diferentes níveis de sombreamento sobre o crescimento inicial e anatomia foliar em plantas jovens de Calophyllum brasiliense. As sementes contêm, em sua composição química, alto teor de extrato etéreo, sendo a presença de lipídeos confirmada por testes histoquímicos. A germinação das sementes é do tipo hipógea e a plântula criptocotiledonar. O endocarpo constitui impedimento à absorção de água pela semente. A maior percentagem de germinabilidade das sementes foi a 30ºC e 30ºC/20ºC e maior índice de velocidade de germinação (IVG) também a 30ºC. Sementes incubadas a 10ºC, 15ºC e 40ºC não germinaram. Menores valores de tempo médio de germinação foram obtidos para as sementes germinadas a 30ºC, 30ºC/20ºC e 35ºC. Não foram verificadas diferenças significativas quanto à germinabilidade de sementes com e sem tegumento, porém, o tegumento reduziu a velocidade de germinação. Quanto à secagem das sementes, a redução do grau de umidade de 46,4% a 28,18% não afetou a germinabilidade. O grau de umidade crítico foi de 20,9%, demonstrando que as sementes de Calophyllum brasiliense são sensíveis à dessecação. O acondicionamento das sementes em saco de polietileno e armazenamento em câmara fria (8ºC/45%UR) foi a melhor condição para a conservação das sementes, mantendo essas viáveis por um período de nove meses. O melhor desempenho vegetativo das mudas de Calophyllum brasiliense ocorreu em 30% e 50% de sombreamento. A condição de pleno sol não deve ser recomendada para a formação de mudas. Características anatômicas evidenciam que a espécie desenvolve pouca plasticidade anatômica em relação aos diferentes níveis de sombreamento estudados.
There is a growing demand for information related with plants showing potencial to be used in degraded environment, it is important to understand the physiological aspects of germination and the specie perfomance in relation to ecophysiological conditions, mainly in the different levels of irradiance on initial development and their leaf anatomical characteristics. This paper aimed to evaluate the aspects of germination and the seed storage in different moisture contents, package and storage conditions and the effect of different levels of shading on initial gorwth and leaf anatomy in young plant of Calophyllum brasiliense. The seeds contain, in its chemical composition, high level of etereal extract, being the presence of lipids confirmed by histochemical test. The seed germination is hipogea and the plantlet is criptocotyledon. The endocarp has a hinder to water absorption by seed. The higher seed germination rate was 30ºC and 30ºC/20ºC and the higher index of germination speed (IVG) was also at 30ºC. Seeds incubated at 10ºC, 15ºC and 40ºC did not germinate. The louest values of mean time of germination were obtained by seeds germinated at 30ºC, 30ºC/20ºC and 35ºC. There were not verified significative differences in relation to germination of seeds with or without tegument, altough the tegument reduced the speed of germination. Considering the seed drying, the reduction in moisture content from 46,4% to 28,18% did not affect germination. The critical moisture content was 20,9%, showing that seeds of Calophyllum brasiliense are sensitive to dessecation. When seed were stored in polyetilene bags and cold room (8ºC/45%RH) was the best condition for seed conservation keeping these ones viable for a period of nine months. The best vegetative perfomance of Calophyllum brasiliense plantlet occurred in 30% and 50% of shading. The full sunlight conditon can not be recommended to plantlets. Anatomical characteristics showed that specie developed a low anatomical plasticity in relation to different levels of studied shading.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1975
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Aspectos da germinação, armazenamento de sementes, crescimento inicial e anatomia de plantas jovens de Calophyllum brasiliense Cambess.pdf1.8 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback