Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DQI - Departamento de Química >
DQI - Programa de Pós-graduação >
DQI - Agroquímica - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1983

Title: Caracterização química, eficácia e toxicidade do pó comercial de Hoodia gordonii (Apocinaceae) utilizado no tratamento da obesidade
Other Titles: Chemical characterization, efficacy and toxicity of Hoodia gordonii commercial powder (Apocinaceae) used in the treatment of obesity
???metadata.dc.creator???: Pereira, Chrystian Araújo
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Corrêa, Angelita Duarte
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ramalho, Teodorico de Castro
Pinto, Luciana de Matos Alves
Sousa, Raimundo Vicente de
Paula, Ana Cardoso Clemente Filha Ferreira de
???metadata.dc.description.concentration???: Agroquímica e Agrobioquímica
Keywords: Plantas medicinais
Constituinte químico
Inibição de glicosidase
Moderadores de apetite
Redutor de peso
Medicinal plants
Chemical constituent
Glycosidase inhibition
Appetite suppressants
Weight reducer
???metadata.dc.date.submitted???: 17-May-2010
Issue Date: 1-Aug-2014
Citation: PEREIRA, C. A. Caracterização química, eficácia e toxicidade do pó comercial de Hoodia gordonii (Apocinaceae) utilizado no tratamento da obesidade. 2010. 114 p. Tese (Doutorado em Agroquímica)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: A obesidade alcançou proporções epidêmicas globais, com mais de um bilhão de adultos com excesso de peso, dos quais, 300 milhões apresentam obesidade clínica. No Brasil as taxas de obesidade correspondem a 13% da população, colocando o país no 6o lugar no ranking mundial. Diversos medicamentos são utilizados no tratamento, destacando-se os fitoterápicos devido ao fácil acesso, baixo custo, não exigência de prescrição médica e crença na ausência de efeitos prejudiciais. Nesse contexto ganhou notoriedade a Hoodia gordonii, planta nativa do sul do continente africano com ação inibidora do apetite e da sede atribuída ao glicosídeo ativo P57, porém ainda carente de estudos científicos. Portanto, objetivou-se neste trabalho realizar a caracterização química detalhada e ensaios biológicos utilizando duas amostras do pó comercial de H. gordonii para buscar elucidações a respeito da sua constituição, eficácia, segurança e mecanismo de ação, ainda pouco estudados. Foram determinados os constituintes químicos, realizados ensaios de inibição de enzimas digestivas, análises por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e ensaios biológicos para avaliação da atividade farmacológica e toxicidade do pó comercial de H. gordonii. Os resultados mostraram altos teores de amido sugerindo a possibilidade de adulteração, baixos níveis de polifenóis e nitratos, insuficientes para não recomendação do uso e ausência de ácido oxálico, lectinas e saponinas. Os ensaios de inibição enzimática demonstraram atividade somente para α e β glicosisades, indicando por sua vez que as mesmas podem ter participação nos propostos efeitos de emagrecimento, até então atribuídos somente ao glicosídeo ativo P57. Os ensaios biológicos com ratos submetidos ao tratamento durante 28 dias indicaram que doses equivalentes a 20 vezes aquelas recomendadas para humanos são incapazes de promover inibição do apetite e da sede, perda de peso, alterações de parâmetros sanguíneos ou quaisquer efeitos tóxicos. Finalmente as análises por CLAE revelaram que as amostras analisadas apresentam o glicosídeo ativo P57 em sua constituição, atestando a presença de espécies do gênero Hoodia, sem contudo, excluir a possibilidade de adulteração dos pós com outras espécies ou mesmo amido. No entanto, os níveis encontrados estão abaixo do limite de quantificação e considerados insuficientes para exercer os propostos efeitos de inibição do apetite e da sede nas doses recomendadas para humanos e até mesmo em doses 20 vezes maiores como observado nos ensaios biológicos. Conclui-se portanto, a necessidade de implantação de procedimentos de padronização, fiscalização e controle de produtos a base de H. gordonii antes que os mesmos possam ser novamente liberados para o consumo humano. Tais procedimentos devem visar a certificação da autenticidade, a determinação dos teores de glicosídeo ativo P57 e principalmente a padronização das doses efetivas a serem utilizadas.
Obesity has reached epidemic proportions globally, with more than one billion adults are overweight, of who 300 million are clinically obese. In Brazil obesity rates correspond to 13% of the population, putting the country on 6th place in the world ranking. Several drugs are used in treatment, especially herbal medicines due to their easy availability, low cost, not requiring a prescription and belief in the absence of harmful effects. In this context notoriety to Hoodia gordonii, a plant native to southern Africa with inhibiting appetite and thirst attributed to the active glycoside P57, but still lacking in scientific studies. Therefore, this study aimed to perform detailed chemical and biological assays using two samples of commercial powder H. gordonii to seek clarifications about its creation, effectiveness, safety and mechanism of action, still poorly studied. Chemical constituents were determined, following tests of inhibition of digestive enzymes, analysis by high performance liquid chromatography (HPLC) and biological assays to evaluate the pharmacological activity and toxicity of commercial powder H. gordonii. The results showed high levels of starch, suggesting the possibility of tampering, low levels of polyphenols and nitrates, enough to not recommend the use and absence of oxalic acid, lectins and saponins. The enzyme inhibition tests showed activity only for α and β glycosisades, indicating in turn that they can have participation in the proposed effects of weight loss, so far attributed only to the active glycoside P57. The biological tests with rats subjected to treatment for 28 days, indicate that doses equivalent to 20 times those recommended for humans are unable to promote inhibition of appetite and thirst, weight loss, changes in blood parameters or any toxic effects. Finally the analyses for HPLC had disclosed that the analyzed samples present the active glycoside P57 in its constitution, certifying the presence of species of the Hoodia sort, without however, to exclude the possibility of adulteration of the ones after with other species or same starch. However, the levels found were below the limit of quantification and deemed insufficient to carry the proposed effects of inhibition of appetite and thirst in recommended doses for humans and even in doses 20 times higher as observed in biological assays. It is therefore the need to implement procedures for standardization, monitoring and control products based on H. gordonii before they can be re-released for human consumption. Such procedures shall seek certification of authenticity, determining the levels of active glycoside P57 and particularly the standardization of effective doses to be used.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1983
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DQI - Agroquímica - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Caracterização química, eficácia e toxicidade do pó comercial de Hoodia gordonii (Apocinaceae) utilizado no tratamento da obesidade.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback