Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2002

Título: Eficácia in vitro de florfenicol e biciclomicina para bactérias patogênicas de peixes de água doce
Título Alternativo: In vitro efficacy of florfenicol e bicyclomycin to pathogenic bacteria from freshwater fish
Autor(es): Godoy, Daniela Tupy de
Orientador: Figueiredo, Henrique César Pereira
Membro da banca: Hirsch, Christian
Garcia, Adriana Mello
Lage, Andrey Pereira
Cardoso, Patrícia Gomes
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Assunto: Florfenicol
Biciclomicina
Concentração inibitória mínima
Aeromonas móveis
Streptococcus agalactiae.
Florfenicol
Bicyclomycin
Fish
Motile aeromonads
Streptococcus agalactiae
Minimum inhibitory concentration.
Data de Defesa: 25-Ago-2006
Data de publicação: 1-Ago-2014
Referência: GODOY, D. T. de. Eficácia in vitro de florfenicol e biciclomicina para bactérias patogênicas de peixes de água doce. 2006. 47 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
Resumo: Dentre os patógenos que acometem as pisciculturas no Brasil, destacam-se as aeromonas móveis e o Streptococcus agalactiae. Responsáveis por surtos de septicemia e encefalite, respectivamente, levam a altas taxas de mortalidade e a antibioticoterapia é a principal forma de controle. O objetivo deste trabalho foi determinar a concentração inibitória mínima (MIC) de florfenicol (FLO) e biciclomicina (BCM) para aeromonas móveis isoladas de peixes e água de cultivo, e S. agalactiae isolados de peixes, oriundos de diferentes estados brasileiros. Foram utilizadas 118 amostras de aeromonas móveis e 27 de S. agalactiae. A metodologia utilizada para determinação do MIC foi a microdiluição em caldo, de acordo com "Method for Broth Dilution Susceptibility Testing of Bacteria Isolated from Aquatic Animals", estabelecido pelo Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI, 2006). Os testes foram incubados a 28ºC e foram utilizadas diluições seriadas de base dois para os antibióticos florfenicol variando de 0,06 a 64mg mL-1 e biciclomicina variando de 0,195 a a 200mg mL-1. As amostras foram classificadas como susceptíveis ou resistentes, de acordo com o padrão de distribuição modal dos valores de MIC. Para S. agalactiae os valores de MIC para florfenicol e biciclomicina variaram de 1mg mL-1 a 16 mg mL-1 e 3,12 mg mL-1 a 12,5 mg mL-1, respectivamente. Uma distribuição unimodal dos resultados de MIC foi observada em ambos os casos e todas as amostras foram classificadas como susceptíveis a BCM e ao FLO. Para aeromonas móveis, 100% das amostras foram susceptíveis ao florfenicol (0,5 < MIC > 16 mg mL-1) e à biciclomicina (0,78-100 mg mL-1). Com relação à fonte das amostras, caso clínico ou água de cultivo, apenas as amostras de água de cultivo apresentaram padrão bimodal de distribuição dos resultados para biciclomicina, caracterizando a existência de uma população sensível (MIC < 6,25 mg mL-1) ao antibiótico e outra resistente (MIC > 50mg mL-1). O florfenicol e a biciclomicina apresentaram alta eficácia in vitro contra aeromonas móveis e S. agalactiae.
The Streptococcus agalactiae and the motile aeromonads are major pathogens for several tropical fish species, causing encephalitis and septicemia outbreaks, respectively, with high mortality in intensive culture systems. The use of antibiotic is the main control measure. The objective of this work was to determine the minimum inhibitory concentration (MIC) of florfenicol (FLO) and bicyclomycin (BCM) for motile aeromonads isolated of diseased fish and pond water, and S. agalactiae isolated from fish. One hundred eighteen strains of motile aeromonads and 27 strains of S. agalactiae were selected from different Brazilian states. The methodology used for determination of the MIC was the microdilution in broth, in accordance with "Method for Broth Dilution Susceptibility Testing of Bacteria Isolated from Aquatic Animals", established for the Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI, 2006). All test were carried out with an incubation temperature of 28ºC and serial two-fold dilution of florfenicol (0,06 - 64 mg mL-1) and bicyclomycin (0,195 - 200mg mL-1) were used. All strains were classified as susceptible or resistant according to the profile of data distribution (continuous or modal). To S. agalactiae, the MIC values to FLO ranged from 1 mg mL-1 to 16 mg mL-1 and to BCM from 3.12 mg mL-1 to 12.5 mg mL-1. In both cases it was observed the distribution of values in one cluster and all strains analyzed were classified as susceptible to FLO and BCM. To motile aeromonads, the MIC values to FLO ranged from 0.5 mg mL-1 to 16 mg mL-1 and to BCM from 0.78 mg mL-1 to 100 mg mL-1. To the both antibiotics the MIC values presented a continuous distribution. In the motile aeromonads isolated from pond water it was observed a bimodal profile for MIC values of BCM, characterizing a susceptible population (MIC < 6.25 mg mL-1) and other resistant (MIC > 50 mg mL-1) to the antibiotic. Both antibiotics presented a high effectivity in vitro against motile aeromonads and S. agalactiae strains.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2002
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Eficácia in vitro de florfenicol e biciclomicina para bactérias patogênicas de peixes de água doce.pdf199,43 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback