Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2018
Título: Desenvolvimento de materiais adsorventes de óleos a partir de resíduos da agroindústria e sua aplicação na ração de aves
Título(s) alternativo(s): Development of oil adsorptive materials from agricultural industry waste and its application on birds diet
Autor : Oliveira, Lílian Karla de
Primeiro orientador: Bianchi, Maria Lúcia
Primeiro membro da banca: Bertechini, Antônio Gilberto
Fassani, Édison José
Freitas, Matheus Puggina de
Área de concentração: Agroquímica
Palavras-chave: Resíduos agroindustriais
Modificação química
Ração para aves
Agroindustrial waste
Chemical modification
Feed for birds
Data da publicação: 1-Ago-2014
Referência: OLIVEIRA, L. K. de. Desenvolvimento de materiais adsorventes de óleos a partir de resíduos da agroindústria e sua aplicação na ração de aves. 2009. 74 p. Dissertação (Mestrado em Agroquímica)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: Preocupações ambientais têm levado ao aumento da procura por materiais renováveis para aplicações de interesse ambiental. Neste sentido, o uso de materiais lignocelulósicos tem sido fonte de grande parte de pesquisas, pois além de apresentarem baixo custo e estarem disponíveis em grande quantidade, são biodegradáveis. No entanto, estes materiais são hidrofílicos, propriedade que lhes confere instabilidade, não sendo possível armazená-los por muito tempo. O objetivo deste trabalho foi modificar quimicamente os materiais lignocelulósicos, visando à obtenção de um produto mais hidrofóbico, testá-lo quanto ao seu poder adsorvente de óleo e utilizá-lo em formulações de rações para aves. Foram utilizados resíduos da colheita da mamona (talos, galhos, caule), da palha de feijão e do beneficiamento do café (pergaminho). Os materiais foram analisados quanto a sua composição químico-bromatológica e, posteriormente, esterificados com anidrido acético usando diferentes concentrações de N-bromossuccinimida, à temperatura de 120°C por 4 horas. A análise dos resíduos mostrou altos teores de fibras (celulose, lignina e hemiceluloses) e quantidades diferenciadas de cinzas e extrativos. A esterificação provocou um ganho de massa em todas as amostras. Espectros na região do infravermelho mostraram sinais referentes a grupos ésteres, evidenciando a troca de grupos OH por grupos acetila. A análise termogravimétrica mostrou maior estabilidade térmica dos materiais modificados. Em todas as análises foi observado que o aumento na quantidade de catalisador não afeta significativamente a taxa de acetilação dos materiais. Nos testes de adsorção de óleo verifica-se um aumento significativo na retenção de óleo dos materiais modificados, comprovando a hidrofobização. O material acetilado e com certa quantidade de óleo adsorvida foi chamado de OSoL (óleo sólido) e adicionado em rações para aves, substituindo o óleo de soja. Nos ensaios metabólicos foi adotado o método de alimentação forçada. Posteriormente, foi realizada a determinação dos valores de EMV, EMVn, CDMS, CDPB e CMEB. Os resultados foram submetidos à análise estatística sendo comparados pelo teste de Tukey e contrastes ortogonais a 5% de probabilidade. Os tratamentos mostraram-se semelhantes estatisticamente, sendo, portanto, viável a inclusão do OSoL nas rações animais.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2018
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DQI - Agroquímica - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.