Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2032

Title: Perfil antropométrico de operadores e avaliação ergonômica de colhedoras de cana-de-açúcar
Other Titles: Antropometric profile of workers and ergonomic evaluation of sugar-cane harvesters
???metadata.dc.creator???: Silva, Carla Bento da
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Andrade, Luiz Antônio de Bastos
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Volpato, Carlos Eduardo Silva
???metadata.dc.contributor.referee1???: Botrel, Élberis Pereira
Landell, Marcos Guimarães de Andrade
Barbosa, Jackson Antônio
???metadata.dc.description.concentration???: Fitotecnia
Keywords: Ergonomia
Colheita mecânica
Saccharum spp.
Ergonomics
Mechanical harvesting
???metadata.dc.date.submitted???: 1-Oct-2007
Issue Date: 1-Aug-2014
Citation: SILVA, C. B. da. Perfil antropométrico de operadores e avaliação ergonômica de colhedoras de cana-de-açúcar. 2007. 81 p. Tese (Doutorado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
???metadata.dc.description.resumo???: A colheita mecanizada da cana-de-açúcar tem se intensificado nos últimos anos, em face dos aumentos de custos da colheita manual e da necessidade da diminuição das queimadas. Este trabalho teve como objetivo realizar uma avaliação ergonômica de três colhedoras de cana-de-açúcar, enfocando também o perfil dos operadores. Os dados foram coletados em uma usina de cana-de-açúcar localizada no município de Barra Bonita, estado de São Paulo, em janeiro de 2007. O perfil dos trabalhadores foi avaliado por meio de medidas antropométricas de peso e estatura de 70 indivíduos, que serviram para a determinação do IMC. A avaliação ergonômica das colhedoras foi realizada segundo as diretrizes contidas no manual de classificação ergonômica "Ergonomic guidelines for forest machines" (Skogforsk, 1999), que classifica as máquinas em cinco classes distintas (A, B, C, D e 0). Essa classificação foi transformada em critério numérico para permitir uma melhor avaliação. Em relação ao perfil dos trabalhadores, verificou-se que 40 operadores (57,1%) mostravam-se com sobrepeso e 15 operadores (21,5%) apresentavam-se obesos. Na avaliação ergonômica, a colhedora I apresentou as melhores condições de trabalho, sendo classificada como B, enquanto a II e a III foram enquadradas na classe C, ou seja, com condições inferiores. A avaliação pelo critério numérico também indicou melhor desempenho da colhedora "I", entretanto, a análise estatística evidenciou diferença não-significativa entre as colhedoras "I"e "III" e entre as colhedoras "II" e "III". A avaliação ergonômica das três máquinas estudadas evidenciou a necessidade de se promover um ajustamento das condições do espaço de trabalho ao operador brasileiro, uma vez que a maioria das máquinas utilizadas para a colheita de cana-de-açúcar é de fabricação estrangeira, portanto, direcionadas a operadores de compleição física diferente dos brasileiros. Assim, os comandos das máquinas exigem mais esforço dos operadores nacionais, o que pode resultar em menor rendimento nas operações de colheita.
The mechanical harvesting of sugar cane has intensified in last few years, due to manual harvesting costs increase and the necessity of burning decrease. This work had as general objective to conduct an ergonomic evaluation of machines used to harvest sugarcane and the profile of the workers in this activity. The research was carried out at a plant of sugar production in Barra Bonita, state of Sao Paulo, in January 2007. The workers´ profile was evaluated through antropometric measures of weight and height of 70 individuals to determine the BMI (Body Mass Index). The ergonomic evaluation was accomplished according to the recommendations of the ergonomic classification manual "Ergonomic guidelines for forest machines" (Skogforsk, 1999), which classifies the machines into five distinct classes (A, B, C, D and 0). This classification was further converted to numeric values so as to permit a better evaluation. Concerning the workers´ profile, it was seen that 2 (2.8%) presented underweight, 13 (18.6%) had normal BMI, 40 (57.1%) were overweight and 15 (21.5%) evidenced obesity. In the ergonomic evaluation, the machine I demonstrated the best conditions for working, being classified as B. The others (II and III) presented less working conditions, being both classified as C. The classification by the numeric criterion also indicated a better performance of the machine "I". However the statistical analysis indicated non-significant difference between machines "I" and "III" and "II" and "III". The general conclusion of this study was that there is a need to adjust the conditions of the working space of these machines to the Brazilian workers. This is due to the fact that these are imported machines and designed to fit workers of better physical profiles than those here considered. Therefore, the control of the machines requires greater efforts, resulting in less yield in the harvesting operations.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2032
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Perfil antropométrico de operadores e avaliação ergonômica de colhedoras de cana-de-açúcar.pdf264.18 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback