Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2039

Título: Biologia reprodutiva de Tibouchina heteromalla Cogn. (Melastomataceae) e Ocimum selloi Benth. (Lamiaceae)
Autor(es): Campos, Caroline Cambraia Furtado
Orientador: Borém, Rosângela Alves Tristão
Coorientador(es): Mansanares, Mariana Esteves
Membro da banca: Faria, José Márcio Rocha
Vieira, Milene Faria
Área de concentração: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agroecossistemas
Assunto: Sistema reprodutor
Autógamas
Alógamas
Conservação
Polinização
Reproductive system
Autogamous
Outcrossing plants
Conservation
Pollination
Data de Defesa: 27-Set-2010
Data de publicação: 2-Ago-2014
Referência: CAMPOS, C. C. F. Biologia reprodutiva de Tibouchina heteromalla Cogn. (Melastomataceae) e Ocimum selloi Benth (Lamiaceae). 2010. 83 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2010.
Resumo: O Brasil possui, aproximadamente, 23% das espécies vegetais existentes no planeta, apresentando, portanto, uma das maiores biodiversidade vegetal da Terra. No entanto, uma parte ínfima dessas plantas foi estudada, principalmente, ao que se refere ao sistema reprodutivo. O conhecimento da biologia reprodutiva (biologia floral e mecanismos reprodutivos da espécie) é essencial para o desenvolvimento de programas de melhoramento genético, compreensão do processo de domesticação e manejo sustentável, diminuindo o impacto negativo do extrativismo predatório. No intuito de elucidar algumas questões ecológicas das espécies que ocorrem em áreas de grande pressão antrópica, e ainda pouco estudadas, buscou-se entender os mecanismos reprodutivos: morfologia floral, abertura das floras, receptividade estigmática, viabilidade polínica, o sistema reprodutivo, produção de frutos e sementes, germinação das sementes e principais polinizadores das espécies, Tibouchina heteromalla Cogn. e Ocimum selloi Benth.. T. hetromalla foi estudada e coletada em campo rupestre no Parque Florestal Quedas do Rio Bonito, enquanto O. selloi foi cultivado em canteiros no Horto de Plantas Medicinais "Ervas e Matos" transplantados de populações coletadas em cerrados localizados na Cidade de Lavras e Luminárias. O estigma se encontrou receptivo após a antese para T. heteromalla e na pré-antese para O. selloi. A viabilidade polínica para T. heteromalla foi de 90% enquanto que para O. selloi foi de 97%. Tanto Tibouchina heteromalla quanto O. selloi apresentaram um sistema misto de reprodução e foram classificadas como autocompatíveis. A germinação se deu ao 6° dia em T. heteromalla e ao 7° dia em Ocimum selloi obtendo, respectivamente, uma média de 56% e 66% de sementes germinadas. Em T. heteromalla a polinização cruzada apresentou uma maior geminação (81%) em relação à autopolinização (20%). No entanto, O. selloi apresentou resultados contrários, sendo a autopolinização espontânea (75%) mais eficiente no processo germinativo do que a polinização cruzada espontânea (36,6). Em ambas espécies foram encontradas formigas forrageando que muito raramente chegam às flores. Os polinizadores foram Xylocopa brasilianorum (T. heteromalla) e Apis mellifera (O.selloi). Os recursos alimentares oferidos por T. heteromala são: grão de pólen, tricomas glandulares e os estames, enquanto que em O. selloi são: grãos de pólen e néctar.
Brazil has approximately 23% of plant species on the planet, and so presents one of the greatest plant biodiversity on Earth. However, a tiny proportion of these plants has been studied mainly in relation to the reproductive system. The knowledge of reproductive biology (floral biology and reproductive mechanisms of species) is essential for the development of breeding programs, understanding the process of domestication and sustainable management, reducing the negative impact of predatory extraction. To clarify some issues of ecological species that occur in areas of high human pressure and yet, few studies tried to understand the reproductive mechanisms: floral morphology, opening of floras, stigmatic receptivity, pollen viability, reproductive system, production of fruit and seeds seed germination and main pollinator species, Tibouchina heteromalla Cogn. and Ocimum selloi Benth .. T. hetromalla was studied and collected in rocky fields in the Parque Floretal Quedas do Rio Bonito, while O. selloi was grown in beds in the Garden of Medicinal Plants "Herbs and Matos" transplant of populations collected in savannas located in the city of Lavras and Luminaires. The stigma is receptive found after anthesis T. heteromalla and pre-anthesis O. selloi. Pollen viability for T. heteromalla was 90% while O. selloi was 97%. As far as Tibouchina heteromalla, O. selloi showed a mixed mating system and were classified as self-compatible. Germination took the 6th day on T. heteromalla and 7th day respectively in Ocimum selloi getting an average of 56% and 66% of seeds germinated. In T. heteromalla presented cross-pollination increased twinning (81%) compared to autopolinzação (20%). However, O. selloi presented contrary results being spontaneous self-pa (75%) more efficient in the germination process than the spontaneous cross-pollination (36.6). In both species were found foraging ants that come very rarely the flowers. Pollinators were Xylocopa brasilianorum (T. heteromalla) and Apis mellifera (O.selloi). Food resources by offering T. heteromala are: pollen, glandular and stamens, whereas in O. selloi are: pollen and nectar.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2039
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Biologia reprodutiva de Tibouchina heteromalla Cogn. (Melastomataceae) e Ocimum selloi Benth. (Lamiaceae).pdf665,32 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback