Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2060

Title: Padrões florísticos e estruturais da comunidade arbustivo- arbórea de bordas naturais em matas de galeria no Alto Rio Grande, MG
Other Titles: Floristic and structural patterns of the community of shrubs and trees in natural edges of gallery forests in the Alto Rio Grande region, Minas Gerais State
???metadata.dc.creator???: Coelho, Gabriela Aparecida de Oliveira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Van Den Berg, Eduardo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ramos, Flávio Nunes
Louzada, Júlio Neil Cassa
???metadata.dc.description.concentration???: Ecologia e Conservação de Recursos em Paisagens Fragmentadas e Agroecossistemas
Keywords: Fragmentação florestal
Floresta de galeria
Efeitos de borda
Ecótone
Forest fragmentation
Gallery forest
Edge effects
???metadata.dc.date.submitted???: 24-Feb-2011
Issue Date: 2-Aug-2014
Citation: COELHO, G. A. de O. Padrões florísticos e estruturais da comunidade arbustivo-arbórea de bordas naturais em matas de galeria no Alto Rio Grande, MG. 2011. 161 p. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
???metadata.dc.description.resumo???: Foram estudados os padrões florísticos e estruturais da comunidade arbustivo-arbórea de bordas de matas de galeria na Região do Alto Rio Grande, sul de Minas Gerais. Foram estudadas dez áreas, sendo alocadas três parcelas de 15 x 20 m em cada área. Nas parcelas, foram amostrados todos os indivíduos com DAP (diâmetro à altura do peito) ≥ 1,0 cm, dos quais foram medidos o DAP, altura e a distância do seu ponto de enraizamento a dois vértices das parcelas. Para a caracterização das variáveis ambientais, foram realizados levantamentos topográficos e coletas de solo superficial (0-20 cm). Foram calculados os parâmetros fitossociológicos para cada espécie e as mais abundantes foram classificadas em grupos ecológicos. Para análise da estrutura diamétrica e de altura, foram confeccionados histogramas de distribuição em classes. Foram registrados no total 7191 indivíduos, distribuídos em 242 espécies, 126 gêneros e 60 famílias. A riqueza de espécies total foi elevada e houve diferenças significativas na riqueza entre as áreas. O Índice de Similaridade de Sørensen indicou uma baixa similaridade florística entre as áreas, que se mostrou negativamente correlacionada com a distância geográfica entre elas. A Distância Euclidiana não apontou a formação de grupos bem definidos, indicando que as áreas não formam sub-grupos distintos e interpretáveis. A Análise de Correspondência Retificada (DCA) separou claramente as parcelas de cada área, indicando que cada área tem uma composição de espécies própria. A Análise de Correspondência Canônica (CCA) mostrou que a declividade média, máximo desnível, fósforo, matéria orgânica, magnésio e soma de bases foram, entre as variáveis analisadas, as mais fortemente correlacionadas à distribuição das espécies. Das espécies analisadas, 25,71% pertence ao grupo das pioneiras, 57,14% ao grupo das clímax exigente de luz e apenas 17,14% pertence ao grupo das clímax tolerantes à sombra. Foram encontradas fortes relações positivas entre a distância do limite superior das parcelas e a frequência de indivíduos de maiores alturas (R²=0,93) e DAP (R²=0,96). Já a distância do limite superior das parcelas e a área potencialmente ocupada pelos indivíduos foram fracamente correlacionadas (R²=0,07). A densidade total foi de 12025 ind.ha-1 e a área basal de 25,62 m².ha-1. Os valores de densidade e área basal foram altos em todas as áreas, porém houve diferenças significativas entre eles (F = 9,5750; p = 0,00002 e F = 3,9695; p = 0,00491 para densidade e área basal, respectivamente). O teste χ² também indicou diferenças na distribuição dos diâmetros e alturas entre as áreas, mas em todas elas a maioria dos indivíduos se concentrou nas menores classes de altura e DAP.
Floristic and structural patterns of shrubs and trees present in the edges of gallery forests in the Alto Rio Grande region, southern Minas Gerais were studied. Ten sites were established each containing three plots (15 x 20m). Within each plot all individuals with DBH (diameter at breast height) ≥ 1,0 cm were sampled and the DBH, height, and the distance from the individual´s rooting point to the plot´s vertices (two vertices were used) were measured. To characterize the environmental data, topographic data and samples of the superficial soil (0-20 cm) were obtained. The phytosociological parameters were measured for each species, and the most abundant were classified by ecologic group. Class distribution histograms were used in the analysis of height and diameter structure. A total of 7191 individuals were registered, comprising 242 species from 126 genera and 60 families. The total richness was high and there were significant differences of richness between areas. The Sørensen Similarity Index indicated a low floristic similarity between the areas, which was negatively correlated with the geographic distance between them. The Euclidean distance did not show the formation of well defined groups, indicating that the areas do not form distinct sub-groups that could be analyzed. The Detrended Correspondence Analysis (DCA) clearly separated the parcels in each area, indicating that each area has its own composition of species. The Cannonic Correspondence Analysis (CCA) showed that the mean declivity, maximum topographic uneveness, phosphorous, organic matter, magnesium and the sum of bases were, among the variables analyzed, the most strongly related to the species distribution. From the species analyzed, 25,71% were classed in the pioneer group, 57,14% in the climax light demanding group and only 17,14% in the group of climax shade tolerant species. Strong positive relations were found between the distance from the superior limit of the plots and the frequency of taller individuals (R²=0,93) with larger DBH (R²=0,96). However, the distance from the superior limit of the plots and the area potentially occupied by the individuals were weakly related (R²=0,07). The total density was 12025 ind.ha-1 and the basal area 25.62 m².ha-1. The density and the basal area values were high in all areas, however there were significant differences between them (F = 9.5750; p = 0.00002 e F = 3.9695; p = 0.00491 for density and basal area respectively). The χ² test also indicated differences in the distribution of diameters and heights between areas, but in all of them, most individuals clustered in the lower height and DBH classes.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2060
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Ecologia Aplicada - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Padrões florísticos e estruturais da comunidade arbustivo- arbórea de bordas naturais em matas de galeria no Alto Rio Grande, MG.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback