Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2073

Título: Influência de corredor de vegetação na riqueza e abundância de Scarabaeinae (Insecta: Coleoptera) e de parasitóides (Insecta: Hymenoptera) em um agroecossistema de cafeeiro
Título Alternativo: The Influence of a vegetational corridor on the richness and abundance of Scarabaeinae (Insecta, Coleoptera) and parasitoids (Insecta, Hymenoptera) within an agroecosystem coffee
Autor(es): Gomez Mendez, Heisler Alexsander
Orientador: Louzada, Júlio Neil Cassa
Membro da banca: Silveira, Luís Cláudio Paterno
Santa-Cecília, Lenira Viana Costa
Área de concentração: Entomologia Agrícola
Assunto: Corredor de vegetação
Parasitóide
Scarabaeinae
Coffea arabica
Interação
Data de Defesa: 9-Nov-2007
Data de publicação: 4-Ago-2014
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: GÓMEZ MÉNDEZ, H. A. Influência de corredor de vegetação na riqueza e abundância de Scarabaeinae (Insecta: Coleoptera) e de parasitóides (Insecta: Hymenoptera) em um agroecossistema de cafeeiro. 2007. 37 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Entomologia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: Os corredores de vegetação são considerados importantes na conservação da biodiversidade. Essas estruturas viabilizam o intercâmbio de indivíduos entre populações isoladas, diminuindo a possibilidade de extinção local. Alguns dados também demonstram que há um enriquecimento de inimigos naturais e controle biológico efetivo onde a vegetação natural permanece na margem do cultivo e em associação com as plantações em forma de corredores ou faixas de vegetação. Neste estudo foi avaliada a influência de corredores de vegetação na diversidade e na abundância de Scarabaeinae detritívoros e himenópteros parasitóides em um agroecossistema de cafeeiro. O estudo foi realizado em um cafezal, adjacente a um corredor de vegetação, localizado no município de Santo Antônio do Amparo, MG. Para a coleta de besouros coprófagos utilizaram-se armadilhas tipo "pitfall" iscadas com fezes humanas e suínas e, para a captura dos parasitóides, foram colocadas armadilhas adesivas de coloração amarela, de 10,0 x 25,0 cm, dupla face, ambas dispostas a cada 10 m em transectos perpendiculares ao corredor de vegetação. Foram feitos 6 transectos (repetições) espaçados de 50 metros uns dos outros, com 10 armadilhas por transecto. O material coletado foi transportado para o Departamento de Biologia da Universidade Federal de Lavras, para triagem e identificação. Foram coletados, no total, 56 indivíduos de Scarabaeinae, distribuídos em nove espécies, sete gêneros e cinco tribos. O número de espécies e de indivíduos de escarabaeíneos apresentou diferenças significativas, F=11,59 p<0,05 e F=17,22 p<0,05, respectivamente, tendo os pontos amostrais dentro do corredor de vegetação sido os que apresentaram maior diversidade e abundância, comparados com a matriz de área agrícola. Não foi observada interação de espécies de Scarabaeinae entre os sistemas corredor-cafeeiro, tendo as espécies encontradas nos pontos amostrais dentro do corredor sido diferentes das encontradas no sistema aberto de cafeeiro. Um total de 564 indivíduos de Hymenoptera parasítica foi capturado, distribuídos em 20 famílias e 6 superfamílias. As superfamílias mais coletadas foram Chalcidoidea, Proctotrupoidea e Ichneumonoidea, com 326, 78 e 76 do total de indivíduos parasitóides e, conjuntamente, representaram 85,10% do total de himenópteros coletados. O número de famílias e de indivíduos de parasitóides apresentou diferenças significativas, F=18,28 p<0,05 e F=13,74 p<0,05, respectivamente, tendo os pontos amostrais dentro do corredor de vegetação sido os que apresentaram maior diversidade e abundância, comparados com a matriz de área agrícola. Apesar de não ter sido observado um gradiente de diminuição estatisticamente significativo entre os tratamentos localizados na cultura de cafeeiro (fora do corredor de vegetação), foi verificada a ocorrência de influência do corredor na presença de inimigos naturais na área de cafeeiro. O corredor de vegetação representou uma estratégia importante de conservação de espécies de escarabaeíneos e influenciou a diversidade e a abundância de himenópteros parasitóides na cultura de cafeeiro.
The vegetational corridor has been considered important in the conservation of biodiversity. These structures enable the exchange of individuals between isolated populations, reducing the possibility of local extinction. Some data also show that there is an enrichment of natural enemies and effective biological control where the natural vegetation remains on the margin of cultivation and in association with the plantation shaped corridors or hedgerows of vegetation. In this study the influence of a vegetational corridor on the richness and abundance of Scarabaeinae dung beetles and hymenopterans parasitoids within a coffee agroecosystem was evaluated. The study was conducted in an area where coffee plantation is adjacent to a corridor of natural forest vegetation, located in the municipality of Santo Antonio do Amparo, Minas Gerais, Brazil. For the capture of the dung beetles pitfall traps baited with human and pig feces were used, and for the capture of parasitoids yellow sticky traps of 10.0 x 25.0 cm, double-sided were used, both each 10 m in transects perpendicular to the corridor of vegetation. There were made six transects (replicates), 50 m apart each other, with 10 traps per transect. The insects collected were sent to the Department of Entomology of the Federal University of Lavras, for the screening and identification. A total of 56 individuals of Scarabaeinae, distributed in nine species, seven genera and five tribes, were collected. The number of species (F=11.59, p<0.05), and individuals (of dung beetles were higher in vegetation corridor than in the cofee matrix area. There was no interaction observed for Scarabaeinae species between the forest corridor and coffee plantation, the species found in the sampling points within the corridor were different from those found in the open system coffee. A total of 564 individuals, distributed in 20 families and six superfamilies of parasitic Hymenoptera were captured. Chalcidoidea, Proctotrupoidea and Ichneumonoidea were the most common superfamilies with 326, 78 and 76 of the total individuals parasitoids and, together, accounted for 85.10% of total hymenopterans collected. The number of families (F=18.28, p<0.05), and individuals (F=13.74, p<0.05) of parasitoids showed differences, and the sampling points within the vegetational corridor showed greater diversity and abundance compared to the agriculture matrix area. Although of not having seen significant reduction gradient between treatment located in the coffee culture (outside of vegetational corridor), it was verified an influence of the corridor on presence of natural enemies within a coffee area. The vegetational corridor represented an strategy for conservation of dung beetles species, and influenced diversity and abundance of hymenopterans parasitoids within the coffee plantation.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Entomologia, área de concentração em Entomologia Agrícoloa, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2073
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Influência de corredor de vegetação na riqueza e abundância de Scarabaeinae (Insecta Coleoptera) e de parasitóides (Insecta Hymenoptera) em um agroecossistema.pdf140,25 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback