Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Programa de Pós-graduação >
DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2093

Título: Efeito antilisterial de compostos majoritários de óleos essenciais contra células planctônicas e sésseis
Autor(es): Piccoli, Roberta Hilsdorf
Carvalho, Carolina Valeriano de
Boari, Cleube Andrade
Oliveira, Roberto Maciel de
Tebaldi, Victor Maximiliano Reis
Assunto: Biofilme
Listeria monocytogene
Resistência microbiana
Citral
Cinamaldeído
Biofilms
Bacterial resistance
Cinnamaldehyde
Data de publicação: 2014
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Referência: BRUGNERA, D. F. Efeito antilisterial de compostos majoritários de óleos essenciais contra células planctônicas e sésseis. 2014. 108 p. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Biofilmes microbianos representam um grande problema para indústrias de alimentos e sua eliminação tem sido alvo de diversas pesquisas. A utilização de óleos essenciais e seus compostos majoritários tem se mostrado eficiente na remoção de biofilmes de diversas espécies, como Listeria monocytogenes (LM). No entanto, pouco se conhece sobre o efeito de concentrações subletais destes compostos nas células bacterianas. A primeira etapa desta pesquisa foi conduzida com o objetivo de avaliar a atividade antilisterial de constituintes de óleos essenciais citral (CIT), timol, cinamaldeído (CIN), eugenol, α-terpineol, carvacrol e terpinen-4-ol, contra células planctônicas das cepas ATCC 19117, 7644 e 15313. Concentrações Mínimas Inibitórias (CMIs) foram determinadas por microdiluição em caldo, posteriormente determinaram-se as Concentrações Mínimas Bactericidas (CMBs). Todos os constituintes apresentaram atividade antibacteriana. Soluções de citral e cinamaldeído, constituintes que apresentaram as menores CMBs, foram testadas contra biofilmes formados sobre aço inoxidável AISI#304. Os valores de CMBBs variaram de 0,42 a 1,2% (v/v). Citral e cinamaldeído apresentaram efeito antibacteriano também contra células sésseis, podendo ser novas alternativas para elaboração de sanificantes. A segunda etapa desta pesquisa foi conduzida com o objetivo de avaliar o efeito da exposição do biofilme de LM, durante sua formação, a concentrações subletais de (CIN) e (CIT). Os biofilmes foram formados em aço inoxidável AISI 304, em contato com caldo triptona de soja suplementado com 0,6% (p/v) de extrato de levedura (TSB-YE) e incubado a 37 °C, sendo, a cada 48 horas, tratados com soluções contendo concentrações subletais (1/3 da concentração letal) de CIN e CIT durante 15 minutos, além de uma solução controle (sem antimicrobianos). Para cada cepa, foram desenvolvidos três tipos de biofilmes: BC (biofilme controle), BECIN (biofilme exposto a concentrações subletais de cinamaldeído durante a sua formação) e BECIT (biofilme exposto a concentrações subletais de citral durante a sua formação). Ao final de 240 horas o número de células viáveis foi determinado imediatamente após o tratamento com as soluções, sendo calculado o Log de redução. Pelo número de células sésseis após 240 horas, verificou-se que a exposição a concentrações subletais de CIN e CIT afetou a formação dos biofilmes. A exposição a concentrações subletais de CIN e CIT afetou o biofilme de LM, podendo torná-lo mais resistente a estes compostos como também mais sensível, de maneira cruzada ou não, sendo a ocorrência destes efeitos dependente da cepa e do composto utilizado.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2093
Aparece nas coleções: DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Efeito antilisterial de compostos majoritários de óleos essenciais contra células planctônicas e sésseis.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback