Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DMV - Departamento de Medicina Veterinária >
DMV - Programa de Pós-graduação >
DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2094

Título: Efeitos metabólicos da ingestão de beta-glucanos em ratos com diabetes mellitus tipo 1 induzidos por estreptozotocina
Autor(es): Lobato, Raquel Vieira
Orientador: Pereira, Luciano José
Membro da banca: Napimoga, Juliana Trindade Clemente
Bonjardim, Leonardo Rigoldi
Peconick, Ana Paula
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Assunto: Doença metabólica
Diabetes mellitus
Carboidrato
Polissacarídeo
Glucana
Metabolic disease
Carbohydrate
Polysaccharide
Data de Defesa: 21-Jan-2014
Data de publicação: 4-Ago-2014
Agência de Fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: LOBATO, R. V. Efeitos metabólicos da ingestão de beta-glucanos em ratos com diabetes mellitus tipo 1 induzidos por estreptozotocina. 2014. 109 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Objetivou-se investigar os efeitos hipoglicêmicos e hipolipidêmicos da ingestão de BG e para tal foram redigidos dois capítulos. No primeiro Capítulo, foi realizada uma revisão sistemática que teve como objetivo avaliar os efeitos dos BG sobre a glicemia e perfil lipídico de indivíduos diabéticos. Foi conduzida uma busca nas bases de dados Pubmed, Science Direct e Scielo, utilizando as palavras-chave: diabetes mellitus e beta-gucano e glicemia e humanos. Os resultados deste estudo destacaram que doses superiores a 6,0 g/indivíduo/dia por quatro semanas, ou doses maiores que 3,0 g/indivíduo/dia durante 12 semanas, foram suficientes para reduzir a glicemia, bem como melhorar o perfil lipoproteico de portadores de DM. No Capítulo 2, os efeitos metabólicos da ingestão de BG produzidos a partir de uma levedura (Saccharomyces cerevisae) em ratos diabéticos foram testados. Foram utilizados 24 ratos machos adultos da linhagem Wistar (peso inicial 250 ± 24,78 g), distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado em 4 grupos em modelo fatorial 2 x 2 (com e sem diabetes; com e sem BG). A indução do DM tipo I nos animais dos grupos diabéticos foi realizada com o uso de uma injeção intraperitoneal de 80mg/kg de estrepzotocina (após jejum de quatro horas) e aqueles que apresentaram glicemia de jejum acima de 300mg/dl foram considerados diabéticos. Quarenta e oito horas após a indução, os roedores receberam doses diárias de 30 mg/Kg de BG ou solução salina por gavagem durante 28 dias. Os animais dos grupos com DM apresentaram glicemia inicial maior do que os roedores controle, além de menor ganho de peso; bem como maior consumo de ração, ingestão de água e volume urinário. Níveis de colesterol total (CT), lipoproteína de baixa densidade + lipoproteína de densidade muito baixa (LDL-c + VLDL-c), triacilgliceróis (TAG), glicose e alanino aminotransferase (ALT) plasmáticos também foram superiores nos animais diabéticos (p<0,05), não havendo alterações nos níveis de lipoproteína de alta densidade (HDL-c). A ingestão de BG foi eficiente em reduzir as concentrações plasmáticas de glicose (30%), TAG (32%) e ALT (41%) (p<0,05). Não foram observadas alterações histopatológicas hepáticas em quaisquer dos grupos nem alterações na composição química de carcaça. Adicionalmente, os animais diabéticos apresentaram aumento na relação vilosidade:cripta (V:C) no duodeno, sem a interferência do BG. Desta forma, concluiu-se, a partir dos resultados observados, que os BG foram eficientes na atenuação dos efeitos indesejáveis do DM, sendo que, variações quanto à fonte, dosagem e tipo de beta-glucanos podem interferir nos resultados.
Aimed to investigate the hypoglycemic and hypolipidemic effects of ingesting BG and such two chapters were written. In the first chapter, a systematic review aimed to evaluate the effects of BG on blood glucose and lipid profile of diabetic subjects was performed. A search was conducted in Pubmed, Science Direct and SciELO databases using the key words: diabetes mellitus and glucose and beta-gucano and humans. The results of this study highlighted that more than 6.0 g / person / day doses for four weeks, or greater than 3.0 g / person / day for 12 weeks doses were sufficient to reduce blood glucose levels as well as improve the lipoprotein profile of DM. In chapter 2, the metabolic effects of ingestion of BG produced from a yeast (Saccharomyces cerevisiae ) were tested in diabetic rats. 24 adult male rats of Wistar rats (initial weight 250 ± 24.78 g) lineage, which were distributed in a completely randomized into 4 groups in 2x2 factorial design (with and without BG with and without diabetes) were used. The induction of type I DM in animals of the diabetic groups was performed by intraperitoneal injection of 80mg/kg of estrepzotocina (after fasting for four hours) and those who had fasting glucose above 300mg/dl were considered diabetic. Forty-eight hours after induction, the mice received daily doses of 30 mg / kg BG or saline by gavage for 28 days. The animals in groups with DM had higher initial blood glucose control rodents in addition to lower weight gain, and increased feed intake, water intake and urine volume. Total cholesterol (TC), low density lipoprotein + very low density lipoprotein (LDL -C + VLDL -C), triglycerides ( TAG ), glucose and alanine aminotransferase (ALT) serum were also higher in the diabetic animals (p < 0.05), no change in the levels of high density lipoprotein (HDL - c) . The intake of BG was effective in reducing plasma concentrations of glucose (30 %) , TAG (32 %) and ALT (41 %) (p < 0.05) . No hepatic histopathological changes were observed in either group. In addition, diabetic animals showed increased villus : crypt ratio (V : C) in the duodenum, without interference from the BG. No changes were observed in the chemical carcass composition between groups. Thus, from the results observed in the studies, it was found that BG were effective in mitigating the side effects of diabetes, and that variations in the source, type and dosage of beta-glucan may affect the results. Thus, it is considered that these fibers are to be used as aids to conventional treatment of disease.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2094
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Efeitos metabólicos da ingestão de beta-glucanos em ratos com diabetes mellitus tipo 1 induzidos por estreptozotocina.pdf834,23 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback