Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2119
Título: Políticas e agentes públicos e privados: interface do produtor rural com os ambientes institucional e organizacional
Autor : Cantelle, Tatiana Dias
Primeiro orientador: Reis, Ricardo Pereira
Primeiro membro da banca: Rezende, José Luiz Pereira de
Santos, Antônio Carlos dos
Mafra, Luiz Antônio Staub
Área de concentração: Gestão de Negócios, Economia e Mercados
Palavras-chave: Sistema agroindustrial
Política pública
Desenvolvimento territorial
Economia agrícola
Cadeia produtiva
Agribusiness system
Public policy
Territorial development
Agricultural economic
Productive chain
Data da publicação: 2014
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: CANTELLE, T. D. Políticas e agentes públicos e privados: interface do produtor rural com os ambientes institucional e organizacional. 2013. 98 p. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: The current situation of the Agribusiness System (SAG) indicates that several factors hinder the achievement of economic sustainability of agricultural activities. Faced with new structures, dynamics and concepts, agents of primary production have lost economic representation, setting up as the most dependent link in the productive chain. In order to supply the shortage and adequate to the standards of this competitive system, farmers seek support in institutional and organizational environments. In this context, the present study aims at investigating the interfaces of farmers with institutional and organizational environments of the SAG. The delimited area for this research covers fifteen selected municipalities in the regions of Campo das Vertentes and South / Southwest of Minas Gerais, Brazil, measured by a survey type field research, applying 205 semi-structured questionnaires through personal interview. The results show: (1) the placement of agents contained in SAG, (2) the prospects of farmers in regard to public policies of land regularization, infrastructure, credit, commercialization, technical support, associations and environmental policy (3) and the influence of these over the development of rural property. In accordance with the outlined objectives, we conclude that comprehending the interfaces is crucial for understanding the dynamics of agribusiness and, consequentially, to adopt effective management processes. Regarding public policy, we highlight: land regularization as a prerequisite to access other government policies; infrastructure as a priority for public and private investment; rural credit as an incentive for modernization of production units; marketing as the main source of income; technical support contributing to the process of improving production systems and mediating access to sectorial policies; the associations as a competitive advantage; and environmental policies as a point of conflict, regarding to charges from environmental preservation.
A atual conjuntura do Sistema Agroindustrial (SAG) indica que vários fatores dificultam a obtenção da sustentabilidade econômica das atividades agropecuárias. Perante as novas estruturas, dinâmicas e conceitos, os agentes da produção primária perderam representatividade econômica, configurando-se como o elo mais dependente da cadeia produtiva. Para suprir as carências e se adequarem aos padrões desse sistema competitivo, os produtores rurais buscam respaldo nos ambientes institucional e organizacional. Objetivou-se, neste estudo, investigar as interfaces dos produtores rurais com os ambientes institucional e organizacional do SAG. O espaço delimitado para a pesquisa abrange quinze municípios selecionados nas mesorregiões Campo das Vertentes e Sul/Sudoeste de Minas Gerais, aferido por uma pesquisa de campo do tipo survey, com aplicação de 205 questionários semiestruturados por meio de entrevista pessoal. Os resultados obtidos evidenciam: (1) o posicionamento dos agentes contidos no SAG; (2) as perspectivas dos produtores rurais, com relação às políticas públicas de regularização fundiária, infraestrutura, crédito, comercialização, apoio técnico, associativismo e política ambiental; (3) a influência dessas sobre o desenvolvimento da propriedade rural. Dentro dos objetivos delineados conclui-se que a compreensão das interfaces é crucial para o entendimento da dinâmica do agronegócio e, consequentemente, para a adoção de processos de gestão eficazes. Concernente às políticas públicas, destacam-se: a regularização fundiária como pré-requisito para acesso às demais políticas governamentais; a infraestrutura como prioridade de investimento público e privado; o crédito rural como incentivo à modernização das unidades de produção; a comercialização como principal finte de renda; o apoio técnico contribuindo com o processo de aperfeiçoamento dos sistemas de produção e intermediando o acesso às políticas setoriais; o associativismo como vantagem competitiva; e, as políticas ambientais como ponto de conflito, referentes aos encargos provenientes da preservação ambiental.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Administração, área de concentração em Gestão de Negócios, Economia e Mercados, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2119
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DAE - Administração - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Políticas e agentes públicos e privados _ interface do produtor rural com os ambientes.pdf644,11 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.