Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2126

Título: Torta de algodão emite compostos orgânicos voláteis tóxicos a Meloidogyne incognita
Título Alternativo: Cottonseed cake emite volatile organic compounds toxics to Meloidogyne incognita
Autor(es): López, Liliana Estupiñan
Orientador: Campos, Vicente Paulo
Membro da banca: Medeiros, Flávio Henrique Vasconcelos de
Gomez, Luiz Antonio Augusto
Área de concentração: Fitopatologia
Assunto: Torta de algodão
COVs
Nematoide das galha
Composto orgânico volátil
Cottonseed cake
VOCs
Root knot nematode
Data de Defesa: 19-Fev-2014
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: LÓPEZ, L. E. Torta de algodão emite compostos orgânicos voláteis tóxicos a Meloidogyne incognita. 2014. 54 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fitopatologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Embora a eficácia nematicida da torta de algodão aplicada em solos infestados por fitonematoides seja conhecida, ainda são quase desconhecidos os efeitos, nesses patógenos, de compostos orgânicos voláteis (COVs) emitidos por ela, após a aplicação no solo. Para estudar o efeito dos COVs em Meloidogyne incognita foram propostos experimentos , colocando-se em cada copo plástico 200 g. de solo natural, solo esterilizado ou substrato artificial misturado com torta de algodão nas concentrações de 0,0; 1,5; 3,0; 4,5 ou 6,0% e também com 3000 ovos de M. incognita (MI), por copo. No centro de cada copo foram aterrados dois microtubos de 1,5 mL até a metade. Os copos foram vedados hermeticamente com plástico Parafilm® e mantidos por 10 e 20 dias em casa de vegetação. Dois dias antes do término desses períodos, foram injetados com uma seringa, em um dos microtubos, 200 juvenis de segundo estádio (J2) e no outro 800 J2 de MI. Ambos os microtubos com J2 foram expostos por 48 horas aos COVs. Os 200 J2 de MI dos microtubos foram usados para avaliar a porcentagem de J2 móveis, imóveis e mortos. E os 800 J2 do outro microtubo foram inoculados em tomateiro. Após a retirada da cobertura plástica, plantaram-se mudas de tomateiro nos copos infestados com ovos de MI. Nos tomateiros avaliaram-se infectividade (nº. de galhas) e reprodutividade (nº. de ovos). A torta de algodão reduziu significativamente a infectividade e a reprodução a partir de ovos de MI presentes no solo (esterilizado ou não) e no substrato artificial em qualquer concentração de torta e tempo de exposição (10 ou 20 dias). Os COVs que formaram a câmara de gás na superfície dessa mistura (solo ou substrato mais torta) causaram também imobilidade dos J2, em qualquer período de formação dessa câmara (10 e 20 dias) e na presença das diversas concentrações de torta. A mortalidade de J2 foi significativamente mais elevada do que no controle, variando de 17% a 67%. A infectividade e reprodução de J2 expostos aos COVs foram significativamente reduzidas comparadas ao controle, a partir da adição de 3,0% de torta. A torta de algodão além de apresentar efeitos nematicidas no solo infestado com MI, os COVs por ela emitidos são nematicidas e nematostáticos a esse patógeno.
Although the nematicidal efficacy of cottonseed cake applied to infested soils with plant parasitic nematodes is known, the effects of only volatile organic compounds (VOCs) emittions to Meloidogyne incognita (MI) is almost unknown. To study the effect of cottonseed cake VOCs on MI, experiments were proposed. Therefore two hundred grams of soil (natural or sterilized) or artificial substrate was mixed with cottonseed cake concentrations (0.0, 1.5, 3.0, 4.5 or 6.0%) and 3000 MI eggs and placed into plastics cups. In the center of surface mixture, two 1.5 mL microtubes were half digged. The cups were hermetically sealed with plastic Parafilm®, maintained in greenhouse by 10 and 20 days. Two days before ending those times periods (10 and 20 days) 200 second stage juveniles (J2) of MI were injected with a syringe into one of the microtubes and 800 J2 into another. Both microtubes with J2 were exposed for 48 hours to VOCs. The J2 200 MI of the microtubes were used to assess the percentage of J2 mobile, immobile and dead. And another microtube 800 J2 were inoculated on tomato plants. After removing the plastic cover, tomato seedlings were transplanted to each cup infested with MI eggs. Thereafter infectivity (nº. of galls) and reproduction (nº. of eggs) were evaluated in tomato roots. The cottonseed cake reduced significantly infectivity and reproduction from MI eggs, in infested soil (natural or sterilized) and in the artificial substrate in any cake concentration and exposition time (10 or 20 days). The VOCs that formed on the surface of gas chamber, caused J2 immobility every time period (10 and 20 days) and cake concentrations compared to control. The J2 mortality was higher than controls varying from 17% to 67 %. The infectivity and reproduction in tomato infested from J2 exposed to VOCs were significantly reduced compared to the control when 3.0 % or more concentrated cake was used. The cottonseed cake besides nematicidal effects in MI infested soils or substrate, the VOCs liberated from it have nematicidal and nematostatic effect on MI.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área de concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/2126
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO Torta de algodão emite compostos orgânicos voláteis tóxicos a Meloidogyne incognita.pdf220,28 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback